PROJETO OLIMPUS

Secel publica editais para concessão de bolsas para 4 categorias de atletas

Publicados

em

São quatro editais de chamada pública, divididos por categorias: Atleta Nacional, Atleta Nacional Elite, Atleta Estudantil e Atleta Base Olímpica. Inscrições de 05 de agosto a 04 de setembro.

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), publicou nesta sexta-feira (31) os editais com disposições, critérios, período e documentos para inscrição no Projeto Olimpus, que ofertará bolsas financeiras a atletas. São quatro editais de chamada pública, divididos de acordo com as determinações de cada uma das categorias contempladas: Atleta Nacional, Atleta Nacional Elite, Atleta Estudantil e Atleta Base Olímpica.

O prazo para envio das propostas e da documentação é de 05 de agosto a 04 de setembro. Cada categoria possui uma relação específica de documentos e todas abrangem as modalidades esportivas individual e coletiva. Os editais completos estão disponíveis em: www.esportes.mt.gov.br/editais.

Para o secretário adjunto de Esporte e Lazer da Secel, Jefferson Carvalho Neves, a publicação oficial materializa o Projeto Olimpus, garantindo o desenvolvimento ao longo dos anos de uma geração de atletas em Mato Grosso.

É uma conquista para todos nós ter esse projeto concretizado hoje, publicado em diário oficial, com as novas categorias e mais beneficiados, e com toda uma política de pagamento para que não haja atrasos. É o reconhecimento da importância do esporte para nossa sociedade e vamos fazer disso uma política estruturante“, comemora.

Na categoria Atleta Nacional serão concedidas 60 bolsas, no valor mensal de R$ 900 cada uma, para atletas com idade a partir de 14 anos. Para concorrer nesse grupo, o esportista da modalidade individual precisa ter obtido da primeira à sexta colocação em eventos de sua Confederação ou integre o ranking nacional final da temporada. Já para a modalidade coletiva, o critério é ter conquistado da primeira à terceira colocação em eventos da Confederação e ser selecionado como destaque pelo técnico da equipe.

Foi criada também a categoria Atleta Nacional Elite, que contemplará 20 esportistas com boas colocações em eventos internacionais. Nesse caso, o valor mensal da bolsa será de R$ 1.600. Na modalidade coletiva, além da colocação da equipe na competição, o atleta também precisa ser indicado como destaque.

Já as outras duas categorias contempladas irão beneficiar atletas de base, com idade entre 12 e 16 anos e que participaram da etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude 2019. Com concessão de 50 bolsas na categoria Atleta Estudantil e de outras 110 na categoria Atleta Base Olímpica, os editais se diferenciam pelo valor mensal e pelas colocações na competição escolar brasileira.

Na estudantil, a bolsa mensal será de R$ 600 para atletas que conquistaram até o sexto lugar na modalidade individual e até a terceira posição, na coletiva. Para a Base Olímpica, o valor será de R$ 250 beneficiando atletas das modalidades individuais que alcançaram da sétima à décima colocação e jovens destaques em equipes que obtiveram da quarta à sétima posição nos esportes coletivos.

Dentre os documentos necessários para as duas categorias de base, estão o atestado de matrícula e frequência regular em instituição de ensino e ainda declaração de participação e colocação nos Jogos Escolares.

Os atletas que requerem as bolsas de Atleta Nacional e de Atleta Nacional Elite precisam apresentar atestado de prática de atividade esportiva e declaração de registro e vínculo em federação da respectiva modalidade, além de outros documentos informados nos editais.

Em qualquer uma das quatro categorias de bolsa-atleta, o interessado deverá apresentar histórico de resultados (currículo esportivo), contendo fotos e outras referências de comprovação. Também é solicitado um plano esportivo anual, que demonstre objetivos e metas para o ano de recebimento do benefício.

Agradecemos à equipe da Secel, comandada inicialmente pelo deputado Allan Kardec e agora pelo Alberto Machado, a todos que acreditaram e trabalharam de forma muita intensa nesse projeto tão esperado pela comunidade esportiva. O primeiro passo foi organizar o calendário durante o ano passado, e agora conseguimos garantir o financiamento básico para que as políticas esportivas aconteçam de forma perene e tenhamos uma geração de atletas de nível cada vez melhor no estado“, completa o adjunto Jefferson Carvalho.

Entrega de documentos para inscrição

A documentação pode ser entregue diretamente na Secel, em horário de expediente, no setor de protocolo que fica no prédio da avenida José Monteiro de Fugueiredo (Lava Pés), em Cuiabá. Outra opção, principalmente para quem não mora em Cuiabá, é enviar os documentos por via postal com aviso de recebimento (AR) ou entrega rápida, em envelope lacrado. Nesse caso, será considerada a data da postagem.

Primeiro, as propostas serão avaliadas pela comissão instituída em portaria da Secel. O processo seletivo para a concessão da bolsa-atleta terá ainda mais quatro etapas, que incluem entrevista, exame e avaliação do beneficiário, análise do Conselho Estadual do Desporto (CONSED) e emissão do termo de adesão.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Cuiabá enfrenta Brasil de Pelotas na Arena Pantanal
Propaganda

ESPORTES

Mixto Feminino realiza ação solidária durante a “Pandemia”

Publicados

em

A “Pandemia do Covid-19” interrompeu uma tradição cuiabana: sentar e conversar com os amigos e vizinhos, comer um delicioso bolo de arroz, tomar o famoso cafezinho com os amigos, fumar um cigarro de palha. Trouxe ainda consequências mais preocupantes: doença, desemprego e fome. Mas situações de crise também criam oportunidades.

Uma ação solidária foi criada como um instrumento para transformar o desejo de quem quer ajudar, ainda que isolado em sua casa, pessoas que estão enfrentando imensas dificuldades nesta realidade imposta pela pandemia do novo “Coronavírus“.

O time do Mixto Feminino desenvolve ação e arrecada kits básicos às famílias de atletas em situação de vulnerabilidade. Cerca de 34 kits foram distribuídas em prol de amenizar o impacto financeiro durante a pandemia do novo Coronavírus.

O período de “Pandemia” do novo Coronavírus tem afetado diretamente muitas famílias. Uma ação desenvolvida pelo Mixto Feminino resultou na doação de kits de cestas básicas, com alimentos e produtos de limpeza à famílias de atletas de 12 a 25 anos cadastradas no Projeto Toque de Letra.

Ao todo, 34 kits foram doadas pela Associação Mato-grossense de Esportes Olímpicos (Ameco) e distribuídas aos atletas.

Vivemos dias de dificuldades em razão da propagação do vírus. Como não foi possível fazermos a entrega dos kits coletivamente, mantivemos o compromisso e fizemos uma força tarefa para que sejam entregues em domicílio. O Kit não cessará a fome das famílias, porém, por alguns dias os pais e a mães das atletas contempladas terão pelo menos o básico para colocar na mesa, destacou Renner Benevides.

O Projeto Toque de Letra atende 62 meninas de oito a 20 anos, e tem como objetivo descobrir novos talento do futebol feminino em Mato Grosso. O projeto é coordenado pelos professores Celso Nunes e Renner Benevides.

O Mixto Feminino projeta a próxima ação, com o objetivo de doar 100 marmitas para andarilhos que estão em situação de vulnerabilidade em Cuiabá. O projeto ressalta a importância de colaboradores e parceiros.

Para mais informações e doações, entrar em contato através dos seguintes números: (65) 99307 2494 e (65) 9980 11982.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Cuiabá realiza testagem para "Covid-19"
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA