COM HORÁRIO REDUZIDO

Mercado do Porto mantém atendimento ao público com horário reduzido

Publicados

em

O Mercado do Porto mantém o atendimento ao público de terça a domingo, com horário reduzido, respeitando todas as medidas de biossegurança previstas pela Organização Mundial de Saúde, como horário reduzido de funcionamento, controle de acesso de pessoas a fim de evitar aglomeração e a propagação do novo “Coronavírus“.

Como uma das orientações foi a redução do horário de funcionamento, de terça a sexta-feira, o atendimento ao público é das 05 às 15 horas, aos sábados, aos sábados das 05 às 14 horas e nos domingos o horário de funcionamento é das 05 às 12 horas. Nas segundas-feiras, o Mercado do Porto fica fechado para higienização do ambiente e das barracas.

O local conta atualmente com 149 permissionários. Por ser considerado atividade que realiza serviços essenciais, está em funcionamento desde o início da adoção de medidas restritivas estabelecidas e sancionadas pelo prefeito Emanuel Pinheiro, no mês de março.

Apenas alguns permissionários estão trabalhando, pois além da comercialização de frutas, verduras e outros artigos alimentícios, também abastecem hospitais, mercearias, açougues, e restaurantes.

Leia Também:  Acidentes envolvendo motocicleta lideram estatística do Samu

De acordo com a secretária municipal de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Débora Marques, o rigor da fiscalização no local também está mantido. Está sendo realizado o controle desde o acesso na entrada principal, sendo permitida a entrada obrigatoriamente com o uso de máscaras. Não só para os funcionários do Mercado como para os clientes e repositores.

Todos os permissionários foram orientados a seguir as formas de prevenção, importância da higienização, lavando as mãos com bastante frequência e se possível fazer uso do álcool gel e deixar disponível para os clientes, destacou.

Além disso, ressaltou Débora, cada permissionário deverá ter na banca álcool gel para uso particular e também disponível para o consumidor. Sem se esquecer da importância do distanciamento mínimo entre as pessoas e evitar a aglomeração.

Sem falar dos três lavatórios populares que foram instalados no Mercado do Porto. Iniciativa do prefeito Emanuel Pinheiro a fim de facilitar o acesso à higienização das mãos, sendo essa uma das mais importantes formas de prevenção ao novo “Covid-19, observou a secretária.

Se por ventura, algum permissionário descumprir com o acordo que foi firmado, ele irá sofrer uma sanção administrativa, recebendo uma multa ou até a perda da exploração do mercado.

Não é isso que o prefeito Emanuel Pinheiro quer. O que nós queremos é esse trabalho em parceria. Juntos iremos vencer esse momento de crise e o Mercado, local histórico da nossa Capital, vai poder continuar oferecendo um serviço eficiente com produtos de qualidade à toda população cuiabana”, concluiu.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Geral

Médica orienta cumprir esquema vacinal para evitar casos de meningite

Publicados

em

Meningites e pneumonias podem ser causadas por vírus, fungos e bactérias. No caso desse último agente infeccioso, existem vacinas que oferecem proteção contra alguns dos sorotipos mais comuns de meningococos e pneumococos, responsáveis por manifestações graves dessas doenças”.

Considerada pelo Ministério da Saúde como doença endêmica no Brasil, a meningite ocorre com maior intensidade na forma bacteriana no inverno e na forma viral no verão. No entanto, o que preocupa é que apesar de ter cobertura, os dados do Plano Nacional de Imunização (PNI) evidenciam que 73% do público-alvo da vacina meningocócica forma mais grave da doença e distribuída gratuitamente pelo SUS não tomou todas as doses dos imunizantes.

A responsável pelo setor de terapia intensiva do sistema Hapvida, Franciane Gonçalves, explicou que a meningite é uma doença tratável.

E que, por isso, parte do problema está exatamente no não cumprimento do esquema vacinal completo, principalmente nas crianças.

É importante que tomem o reforço, pois com o tratamento incompleto fica mais suscetível da pessoa ser acometida de uma infecção”.

A médica reforça ainda que esta é uma doença que pode ser evitada.

Porém, para isso precisamos manter o calendário de proteção atualizado”, reafirmou.

Para evitar confusões, ela pontua que na hora de consultar o cartão de vacinação é recomendável pedir ajuda a atendentes.

Eu sempre explico que às vezes a pessoa lê e não compreende as doses que faltam. O ideal é que o paciente peça auxílio para identificar o que ainda precisa ser feito”, recomendou.

A profissional ainda destacou que na meningite ocorre uma inflamação da meninge, que é uma espécie de película que recobre o cérebro. Ela pode ser causada por vírus, bactérias, parasitas ou fungos.

Leia Também:  Boletim da "Covid-19" em Cuiabá desta sexta-feira

Os sintomas são variados quando o tipo é viral e são parecidos com um resfriado comum; febre, falta de apetite e fadiga. Já quando é bacteriana os sintomas são mais fortes.

É importante lembrar que a meningite meningocócica é a mais grave, podendo inclusive levar à morte. Então essa é a mais preocupante e é preciso ficar atento aos principais sintomas que são febre alta e persistente, dificuldade de colocar o queixo no pescoço, rigidez de nuca da criança e umas manchas vermelhas que aparecem pelo corpo”, completou.

Ela orienta que, neste caso, é necessário levar o paciente de imediato para o atendimento médico.

A doença é tratável, mas não pode ficar em casa, com esses sintomas”, resumiu.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA