NOVO FORMATO

Licenciamento e Certificado de Registro de Veículo são unificados em um mesmo documento

Publicados

em

A partir de agora, o Certificado de Registro de Veículo (CRV) e o Licenciamento estão unificados e são denominados Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV-e). Os documentos já estão vinculados em formato digital, não havendo mais a emissão de ambos em papel moeda.

A mudança foi determinada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), por meio da Resolução N° 809 de 2020, para os Detrans de todo Brasil e valerá para os veículos registrados a partir do dia 04 de janeiro de 2021. Ou seja, os documentos expedidos antes disso, que foram impressos em papel moeda, continuarão valendo.

Simplificar e desburocratizar a vida do cidadão brasileiro é o nosso foco, além de deixar os serviços prestados mais ágeis, modernos e seguros”, explicou o diretor-geral do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e presidente do Contran, Frederico Carneiro.

A autenticidade do documento no formato eletrônico e impresso em papel comum será conferida através de QR Code, conforme imagem abaixo:

Com a mudança, tanto o Licenciamento como o CRV poderão ser usados no formato digital e também impressos em papel comum. Na digitalização, o CRV se transforma na Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo Digital (ATPV-e).

O diretor de Veículos do Detran-MT, Augusto Cordeiro, reconhece a mudança significativa no documento de propriedade do veículo.

Culturalmente, as pessoas estão acostumadas com o CRV em papel moeda, entretanto, o novo formato garante a segurança do documento por meio da certificação e autenticidade verificada pelo número de segurança impresso e no QR Code”, disse.

Entenda as mudanças

Na prática, as mudanças não trarão impactos para quem já possui o documento de registro e a autorização para transferência de propriedade (popularmente conhecido como CRV) em papel moeda. Ou seja, para os veículos registrados antes de 2021.

Quando esse proprietário for vender o veículo, segue o mesmo procedimento atual: preenche o verso do documento com os dados do comprador, reconhece firma no cartório e, por fim, o comprador vai ao Detran para efetivar a transferência.

Para os veículos registrados a partir do dia 4 de janeiro, o procedimento muda um pouco. O Detran expedirá somente o CRLV-e, em formato digital. A ATPV-e, que antes vinha em branco, no verso do documento, a partir de agora será expedida somente quando o proprietário for vender o veículo.

Nessa ocasião, o proprietário solicita junto ao Detran a expedição do documento de autorização de transferência, informando os dados do comprador. O Detran disponibiliza a ATPV-e preenchida e com o QR Code de segurança.

Razão da mudança

O papel moeda utilizado para a confecção do Licenciamento e do CRV era custeado com recursos do DPVAT. Com o fim da cobrança do seguro em 2021, o Contran optou por mudar o formato do Licenciamento e do CRV, para papel comum, dando fim ao gasto com papel moeda.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Quem fica no comando da Assembleia de Deus em Cuiabá?
Propaganda

Geral

Várzea Grande inicia vacinação contra Covid-19

Publicados

em

Com o lote de vacinas liberadas na ultima terça-feira (19) pelo Governo do Estado de Mato Grosso, via Secretaria de Estado de Saúde, a Prefeitura Municipal de Várzea Grande, através da Secretaria Municipal de Saúde, inicia nesta quarta-feira, 20, a aplicação da CORONAVAC para combater a COVID-19, na segunda maior cidade de Mato Grosso.

O planejamento estratégico contempla neste primeiro momento os servidores da área de saúde, não desprezando nenhuma das atividades que diariamente tem contato com pacientes suspeitos da COVID-19.

O prefeito Kalil Baracat (MDB) reforçou na última segunda-feira ao governador Mauro Mendes Ferreira (DEM) a necessidade de novas remessas da vacina, bem como reafirmou a disposição junto ao Instituto Butantan de aquisição, caso possível, já que o Governo Federal requisitou toda a produção do referido instituto, de mais doses para fazer frente a necessidade da população local, levando-se em conta a estimativa de cerca de 600 mil doses para atender os quase 300 mil habitantes de Várzea Grande.

A vacinação dos primeiros servidores da área de Saúde acontece a partir das 8:30 no Hospital Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande, neste dia 20 de janeiro de 2020.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Nova reunião entre Pinheiro e Mendes; cachimbo da paz?
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA