SEM ELEIÇÃO EM 2020

Bezerra garante que Pinheiro será o candidato do MDB

Publicados

em

Ainda é cedo para pensar nas eleições, você deve imaginar enquanto está mais preocupado em fugir para a praia mais próxima. Pois, para partidos e lideranças políticas, este já é o momento de começar a pensar nas estratégias para a disputa das Prefeituras e Câmaras de Vereadores, marcada para o fim do ano.

A Emenda Constitucional 97/2017 acabou com as coligações partidárias a partir das eleições de 2020.

Se na Eleição de 2020 os votos válidos forem próximos aos números apresentados na eleição de 2016, o quociente eleitoral ficará alto demais para muitos vereadores, em virtude do aumento do número de vagas, ou seja, para que um partido eleja um candidato, ele terá que obter no mínimo o dobro de votos da eleição passada.

Com essa nova situação apresentada para as Eleições de 2020, nos últimos dias surge uma correria por parte dos vereadores, na busca de um partido que venha a lhe dar sobrevivência política, e com a abertura da “Janela Partidária” que permitiu a mudança de partido e, desse modo, esse quadro ainda poderá sofrer algumas alterações.

Em Cuiabá, esta acontecendo um verdadeiro corre-corre de vereadores e apoiadores após a declaração do emedebista Emanuel Pinheiro, Prefeito de Cuiabá, dizendo que no momento esta preocupado com aPandemia do Coronavírus, e não tem intenção de colocar seu nome novamente para a aprovação popular, e que poderia apoiar o nome do presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (Al/MT), deputado estadual José Eduardo Botelho do Partido Democrata (DEM), nas eleições municipais em Cuiabá.

Alguns aliados já começaram apegar o seu banquinho e sair bem de mansinho, caso o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro não venha concorrer à reeleição.

O posicionamento de Emanuel Pinheiro fez acender um alerta dentro da sigla partidaria, e com isso esta sendo agendado para os próximos dias uma reunião de todos os emedebistas para discutir o assunto não reeleição de Emanuel Pinheiro.

Liderado pelo deputado federal Carlos Gomes Bezerra, o MDB se prepara para ter candidatos próprios nas principais cidades do Estado, inclusive a capital. Segundo o cacique emedebista, em Cuiabá o partido deverá lançar um nome para a disputa local e o nome é de Emanuel Pinheiro.

O cacique e presidente estadual da legenda no Estado de Mato Grosso, o deputado federal Carlos Gomes Bezerra comunicou a todos a respeito da agenda e afirmou que Emanuel Pinheiro será o nome do MDB nas próximas eleições.

O Emanuel Pinheiro será candidato e pronto. Isso já está decidido. Só que ele não pode anunciar agora porque tem que cuidar da “Pandemia””.

O presidente estadual do MDB Carlos Bezerra afirmou que as conversas eleitorais ficaram paralisadas por conta da Pandemia da Covid-19. Mas que, com a definição do adiamento das eleições para o dia 15 de novembro, o partido começará a se preparar para a disputa no Estado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ex-secretário Stopa testa positivo para o "Coronavírus"
Propaganda

Política

PSD trabalha candidatura de Geraldo Macedo à Prefeitura de Cuiabá

Publicados

em

Neste cenário, conquistar prefeituras de cidades grandes e médias é fundamental para que os diferentes grupos políticos construam suas bases para projetos futuros, como a disputa presidencial de 2022. As eleições municipais só ocorrerão em novembro de 2020, mas os partidos já estão se mobilizando em busca de possíveis nomes para concorrer à Prefeitura de Cuiabá e assumir o cargo em janeiro de 2021.

Nos bastidores começam a surgir os primeiros nomes de interessados em disputar o pleito do próximo ano.

Considerado um dos partidos mais estruturados de Mato Grosso, o Partido Social Democrático (PSD) se organiza para disputar a Prefeitura de Cuiabá nas eleições de novembro. Entre várias lideranças de peso na Capital, o PSD trabalha a pré-candidatura do empresário Geraldo Macedo ao Palácio Alencastro.

Atual Grão Mestre das Grandes Lojas da Maçonaria em Mato Grosso, Macedo foi candidato a primeiro-suplente de Carlos Henrique Baqueta Fávaro (PSD) na eleição de 2018.

A candidatura de Geraldo Macedo atende uma determinação da direção nacional do PSD, que baixou uma resolução exigindo candidatura própria nas capitais e nos municípios com mais de 100 mil eleitores, além de cidades com geradoras de televisão.

Macedo, que é presidente do PSD em Cuiabá, recebeu a missão de articular a chapa de candidatos a vereador do partido e as possíveis alianças para a disputa majoritária.

Trabalhamos arduamente para reestruturar o PSD em Cuiabá. O diretório municipal tem autonomia para construir uma candidatura majoritária e discutir o melhor projeto para a nossa cidade. Precisamos transformar, cada vez mais, Cuiabá em um centro de serviços, tecnologia, educação e turismo. Fazendo com que a riqueza gerada possa chegar às pessoas. E preciso ter uma gestão mais humanizada, comprometida com a ética, eficiência e economicidade com os gastos públicos. É possível fazer mais!“.

Além da pré-candidatura de Geraldo Macedo, o PSD já montou uma chapa competitiva à Câmara Municipal de Cuiabá com 41 postulantes. A meta do Diretório Municipal é eleger de dois a três vereadores, entre eles o atual vereador Clebio Rosa Borges, o “Clebinho Borges“.

O partido ampliou e consolidou a sua base em Cuiabá, tornando-se uma sigla orgânica em vários setores, como no comércio, no movimento comunitário, entre outros. A nossa expectativa é dobrar ou triplicar a nossa representatividade no Parlamento Cuiabano“, disse Macedo.

Outro desafio do partido no pleito deste ano é a eleição suplementar para o Senado Federal. De acordo com o Macedo uma das prioridades do PSD é eleger o Senador interino Carlos Fávaro.

O PSD é um partido forte e atuante em todos os 141 municípios do nosso estado. Estamos coesos na missão de eleger Fávaro senador. Ele demonstrou seu compromisso e competência para exercer o cargo e defender os interesses do estado e do povo mato-grossense no Congresso Nacional“, frisa o dirigente do PSD.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Comissão especial que discute o retorno às aulas em MT
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA