BRASILEIRÃO DA SERIE B

Cuiabá estreia na Serie B jogando na Arena Pantanal

Publicados

em

Isso é muito bom, vamos jogar em nosso campo. Agora é esperar que o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro (DEM) nos dê condições para poderemos realizar treinamentos em nossa Centro Esportivo a partir de segunda-feira quando retornamos do giro por Goiás”.

A alegria é um dos dirigentes da diretoria do Cuiabá, que se encontra na cidade goiana de Trindade, onde está concentrado para o jogo-treino de quarta-feira, às 15h, em Goiânia, contra o Atlético Goianinense, e comemorou a confirmação do jogo em Cuiabá, mesmo sabendo que não poderá contar com o apoio da torcida, devido a “Pandemia do Coronavírus” que impede a presença de torcedores nas praças esportivas.

O Dourado fará sua estreia na Série B do Campeonato Brasileiro jogando na Arena Pantanal, no dia 07 de agosto, sexta-feira, às 18h15 (horário de Cuiabá), contra o Brasil de Pelotas.

A liberação veio através de ofício enviado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em função de requisitos atendidos pelo Governo do Estado junto à CBF. O jogo, a princípio estava programado para acontecer às 20h, em local não definido, que poderia ser o Estádio Luthero Lopes, em Rondonópolis.

O governador do Partido Democrata (DEM), Mauro Mendes Ferreira, que em contato com a Confederação Brasileira de Futebol e explicou que a parte que está sendo usada pelo Governo do Estado com o Centro de Triagem para a Covid-19 não atinge o gramado, os vestiários dos jogadores e arbitragem e nem mesmo a ala da imprensa que deverá estar na arena acompanhando a partida.

A Arena Pantanal está apta para jogos e à disposição do Cuiabá. O governador Mauro Mendes é parceiro do futebol e explicou que o Centro de Triagem não interfere no jogo. Foi pensado para ficar isolado. Inclusive, se houvesse liberação de público no Estádio, teríamos capacidade para 25 mil torcedores respeitando o distanciamento social”.

O Centro de Triagem não interfere no jogo. Foi pensado para ficar isolado. Inclusive, se houvesse liberação de público no Estádio, teríamos capacidade para 25 mil torcedores respeitando o distanciamento social”, explicou o secretário adjunto de Esportes e Lazer, Jefferson Carvalho Neves, que acompanhou as conversações do governador com a CBF.

No contato com a CBF, Mauro Mendes disse que o Centro de Triagem ocupa apenas o primeiro andar da ala Oeste do Estádio e que está totalmente isolada da área de jogo, que inclui o campo e vestiários.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Farra no futebol acabou e Globo perde Libertadores
Propaganda

ESPORTES

Mixto Feminino realiza ação solidária durante a “Pandemia”

Publicados

em

A “Pandemia do Covid-19” interrompeu uma tradição cuiabana: sentar e conversar com os amigos e vizinhos, comer um delicioso bolo de arroz, tomar o famoso cafezinho com os amigos, fumar um cigarro de palha. Trouxe ainda consequências mais preocupantes: doença, desemprego e fome. Mas situações de crise também criam oportunidades.

Uma ação solidária foi criada como um instrumento para transformar o desejo de quem quer ajudar, ainda que isolado em sua casa, pessoas que estão enfrentando imensas dificuldades nesta realidade imposta pela pandemia do novo “Coronavírus“.

O time do Mixto Feminino desenvolve ação e arrecada kits básicos às famílias de atletas em situação de vulnerabilidade. Cerca de 34 kits foram distribuídas em prol de amenizar o impacto financeiro durante a pandemia do novo Coronavírus.

O período de “Pandemia” do novo Coronavírus tem afetado diretamente muitas famílias. Uma ação desenvolvida pelo Mixto Feminino resultou na doação de kits de cestas básicas, com alimentos e produtos de limpeza à famílias de atletas de 12 a 25 anos cadastradas no Projeto Toque de Letra.

Ao todo, 34 kits foram doadas pela Associação Mato-grossense de Esportes Olímpicos (Ameco) e distribuídas aos atletas.

Vivemos dias de dificuldades em razão da propagação do vírus. Como não foi possível fazermos a entrega dos kits coletivamente, mantivemos o compromisso e fizemos uma força tarefa para que sejam entregues em domicílio. O Kit não cessará a fome das famílias, porém, por alguns dias os pais e a mães das atletas contempladas terão pelo menos o básico para colocar na mesa, destacou Renner Benevides.

O Projeto Toque de Letra atende 62 meninas de oito a 20 anos, e tem como objetivo descobrir novos talento do futebol feminino em Mato Grosso. O projeto é coordenado pelos professores Celso Nunes e Renner Benevides.

O Mixto Feminino projeta a próxima ação, com o objetivo de doar 100 marmitas para andarilhos que estão em situação de vulnerabilidade em Cuiabá. O projeto ressalta a importância de colaboradores e parceiros.

Para mais informações e doações, entrar em contato através dos seguintes números: (65) 99307 2494 e (65) 9980 11982.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Dourado bate Coelho pela 1ª vez e desencanta na Série B
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA