UM EVENTUAL PROJETO POLÍTICO

Paiaguas 22: Nenel vamos falar com Michel para enquadrar quem for contra

Publicados

em

Sabadão Nenel, parei para escrever sobre a sua próxima agenda, no qual pretende reunir com os 23 prefeitos e 12 vice-prefeitos da sigla emedebista. Vamos lá Nenel, já tem a liberação da única deputada estadual do MDB em Mato Grosso, Janaína Greyce Riva.

Será bom para Emanuel ter o sentimento que a base tem em relação aos seus projetos políticos“, palavras da parlamentar da sigla de Bezerra.

Ah, tá. Então tá! Entendeu o recado Nenel?  Já lhe dizia na época de menino da Rua Joaquim Murtinho, “quando existe inimigos internos, os inimigos externos nada precisam fazer contra você”, lembrou do provérbio africano?

Mas sempre foi assim né Nenel? Sofre o tempo todo com a falta de apoio, se lembra quando era líder do Prefeito de Cuiabá, Frederico Campos na Câmara Municipal de Cuiabá? Até os liderados eram contrários do seu projeto político.

Fica claro cada dia que passa que, nada é fácil nesta vida. Tudo pode ser complicado e dificultoso, mesmo quando o sonho que perseguimos seja do tipo que trará benefício para todos, inclusive para que os que tentam nos demover da ideia de ser Governador do Estado de Mato Grosso.

Esquenta não Nenel, não se importa quem ou quantos estejam contra você, desde que você esteja a seu favor. Você está Pinheiro?

Tenho uma boa notícia Nenel, quer saber de quem? Da Mulher Maravilha, Janaína Riva veja aí:alguns prefeitos ligaram para mim perguntando se era para eles virem ou não…eu acho importante os prefeitos vir, disse a Mulher Maravilha, parlamentar estadual do MDB.

Depois que ela liberou os prefeitos Nenel a Mulher Maravilha jogou um balde de água fria:

Ele (se referindo a você Nenel) continua isolado dentro do partido, a maioria dos prefeitos nem o conhece.

É verdade Nenel, dos 23 prefeitos, você não conhece 10?

Nenel, lembra da Eleição da Mesa Diretora de Assembleia Legislativa? Então prefeito, continue administrando Cuiabá até o dia 31 de dezembro de 2024. Afinal de contas, você é responsável por essa excelência em desenvolvimento humano.

Resumindo: a reunião em setembro, vai revelar o peso das divisões internas no partido emedebista e a dificuldade do grupo ligado a Emanuel Pinheiro de negociar um consenso para o Palácio Paiaguas.

O cenário aponta para consolidação do Democrata Mauro Mendes Ferreira.

E querem saber a verdade? O lema para alguns; “não se mexe em time que está perdendo”, réplica no fracassado MDB. Como estamos a um ano da campanha eleitoral, é bem provável que Nenel Pinheiro seja um candidato viável até lá. Como a política abomina o vácuo, dois fatos importantes para 2022: a população começa a migrar,  para um nome que começa a ser cogitado pelas lideranças mais consciente.

Nenel tenho uma ideia genial, vamos falar com Michel Temer, assim se livrará dos chatos e, mostraremos o quanto você é importante, daria uma pressionada nos deputados e, não menos importante descolar uma live para dar uma animada na militância.

Aí vamos aguardar o desdobramento do poder de mobilização dos nossos aliados que são nossos inimigos.

Vamos pra cima deles Nenel Pinheiro.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Silval colocou mulher de José Riva, Janete Riva no epicentro da corrupção, ao afirmar que o casal recebeu R$ 11,5 milhões de propinas de empreiteira
Propaganda

Política

Lúdio propõe PEC para obrigar entidades do Agronegócio a prestarem contas do recurso público

Publicados

em

O deputado estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), Lúdio Frank Mendes Cabral apresentou, nesta quarta-feira (15), o Projeto de Emenda Constitucional (PEC) Nº 15/21, para obrigar as entidades privadas que recebem dinheiro público em Mato Grosso a prestarem contas da aplicação desses recursos.

Entre as entidades que atualmente não prestam contas do recurso público que recebem está a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Instituto Mato-grossense do Agronegócio (Iagro), Instituto da Madeira de Mato Grosso (Imad), entre outros.

Diversas entidades do agronegócio recebem recursos de tributos como o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab). As entidades privadas têm que ter transparência e mostrar como aplicam o recurso público que recebem. A prestação de contas é uma exigência que já existe na Constituição Federal, mas não existe na Constituição Estadual. Nossa PEC é para corrigir o texto da Constituição Estadual e adequá-lo ao texto da Constituição Federal, explicou Lúdio.

Lúdio criticou a existência de fundos privados alimentados com recursos públicos.

Mato Grosso tem uma aberração que é a existência desses fundos, que são contrapartida para renúncias fiscais e são administrados por entidades privadas, são extra-orçamentários, não estão no orçamento do Estado e não seguem qualquer regra de contabilidade pública. Isso é absolutamente inconstitucional“, afirmou.

O deputado apresentou também um requerimento de informações ao governador Mauro Mendes (DEM), ao secretário de Fazenda, Rogério Gallo, e ao controlador-geral do Estado, Emerson Hideki Hayashida, sobre as providências adotadas pelo Estado para cumprir as recomendações feitas pela Controladoria Geral do Estado (CGE) em dezembro de 2018 sobre as irregularidades e ilegalidades na transferência de recursos públicos a entidades privadas e a penalização dos responsáveis.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Poderes irão colaborar com a CPI da Renuncia e Sonegação Fiscal em Mato Grosso
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA