SOLIDARIEDADE DA POPULAÇÃO

“Natal Sem Fome”: 1ª dama abre doações do 4º ano da campanha

Publicados

em

O ser humano é um animal fantástico. Fala de si até quando demonstra solidariedade a alguém. Inclusive nos discursos de velório. Nas homenagens, então, a coisa sai do controle: nos aniversários, celebrações de casamento, anúncios de promoções ou premiações alheias, tem sempre alguém correndo ao Facebook para contar a todo mundo como a pessoa foi importante para ELE, como deu ensinamentos para ELE, como foi fundamental para que ELE conseguisse superar as barreiras e brilhar na vida e por aí vai.

Perto do Natal, somos todos invadidos pelo espírito da solidariedade virtual. É como um sprint de maratonista: tentamos sempre, na velocidade, compensar na reta final o que não fizemos.

A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, abre as doações da ano da campanha Natal Sem Fome destinada à arrecadação de alimentos para famílias em vulnerabilidade social. A ação de envolvimento popular é uma das bandeiras sociais da Prefeitura de Cuiabá presente no calendário de final de ano.

Esse ano a campanha tem uma maior necessidade devido à Pandemia do novo Coronavírus que deixou centenas de pessoas desempregadas ou sem fonte de renda.

Enquanto o prefeito coloca em prática o plano de recuperação da economia, nós precisamos olhar para essas pessoas. A campanha, como todos os anos, irá contribuir para ajudar todos os cuiabanos que necessitarem de atendimento”, explicou a primeira-dama.

Ao todo, nas três edições de 2017 à 2019, a campanha arrecadou mais de 900 mil quilos de alimentos tendo como público alvo quase 50 mil famílias inseridas em 150 entidades sociais cadastradas na Casa de Conselho, composto por oito conselhos municipais e ligado à Secretaria de Assistência Social e da Pessoas com Deficiência que distribui a quantidade de alimentos de acordo com a necessidade de cada entidade.

Peço o apoio de toda a população cuiabanas para as doações, principalmente nesse ano difícil para todos nós. Muitas pessoas perderam seus empregos, sua renda e o sustento familiar, a Prefeitura tem atendidos dentro da sua obrigação e competência, entretanto, como cidadãos, também podemos contribuir para o bem-estar da sociedade, frisou.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Fornecedores a 7 meses sem receber, indícios de pedalada fiscal; situação no Alencastro é uma "bomba relógio"
Propaganda

Geral

Sem folia, feriado de carnaval terá expediente normal em Cuiabá

Publicados

em

A certeza é de que em fevereiro, mês previsto para o Carnaval, entre os dias 13 e 16 em 2021, a festa não acontecerá. A festa que sempre foi tradicional já esta suspensa no país por vários governos e prefeituras, mas em alguns Estados e Municípios ainda vão decidir sobre a manutenção de dias de descanso em fevereiro.

Se mantidas as festividades do carnaval de 2021, as gigantescas aglomerações geradas pela festa seriam como “bombas” de contágio do novo Coronavírus. Pela lei, a festa não é um feriado nacional, mas um ponto facultativo. Ou seja, estados e municípios têm autonomia para decidir se têm ou não a folga.

Em Cuiabá, a Capital de todos os mato-grossenses, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), já assinou um novo Decreto com ações de enfrentamento ao novo Coronavírus, a Covid-19. Conforme a determinação, está proibida a realização de eventos carnavalescos na Capital nas datas de 15 e 16 de fevereiro de 2021.

O Decreto ainda transforma as datas 15, 16 e 17 em dias úteis. Dessa forma, o expediente no serviço público municipal funcionará normalmente.

Emanuel Pinheiro determinou ainda que às secretarias municipais competentes, que suspenda a emissão de qualquer tipo de autorização para eventos e festejos nas datas citadas sob pena de multa para quem descumprir o decreto.

A medida, conforme o gestor, foi tomada por causa do crescente número de casos confirmados, bem como de óbitos decorrentes do vírus.

A festa, que é uma tradição no país, evidencia uma probabilidade de alta transmissibilidade e risco de agravamento do atual quadro de saúde pública vivenciada, decorrente da Pandemia do Coronavírus.

Para atendimento das denúncias referentes ao descumprimento das disposições contidas no Decreto, o Município disponibiliza os seguintes canais de comunicação: Disque Silêncio (fone: 99341-3000) e Polícia Militar (fone: 190).

A fiscalização será realizada pelas secretarias municipais de Ordem Pública, de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano Sustentável, de Mobilidade Urbana (Semob), Vigilância Sanitária, além da Polícia Militar (PM).

Confira abaixo o decreto na íntegra

https://www.cuiaba.mt.gov.br/download.php?id=119922

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Cuiabanas participam de uma das maiores simulações estudantis da ONU na América Latina
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA