UM BOM RELACIONAMENTO COM OS PODERES

Kalil assume prometendo ter compromisso de manter uma boa relação com os Poderes

Publicados

em

Na noite desta sexta-feira (01), o prefeito eleito para comandar a Prefeitura Municipal de Várzea Grande por 4 anos, tomou posse no Ginásio de Esportes Fiotão, o emedebista Kalil Sarat Baracat de Arruda, juntamente com seu vice José Aderson Hazama (DEM), que iniciou seu discurso de posse relembrando seu diagnostico positivo de Covid-19, além de pedir um minuto de silêncio para os 200 convidados presentes, pelas mortes decorrentes do vírus em 2020.

Ao todo, Várzea Grande já registrou 12.613 casos da Covid-19.

Há poucos dias, fui diagnosticado com Covid-19. Felizmente, graças a Deus e com o apoio dos meus amigos e familiares, consegui vencer essa batalha. Mas sei também que, infelizmente, milhões de pessoas em todo o mundo não tiveram a mesma sorte que eu, e em memória de todos estes cidadãos, e em respeito aos seus familiares, gostaria de pedir um minuto de silêncio”.

Lembrando de sua avó Sarita Baracat, primeira mulher eleita prefeita da Cidade Industrial, o chefe do Executivo Municipal não deixou de agradecer à toda sua família pelo apoio recebido nesta eleição que aconteceu em 2020.

Quero agradecer a minha família, minha filha Angelina e minha esposa Kika, que sempre estiveram ao meu lado nos momentos mais difíceis e importantes da minha vida. Minha mãe Cleonice e minha irmã Emanuelle. Meu tio Fernando. Quero homenagear meu pai, Nico Baracat, e minha avó, Sarita Baracat, e meu avô Caboblo, pela grata honra de ser filho e neto dessas figuras ilustres, que dedicaram suas vidas a nossa cidade. A eles dedico meu mandato“.

Quero parabenizar também a todos os 21 vereadores eleitos e que tomam posse dos seus mandatos nesta noite. Assim como a todos os servidores da Justiça Eleitoral, que se empenharam na realização de um processo eleitoral democrático, justo e limpo”.

Kalil Baracat a quem ele sucede o mandato no comando da Prefeitura de Várzea Grande, elogiou Lucimar Sacre de Campos (DEM). Baracat prometeu ter o compromisso de manter uma boa relação com os Poderes, para o desenvolvimento econômico e social da Cidade Industrial.

Leia Também:  Surto de Covid-19 na sede da SES

Conforme o chefe do Executivo Municipal, suas prioridades será com a Educação pública de qualidade e oportunidade para os jovens. Sucinto, ele termina o discurso desejando um feliz 2021 para os munícipes.

Garantir cada vez mais acesso a saúde, de modo que o nosso cidadão se sentia amparado e bem cuidado. Fazer com que os serviços essenciais, como a água e rede de esgoto, estejam disponíveis”.

Discurso do prefeito Kalil Baracat

Senhoras e Senhores, Muito Boa Noite!

Primeiramente, quero agradecer a todos aqueles que se dispuseram a vir até o Fiotão, tomando claro todos os cuidados como o uso de máscara e álcool gel, a fim de participarem, nesta noite, da solenidade de posse dos representantes dos poderes legislativo e executivo de várzea grande.

Não poderia, também, deixar de reconhecer e agradecer aqueles que optaram por ficar em casa, mas que nos prestigiam e nos dão a honra de suas presenças, por meio de nossas redes sociais.

Um minuto de silêncio…

Uma salva de palmas a todas essas vidas, que se dedicaram, de alguma maneira, à nossa cidade.

Quero também parabenizar e agradecer a todos os 21 vereadores eleitos e que tomam posse dos seus mandatos nesta noite. Assim como a todos os servidores da justiça eleitoral, que se empenharam na realização de um processo eleitoral democrático, justo e limpo.

Agradeço a todos pela confiança depositada em mim, e no meu vice, José Hazama, e afirmo que ela será retribuída com muito trabalho. Temos grandes desafios para vencer, e não vamos descansar enquanto não conseguirmos superá-los um a um. Várzea Grande avançou muito nos últimos anos, e isso foi possível, pois tivemos uma líder honesta e comprometida com as necessidades das pessoas. Vivemos hoje um tempo de mudança, e esse tempo não será interrompido. Vamos dar continuidade a esse processo de transformação e crescimento que a nossa cidade tem experimentado, e vamos avançar.

Quero enfatizar meu compromisso com os demais poderes constituídos de manter uma relação de parceria verdadeira em prol do progresso e do desenvolvimento social e econômico de nossa cidade.

Vamos fazer da nossa cidade um lugar melhor para vivermos, com uma educação pública de qualidade, que promova transformação na vida dos nossos jovens, abrindo para eles um mundo de oportunidades. Garantir cada vez mais acesso a saúde, de modo que o nosso cidadão se sinta amparado e bem cuidado. Fazer com que os serviços essenciais, como a água e rede de esgoto, estejam disponíveis para todos os munícipes, em todas as regiões da nossa cidade.

Vamos dar início a uma nova forma de governar, e ela será feita com novas ideias, garantindo as conquistas e avançando com as mudanças. Cuidar do que está feito e fazer mais. Quero enaltecer minha equipe de trabalho. Os secretários por mim escolhidos são pessoas qualificadas e da mais alta confiança.

Para finalizar, quero desejar dias melhores e que 2021 seja um ano de grandes conquistas, não apenas para várzea grande, mas à toda humanidade. Que sejamos capazes de superar essa crise sanitária que estamos vivendo. Que sejamos pessoas melhores, cidadãos mais conscientes e participativos na construção de uma sociedade mais justa, e de um mundo mais humano.

Deus nos abençoes, um grande abraço a todos e uma ótima noite! Várzea Grande é daqui pra melhor.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Mesmo cassado, Bezerra poderá disputar as eleições de 2022

Publicados

em

Em novembro de 2021, o Ministério Público Eleitoral (MPE), pediu a cassação do mandato do deputado federal e presidente estadual do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), em Mato Grosso, Carlos Gomes Bezerra, por supostos gastos ilícitos nas Eleições de 2018.

Conforme denuncia do Ministério Público Eleitoral (MPE), diz que o deputado federal Carlos Bezerra montou um gabinete paralelo ao comitê de campanha, o que o beneficiou na disputa. O argumento está no parecer final, assinado pelo procurador regional eleitoral, Eric Raphael Masson, ao processo que investigava Carlos Gomes Bezerra por crimes eleitorais.

Conforme o procurador, o gabinete foi vinculado ao MDB, partido do qual Bezerra é presidente em Mato Grosso, e o parlamentar teria se valido desse cargo para omitir declaração de gastos.

Masson cita dois casos em que as despesas reais de campanha não teriam sido informadas. O dinheiro considerado com origem em Caixa 2 soma R$ 183,7 mil.

A despesa com material gráfico informada à Justiça Eleitoral foi de R$ 142 mil, porém o gasto real teria ficado em R$ 262 mil. Com combustíveis, foram informados R$ 48 mil. O valor real, contudo, teria ficado R$ 134 mil.

Os valores a mais foram identificados em apuração dos documentos de campanha.

Não se ignora que o investimento, pelo partido, até poderia vir a ser legítimo, se não fosse o fato de que absolutamente nada foi declarado à Justiça Eleitoral! Esse ponto é de suma importância, porque decorrem os contornos de caixa dois”, diz o parecer.

Fora do cargo

Por unanimidade, o deputado federal Carlos Bezerra (MDB), teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT), por crimes eleitorais na campanha de 2018. O MPE afirmou em documento que, apesar da quebra de sigilo bancário não ter sido deferida pela Justiça, as provas colhidas na investigação demonstram que o deputado montou um “gabinete paralelo”.

Nova derrota

Mauro Campbell Marques, ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em sua decisão nessa quarta (25), acabou negando medida liminar e manteve a cassação do deputado federal Carlos Bezerra.

O acórdão regional acolheu a tese da Procuradoria Regional Eleitoral do Ministério Público Federal (MPF), de que houve omissão contábil do candidato Carlos Bezerra em relação a recursos estimáveis em dinheiro provenientes do Diretório Regional do MDB.

Leia Também:  MDB e Mendes começará caminhada rumo ao Palácio Paiaguas

Apontou ainda, omissões de despesas e receitas de campanha e realização de gastos irregulares pagos com recursos públicos e privados.

No Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Bezerra e o MDB Nacional interpuseram, isoladamente, recursos ordinários contra o acórdão regional. Em seu apelo, o MDB pleiteou a concessão de tutela de urgência para o fim de atribuir efeito suspensivo ao respectivo recurso, considerando a proximidade do Pleito Eleitoral de 2022, contexto no qual o deputado Carlos Bezerra deve ser considerado um potencial candidato do partido.

Contudo, ao negar o pedido e manter a ação, bem como a cassação do mandato, o ministro destacou não vislumbrar, neste momento processual, a probabilidade do direito invocado, já que, segundo o ministro, o recurso ordinário manejado pelo MDB já possui o efeito desejado, sendo certo que “o efeito suspensivo cessa com o julgamento do feito pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Conforme o ministro, o registro da ocorrência no cadastro eleitoral não implica declaração de inelegibilidade nem impede a obtenção da certidão de quitação eleitoral, ou seja, o deputado federal Carlos Bezerra poderá disputar as eleições de 2022, mas na condição de sub judice.

Registro, ainda, que, conforme o art. 16-A da Lei das Eleições, ao candidato é garantido concorrer ao pleito na condição de sub judice, mesmo nos casos em que o pedido de registro de candidatura tiver sido negado”.

Por fim, o ministro enfatizou que o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT) julgou procedente representação fundamentada no art. 30-A da Lei nº 9.504/1997, de modo que, como cediço,uma vez julgada procedente a representação, a única sanção aplicável é a negativa ou a cassação do diploma”.

Portanto, sendo certo que, no caso, não houve, e nem poderia haver a imposição da sanção de inelegibilidade, não prospera a afirmação do MDB de que “[…] a imposição imediata da sanção de inelegibilidade revela-se uma restrição desproporcional ao direito fundamental do candidato concorrer nas eleições que se avizinham […]” (ID 157500469), haja vista que não condiz com a realidade jurídica extraída do acórdão regional”, ressaltou. – (Com VG Noticias)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA