AGOSTO LILÁS

Secretaria da Mulher lança campanha “Violência Não. Não se cale. Denuncie”

Publicados

em

Como forma de intensificar as ações relacionadas ao Agosto Lilás, a Secretaria Municipal da Mulher, lança a campanha “Violência Não. Não se cale. Denuncie” que será realizada durante este mês no Shopping Estação Cuiabá, com entrega de cartilhas informando sobre a violência doméstica e com displays mostrando as diversas formas de violência contra à mulher.

De acordo com a secretária da Mulher, Luciana Zamproni, serão 15 dias de campanha no espaço do shopping como estratégia para impactar as pessoas sobre a grave situação que muitas mulheres vivenciam.

Ela destaca que a violência doméstica não acontece apenas em famílias que possuem um poder aquisitivo baixo, mas que muitas mulheres de padrão alto também vivem em um ciclo de violência e muitas delas não tem coragem de denunciar.

A ideia é impactar as pessoas sobre as inúmeras formas de violência, que serão expostas em forma de display. Temos que destacar que um tapa, um empurrão, são os últimos estágios da violência. Muitas mulheres são agredidas verbalmente, proibidas de saírem de casa, não possuem uma independência financeira, tudo isso é violência doméstica e vamos estar aqui para esclarecermos”, explica.

Para o superintendente do Shopping Estação Cuiabá, Rodolfo Alves, é uma satisfação receber a Campanha,Violência Não. Não se cale Denuncie, que visa passar informação tão relevante para a sociedade, além de buscar conscientizar as pessoas a procurarem e prestarem auxílio às vítimas de violência doméstica enfrentada por muitas mulheres.

Esse tipo de campanha é extremamente necessária, pois vemos os anos passarem sem que o índice de feminicídio diminua, afirma.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Porto e Dom Aquino ganham 7,5 km de novas redes de água
Propaganda

Geral

Campanha de vacinação alerta para baixa adesão de adolescentes

Publicados

em

Cerca de metade do público de 12 a 17 anos estimado pelo Ministério da Saúde (MS) para Cuiabá fez o cadastro para receber a vacina contra o Coronavírus na capital até o momento. Segundo informações da coordenação da campanha, a meta prevista é de 53.824 adolescentes, e desse montante aproximadamente 26 mil fizeram o cadastro.

Quando liberamos o cadastro deste grupo, tivemos uma grande procura no começo. Os 26 mil cadastros foram feitos logo na primeira semana, mas depois disso não tivemos mais adolescentes se cadastrando”, revelou Valéria de Oliveira, coordenadora da campanha de vacinação.

Ela conta ainda que todos as pessoas deste grupo já foram agendadas.

Já liberamos as agendas para todos os adolescentes cadastrados. Temos pessoas de 12 a 17 anos agendadas até esta quinta-feira (21). Não temos mais ninguém dessa faixa etária no cadastro depois disso. Pedimos aos pais ou responsáveis por adolescentes que ainda não tenham feito o cadastro que façam o quanto antes, para darmos prosseguimento à imunização deste grupo”, pediu a coordenadora.

Segunda dose e dose de reforço

Valéria também alerta sobre a baixa procura para pessoas que precisam tomar a segunda dose de Pfizer e a dose de reforço.

Recentemente o Ministério da Saúde liberou para as pessoas tomarem a segunda dose de Pfizer 56 dias após a primeira, mas depois disso parece que as pessoas esqueceram que precisam receber essa segunda aplicação. Além disso, a procura de dose de reforço para idosos a partir de 70 anos e trabalhadores da saúde também está pequena. Nós, da vacinação, convocamos todo este público que venha aos polos de vacinação ou unidades básicas de saúde que aplicam as vacinas para tomarem sua dose e completar o esquema vacinal”, concluiu.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Centro de Triagem Covid-19 funcionará normalmente a partir desta terça-feira (13)
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA