CONCURSO DA MAIS BELA DO BRASIL

Modelo rondopolitana vai representar Mato Grosso no Miss Brasil 2022

Publicados

em

Ana Flávia Fernandes dos Reis Queiroz. Este é o nome da modelo de 24 anos que vai representar Mato Grosso no concurso Miss Brasil. A competição ocorre no dia 4 de agosto, em Brasília.

A Miss Mato Grosso é natural de Rondonópolis. Menina estudiosa, formou-se em gestão financeira, tecnologia em Logística e é pós-graduanda em gestão financeira e liderança.

Ana é comunicativa, alegre, gosta de cantar e de fazer amigos. Entrou para o mundo da moda ‘por acaso’. Acaso, aliás, considerado por ela como o ‘mais bonito de sua vida’.

O primeiro convite para participar de concurso de beleza surgiu em 2018, mas ela o recusou por achar que não estava preparada para a disputa. Três anos mais tarde, novo convite e um sim dessa morena forte, bonita e que sabe o que quer.

Em 2021, senti que minha vida estava estagnada e precisava de uma reviravolta. Foi quando recebi o convite do Ronaldo Dias (promotor do evento) para participar do Miss Rondonópolis. Conversei com minhas amigas que me deram apoio e um empurrão gigantesco. Então, me preparei e segui em frente, mas certa de que independente da colocação eu já era vencedora por estar ali, explica a modelo.

Quando foi eleita a Miss MT CNB foi uma alegria e uma tremenda honra, pois além de representar as mulheres, represento uma sociedade acolhedora, um povo trabalhador e forte que tem garra e determinação“, completou.

Apaixonada por animais, Ana Queiroz foi escolhida pela ONG Latidos e Miados como embaixadora e hoje defende esta bandeira com muito orgulho.

Quando fui eleita miss MT decidi que usaria minha imagem também para dar voz à causa animal. Foi então que fui convidada para ser embaixadora da ONG. Sou apaixonada por este trabalho. Sempre que posso participo de feiras de adoção de animais e de várias reuniões em defesa deles“, disse Ana.

Hoje, estou me preparando para representar nosso estado no Miss Brasil. Podem estar certos de que vou me dedicar ao máximo para trazer este título para Mato Grosso, mas certa de que estar lá já é uma grande vitória“, completou.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Desativados 14 garimpos ilegais pelo Batalhão de Proteção Ambiental
Propaganda

Geral

Médica orienta cumprir esquema vacinal para evitar casos de meningite

Publicados

em

Meningites e pneumonias podem ser causadas por vírus, fungos e bactérias. No caso desse último agente infeccioso, existem vacinas que oferecem proteção contra alguns dos sorotipos mais comuns de meningococos e pneumococos, responsáveis por manifestações graves dessas doenças”.

Considerada pelo Ministério da Saúde como doença endêmica no Brasil, a meningite ocorre com maior intensidade na forma bacteriana no inverno e na forma viral no verão. No entanto, o que preocupa é que apesar de ter cobertura, os dados do Plano Nacional de Imunização (PNI) evidenciam que 73% do público-alvo da vacina meningocócica forma mais grave da doença e distribuída gratuitamente pelo SUS não tomou todas as doses dos imunizantes.

A responsável pelo setor de terapia intensiva do sistema Hapvida, Franciane Gonçalves, explicou que a meningite é uma doença tratável.

E que, por isso, parte do problema está exatamente no não cumprimento do esquema vacinal completo, principalmente nas crianças.

É importante que tomem o reforço, pois com o tratamento incompleto fica mais suscetível da pessoa ser acometida de uma infecção”.

A médica reforça ainda que esta é uma doença que pode ser evitada.

Porém, para isso precisamos manter o calendário de proteção atualizado”, reafirmou.

Para evitar confusões, ela pontua que na hora de consultar o cartão de vacinação é recomendável pedir ajuda a atendentes.

Eu sempre explico que às vezes a pessoa lê e não compreende as doses que faltam. O ideal é que o paciente peça auxílio para identificar o que ainda precisa ser feito”, recomendou.

A profissional ainda destacou que na meningite ocorre uma inflamação da meninge, que é uma espécie de película que recobre o cérebro. Ela pode ser causada por vírus, bactérias, parasitas ou fungos.

Leia Também:  Campanha "Meu Corpo Não é Corrimão" será lançada pela prefeitura para o Agosto Lilás

Os sintomas são variados quando o tipo é viral e são parecidos com um resfriado comum; febre, falta de apetite e fadiga. Já quando é bacteriana os sintomas são mais fortes.

É importante lembrar que a meningite meningocócica é a mais grave, podendo inclusive levar à morte. Então essa é a mais preocupante e é preciso ficar atento aos principais sintomas que são febre alta e persistente, dificuldade de colocar o queixo no pescoço, rigidez de nuca da criança e umas manchas vermelhas que aparecem pelo corpo”, completou.

Ela orienta que, neste caso, é necessário levar o paciente de imediato para o atendimento médico.

A doença é tratável, mas não pode ficar em casa, com esses sintomas”, resumiu.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA