BR-158 EM PAUTA

Com traçado da BR-158 definido, ministro confirma obra da ferrovia no Araguaia para 2021

Publicados

em

Principal reivindicação da população da região do Norte Araguaia, as obras de pavimentação da BR-158 deverão ter início já no ano que vem. O anúncio foi feito pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, por videoconferência, durante reunião com prefeitos e vereadores do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico, no município de Confresa, articulada pelo Senador do Partido Liberal do Estado de Mato Grosso (PL/MT), Wellington Antônio Fagundes.

No encontro com os prefeitos, o ministro confirmou a opção governamental pela pavimentação da BR-158 pelo traçado que contorna a Reserva Indígena Maraiwatsede, dos índios Xavantes. Ele informou que o trabalho para licenciamento ambiental da pavimentação pelo contorno por já se encontrar bastante adiantado e que os estudos devem ser concluídos até o final do ano.

Considerada a mais importante rodovia da região do Vale Araguaia e fundamental para o escoamento da produção agrícola, a BR-158, de toda sua extensão, tem menos de 123 quilômetros ainda não asfaltados. O novo traçado será capaz de absorver o tráfego dos municípios de Alto Boa Vista, Serra Nova Dourada e Bom Jesus do Araguaia, solucionando questões importantes em uma única alternativa.

O ministro Tarcísio também informou que o Governo qualificou no Programa de Parceira de Investimentos (PPI) a BR-158 “como prioridade nacional”. Isso garante a inclusão da rodovia nas concessões governamentais.

A BR-158 já tem um movimento muito relevante, tão forte quanto o próprio movimento da BR-163. Temos visto 1.500 a 1.800 carretas-dia. É algo muito impressionante. Portanto, já tem tráfego suficiente para uma concessão“, informou.

Além de apontar para o calendário de obras da BR-158, o ministro da Infraestrutura anunciou já para o ano que vem, a implantação da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste, ligando Água Boa a Mara Rosa, em Goiás, integrando o Araguaia à Ferrovia Norte-Sul. Para isso, o Governo deve assinar até dezembro o contrato de renovação da concessão da Ferrovia Vitória-Minas, com a Vale do Rio Doce, em análise no Tribunal de Contas da União.

Estamos muito perto de obter o licenciamento ambiental. Com isso, a região do Araguaia passa a ter três rotas diferentes para o produtor para portos marítimos“, disse.

São eles: Itaqui, no Maranhão, Ilhéus, na Bahia, com a conclusão da Ferrovia Oeste-Leste; e pelo Porto de Santos, através da Ferronorte.

Mais rodovias

Tarcísio também destacou aos prefeitos e vereadores as ações para pavimentação da BR-242, também, no Vale do Araguaia. Ele confirmou a conclusão das oito pontes de concreto e disse que o Ministério da Infraestrutura já trabalha para obter o licenciamento para pavimentação da estrada.

Ao apresentar o cronograma de ações para a região, o ministro da Infraestrutura fez questão de destacar o trabalho da bancada federal de Mato Grosso, liderado pelo Senador Wellington Fagundes, presidente da Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura (Frenlogi), a quem chamou de “militante da infraestrutura” do Brasil.

Mato Grosso tem que se orgulhar da sua representação“, concluiu Tarcísio.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Base governista anuncia recuo em projeto que ameaça terras indígenas em Mato Grosso
Propaganda

Política

Rodízio de veículos, atendimento por CPF esta suspenso; Pinheiro apresenta nesta segunda-feira (6) projeto de barreiras sanitárias

Publicados

em

A grande repercussão negativa entre a população cuiabana levou a Prefeitura de Cuiabá voltar atrás e revogar o Novo Decreto assinado por Emanuel Pinheiro em menos de horas.

Pinheiro, decidiu nesta sexta-feira (3) que suspenderá, neste primeiro momento, as medidas de rodízio no tráfego de veículos e limitação, por CPF, nos atendimentos presenciais realizados por bancos, lotéricas, supermercados e distribuidoras de bebidas. As normas constam no Decreto nº 7.975, que foi assinado pelo chefe do Executivo nesta ultima quinta-feira (2), e passariam a valer a partir de segunda-feira (6).

O Prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro definiu que, na próxima segunda-feira, irá apresentar o projeto para a instalação de barreiras sanitárias na Capital. A medida cumpre com a decisão judicial imposta pelo juiz José Luiz Leite Lindote, da Vara da Fazenda Pública de Várzea Grande, em atendimento ao requerimento do Ministério Público do Estado (MPE).

As duas medidas suspensas serão discutidas com os segmentos da sociedade civil organizada e avaliada nas deliberações do Comitê de Enfrentamento ao Novo “Coronavírus. O prefeito reconhece que, por ser ações que resultam em grandes impactos na rotina da população, é necessário que elas sejam melhores debatidas para que, se necessário a implantação, isso aconteça da forma mais tranquila possível.

Entendo a reação e sei que não é fácil mudar os nosso hábitos, mas está na hora de cada um de nós refletir sobre nosso papel nessa luta. Só vamos vencer essa guerra, se cada um fizer sua parte, caso contrário não adianta só exigir do poder público e não agir com responsabilidade, querer viver como se estivesse tudo normal. Não há decreto no mundo que dê jeito, se não tiver o apoio da população. Cada um fazer a sua parte, exige sacrifícios temporários, como nestes casos que eram apenas de 15 a 17 dias”, comentou Emanuel Pinheiro.

Seguem valendo, até o dia 20 de julho, a ampliação do toque de recolher, das 20h às 5h; regime de trabalho no sistema home office para servidores municipais; proibição da utilização de refeitórios e restaurantes nos hotéis e hospedarias; suspensão do funcionamento de motéis; suspensão das as atividades presenciais nas unidades de ensino públicas e privadas; transporte coletivo com funcionamento total da frota.

Além disso, seguindo a decisão judicial, continua vedada a abertura ao público dos shoppings centers e congêneres, permitida tão somente o funcionamento das atividades essenciais mediante sistema delivery. Também está permitida a comercialização de produtos oriundos das atividades essenciais pelo sistema de entrega e retirada de produtos (delivery e passe e pegue), desde seguida todas as medidas de biossegurança.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Comissão de Saúde da ALMT recebeu denuncia de Sindicatos e Conselhos da falta de condições de trabalho dos profissionais da Saúde
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA