SE BEBER NÃO DIRIJA

Liberada venda de bebidas nos estádios de Mato Grosso

Publicados

em

A venda e consumo de bebidas alcoólicas foi liberada aos poucos nos estados brasileiros desde a Copa do Mundo em 2014 e têm gerado debates acerca da interferência do álcool nas brigas de torcidas.

O deputado estadual Faissal Calil (PV) apresentou proposta, para alterar a Lei nº 10.524/2017, que trata da comercialização e consumo de bebidas alcoólicas fermentadas nos estádios de futebol de Mato Grosso.

De acordo com o parlamentar estadual, a venda e o consumo de bebidas alcoólicas em estádios e arenas desportivas foi recentemente liberada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e o retorno da comercialização de cerveja nesses locais é medida que se recomenda por diversas razões. Uma delas é evitar a venda, nos dias de jogos, indevida e clandestina do produto nos arredores dos estádios, fato que acaba propiciando tumulto, já que que a maioria dos torcedores ingressa no estádio apenas no início da partida.

O Governo do Estado de Mato Grosso sancionou a lei que libera venda e consumo de bebida alcoólica em estádios mato-grossenses A sanção da lei foi publicada nesta quinta-feira (21) no Diário Oficial.

Temos que agradecer ao governador Mauro Mendes (DEM) pela sanção da Lei, ao deputado estadual Faissal Calil, autor do projeto de Lei, e ao secretário de Esportes, Allan Kardec (PDT), que tem trabalhado em conjunto conosco para retomarmos o futebol de Mato Grosso, declarou o presidente da Federação Mato-grossense de Futebol, Aron Dresch.

Aron foi um dos interlocutores para a sanção da lei ao lado do Executivo e Legislativo municipal.

De acordo com a lei, além da arquibancada, os camarotes dos estádios também poderão autorizar a venda e consumo nas arquibancadas. A venda só poderá ser realizada uma hora e meia antes do início das partidas e até uma hora após o fim do jogo realizado.

Todo cidadão que vai ao estádio tem o direito ao entretenimento de forma plena. Proibir o consumo de bebidas é violar esse direito. Para alguns a bebida é condenada por gerar violência, mas quem gera violência é o ser humano. Portanto,se alguém se descontrola, ele que tem que ser condenado, e não toda a sociedade. O Deputado Faissal está de parabéns pela lei”, declarou Geandre Bucair, um dos dirigentes do Dom Bosco.

Vale destacar também que as bebidas deverão também ser comercializadas somente dentro de embalagem descartável, cujo recipiente não ultrapasse 500ml.

Temos que ajudar o futebol de Mato Grosso, ao invés de atrapalhar, proibir a bebida alcoólica dentro do estádio, é ultrapassar o bom senso, disse o deputado Faissal Calil.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Barreira Sanitária; Cuiabá registra 2.948 atendimento a pessoas
Propaganda

ESPORTES

Campeonato Paulista retornará em 22 de julho

Publicados

em

Ao lado de membros da Federação Paulista de Futebol (FPF), o governador João Dória deu o aval para o retorno no campeonato no próximo dia 22/07. A data de reinício estava marcada para o início de agosto, mas a CBF agendou o início do Brasileirão para 9 de agosto, o que causaria um conflito de datas. Com a confirmação, as finais do Paulistão devem acontecer um dia antes no início do campeonato nacional.

‘O Centro de Contingência da Covid-19 aprovou, em conjunto com a Federação Paulista de Futebol, com assistência médica da FPF, o novo protocolo da retomada do Campeonato Paulista. Os jogos deverão ocorrer obrigatoriamente em cidades que estejam na fase amarela do Plano São Paulo e em estádios sem a presença de torcida, afirmou o governador em coletiva.

O torneio estadual foi interrompido em 16 de março e foi um dos campeonatos que mais teve cautela para pensar em um retorno. Os clubes já fazem treinos completos com bola e se preparam para um retorno em 14 dias. Um dos primeiro duelos será o clássico entre Corinthians e Palmeiras, que seguirá os protocolos feitos pela comissão.

O protocolo médico foi aceito de forma unânime. Estamos lidando com uma situação de baixo risco de contágio, pela excelente condição física e de saúde dos jogadores”, explicou o coordenador do Centro de Contingência de Covid, Paulo Menezes.

A liberação feita pelo Governo do Estado de São Paulo veio um dia depois de a FPF fazer o pedido de reinício do torneio.

Vale lembrar que os clubes estão se preparando desde 15/6, quando começaram as testagem de atletas e a retomada gradual das atividades. Com pouco mais de um mês de ‘pré-temporada’, os times deve retornar com um nível técnico e físico bom aos gramados. Os clubes seguem os seguintes passos desde o reinício das atividades: testagem, conscientização, retomada com trabalho individual, proteção individual e higiene.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Volta do "Estadual 2020" só final do ano
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA