Geral

Sem renda fixa, Apae conta com doações para obras

Publicados

em

Instituição, que atende 120 pessoas de todas as idades com equipe multidisciplinar, precisa reformar estrutura para melhorar serviços

Crianças sorridentes, mães simpáticas, pessoas acolhedoras. A princípio, parece o cenário de um filme em que todos têm a vida perfeita, mas a realidade da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Cuiabá, instituição filantrópica que trabalha há 52 anos em prol das pessoas com deficiência intelectual e múltipla da cidade, é cheia de dificuldades.

Embora todos ali sejam acompanhados por uma equipe multidisciplinar de profissionais de saúde, com especializações diversas, além de assistentes sociais, pedagogos e terapeutas, nem tudo é contentamento. Por se tratar de uma entidade sem fins lucrativos, a Associação necessita de ajuda constante para se manter e melhorar estrutura física.

A Apae não tem nenhum meio de renda fixa, há convênios de professores com a prefeitura de Cuiabá e o governo do Estado. Todas as despesas (estrutura, limpeza, material, equipamentos) e a contratação dos profissionais especializados e do setor administrativo são mantidas com as doações, parcerias e ações que a instituição realiza seguindo um calendário anual“, conta o diretor de Patrimônio da Apae Cuiabá, Leonardo Arruda Magalhães.

Porém, as necessidades enfrentadas pela a Apae vão além da questão de pessoal. Passam também pela necessidade de melhoramento da infraestrutura. Leonardo Arruda conta que a entidade precisa realizar uma série de reformas para a melhoria das instalações, que constam de uma lista de prioridades.

No intuito de atender essa demanda da Apae, o Grupo Verdão Material de Construção escolheu a instituição para receber 10% dos lucros dos festivais de vendas realizados mensalmente nas lojas, que começam em março, durante o ano de 2020, como parte de seu trabalho social. O diretor comercial, Paulo Esteves, revela que a empresa passou por uma mudança de foco e redirecionamento da marca, o que gerou o sentimento de contribuir com um retorno social.

Diante do novo conceito e do novo slogan ‘vida em construção’, nós resolvemos destinar parte dos lucros dos festivais de vendas, que são mensais, para uma entidade filantrópica. Nada melhor do que aliar o nosso propósito, que é de construir vidas, com a vontade de ajudar dos nossos clientes. Esse é o diferencial que buscamos. O consumidor não vai só consumir material de construção, ele vai consumir uma ideia, valores que vão contribuir com uma boa causa. Assim, 10% do lucro dos festivais mensais serão destinados para a Apae Cuiabá, em forma de crédito na loja para retirada de materiais de construção, que sabemos, vai ajudar nas reformas e melhorar a infraestrutura do lugar“, afirma Paulo.

De acordo com o diretor da Apae, essa ajuda será importante para a melhoria física da instituição.

Nós precisamos instalar uma porta dupla no refeitório, melhorar a estrutura do muro, pintar as paredes, melhorar a estrutura do galpão. Temos que investir, ainda, na melhoria da estrutura física de forma geral, desde a quadra de esporte, a piscina, que está inativa por não ter condições de uso, os jardins, a horta“, relata Leonardo Magalhães.

A diretora pedagógica da entidade, Patrícia Alves Guimarães Ramiro, informa que hoje são 120 alunos matriculados, com ao menos 25 bebês (de zero a 3 anos e 11 meses) na turma de estimulação precoce. Por se tratar de uma escola especial, não tem seriação. Portanto, a Apae Cuiabá oferece turmas da estimulação precoce, educação infantil, pré-escola, ensino fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Para atender a essa demanda, a Apae conta com apenas 12 professores, sendo que dois são cedidos pela Prefeitura de Cuiabá e outros dois, pelo Governo do Estado. Os demais são contratados pela instituição. Ainda formam o quadro de funcionários os profissionais da equipe técnica (terapeuta, psicóloga, fonoaudióloga, assistente social) e os profissionais que trabalham no setor administrativo.

A presidente da Apae Cuiabá, Silvia Cristina Nogueira Artal, destaca as doações e o trabalho voluntário dentro da instituição como de primordial importância.

É importante a sociedade acompanhar e apoiar o trabalho da Apae com doações e recursos financeiros ou de outra forma. Nós precisamos de doações para melhorar a infraestrutura da entidade, que é um prédio antigo e que precisa de muitos reparos e manutenções. Todo apoio é bem-vindo para uma entidade filantrópica, que necessita de um olhar mais atento das pessoas, principalmente, em relação aos nossos atendidos que são pessoa com deficiência intelectual e múltipla“, finaliza Silvia Artal.

A Apae está em 66 municípios de Mato Grosso e, em todo o Brasil, são mais de 2.200 unidades, nas quais os dirigentes de todas as instituições são voluntários.

PARA DOAR:

Banco do Brasil

Ag: 0046-9
CC: 34603-9
CNPJ: 03488590/0001-31

Banco Itaú

Ag: 1130
CC: 209116-4
CNPJ: 03488590/0001-31

MAIS INFORMAÇÕES:

Telefone (65) 3322-8853
E-mail: [email protected]

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  5ª Fase da "Operação Tapiraguaia" acontece em Mato Grosso

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Geral

Secel divulga resultados de três editais da Lei Aldir Blanc

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) divulgou o resultado preliminar de três dos cinco editais da Lei Aldir Blanc que tiveram inscrições encerradas no dia 16 de novembro. Nas publicações constam os projetos selecionados, classificados e inabilitados nas seleções públicas Conexão Cultura Jovem, MT Criativo e Conexão Mestres da Cultura Marília Beatriz de Figueiredo Leite.

De acordo com o cronograma, o período para recurso será de dois dias, ou seja, os proponentes têm até quinta-feira (26) para recorrer nos três editais. O julgamento dos recursos pode alterar as listas de projetos selecionados.

As análises dos projetos inscritos nos editais MT Nascentes e Circuito de Mostras e Festivais estão em fase de finalização e devem ser concluídas até sexta-feira (27), conforme retificações publicadas.

Juntas, as duas seleções públicas contam com R$ 19,75 milhões para atender quase 500 projetos.

Recebemos uma demanda enorme de inscrições, foram mais de 1.800 propostas. Organizamos uma força-tarefa para analisar tudo em tempo recorde. Foram dias intensos para as equipes da Secel, mas gratificantes. Conseguimos analisar uma grande parte dos projetos recebidos e até sexta concluiremos mais uma etapa para o cumprimento dessa nobre missão!, expõe o secretário da Secel, Alberto Machado.

Com R$ 7 milhões disponíveis, o edital Conexão Mestres da Cultura Marília Beatriz de Figueiredo Leite vai atender 70 propostas que homenagearão personalidades mato-grossenses utilizando pelo menos duas mídias diferentes. Cada projeto contemplado receberá até R$ 100 mil para sua execução. Resultado preliminar AQUI.

Divididos em mundo das artes, negócios digitais e criações funcionais, os 32 projetos de economia criativa selecionados contarão com até R$ 50.000,00 cada um para sair do papel, consolidar sua execução ou entrar na fase de crescimento. O edital MT Criativo totaliza de R$ 1,6 milhões de investimento. Resultado preliminar AQUI.

Já o edital Conexão Cultura Jovem selecionará cinco Laboratórios de Comunicação e Cultura (LabCom) a serem instalados em comunidades com índices de vulnerabilidade social. Cada projeto vai receber R$ 200 mil para levar ações formativas com foco em práticas culturais da própria coletividade. O valor total investido é de R$ R$ 1 milhão. Resultado preliminar AQUI.

A classificação final dos projetos foi feita por comissão técnica que contou com uma equipe especializada de servidores da Secel e de membros do Conselho Estadual de Cultura.

Após a divulgação do resultado final da seleção, os proponentes dos projetos selecionados terão sete dias para apresentação de documentação complementar. O cronograma apertado tem como objetivo o pagamento dos aprovados até o dia 31 de dezembro deste ano.

Como entrar com recursos

Para reavaliação dos projetos considerando os requisitos exigidos, os proponentes devem solicitar as informações nos endereços de e-mail indicados no respectivo edital.

Os itens ou documentos necessários para interposição de recurso também serão recebidos digitalmente.

Edital Conexão Cultura Jovem:
[email protected]

Edital Conexão Mestres da Cultura:
[email protected]

Edital MT Criativo:
[email protected]

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Secel divulga resultados de três editais da Lei Aldir Blanc
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA