NOVAS ABORDAGENS TÉCNICAS

Hospital Geral de Cuiabá sedia o III Simpósio de Atualização Cardiovascular Intervencionista para Clínicos

Publicados

em

O Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá (HG) sediará o III Simpósio de Atualização Cardiovascular Intervencionista para Clínicos que será realizado entre os dias 12 e 13 de agosto, no auditório da instituição.

O evento reunirá especialistas da área, profissionais da saúde e estudantes para discutir as novas modalidades de tratamento intervencionista de doenças estruturais do coração e também as novas abordagens técnicas. As inscrições podem ser realizadas por meio deste link: https://bit.ly/3PCkMmN.

Esse ano o evento será em formato presencial. Além disso, contará com palestras de profissionais renomados nacionalmente, como o Dr. Said Assaf Neto, Dr. Marcelo Cantarelli, Dr. Diego Vilela dos Santos, Dr. Manuel F. M. Santos, além de apresentações de casos ao vivo com transmissão simultânea.

A presidente do Hospital Geral, Dra. Flávia Silvestre, destaca que sediar esse evento é muito importante para nossa entidade.

Para nós que somos um hospital-escola é muito importante estar na vanguarda do conhecimento técnico e científico, porque somos exemplo e campo de formação para diversos profissionais, principalmente na área da hemodinâmica cardiovascular, no qual somos referência estadual e perante o Ministério da Saúde (MS) realizando desde procedimentos diagnósticos simples até as cirurgias mais complexas“.

A Dra. Flávia também ressalta que todos esses serviços que envolvem a atualização na área da cardiologia são essenciais para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Temos realizados alguns procedimentos nos pacientes que nem mesmo ainda fazem parte da tabela SUS, mas que melhoram o pós-operatório com técnicas menos invasivas. Então, poder ser palco desse grande evento principalmente no ano de 2022, no qual o Hospital Geral comemora 80 anos de sua fundação é motivo de muita alegria, finaliza.

O responsável técnico da Sonicardio e vice-presidente da SBC-MT, Dr. Danilo Oliveira de Arruda Júnior reforça que a proposta do evento será apresentar e discutir com diversos profissionais da saúde, as informações, atualizações e novidades da cardiologia intervencionista.

O Simpósio é um evento científico. Acreditamos que é possível realizar eventos assim em Cuiabá e fazemos acontecer. Assim como nas edições anteriores, essa terceira proporcionará aos colegas clínicos um melhor entendimento da nossa especialidade – Cardiovascular Intervencionista“, afirmou o Dr. Arruda Júnior.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Vereador propõe projeto para criação de Delegacia do Idoso em Cuiabá
Propaganda

Geral

Médica orienta cumprir esquema vacinal para evitar casos de meningite

Publicados

em

Meningites e pneumonias podem ser causadas por vírus, fungos e bactérias. No caso desse último agente infeccioso, existem vacinas que oferecem proteção contra alguns dos sorotipos mais comuns de meningococos e pneumococos, responsáveis por manifestações graves dessas doenças”.

Considerada pelo Ministério da Saúde como doença endêmica no Brasil, a meningite ocorre com maior intensidade na forma bacteriana no inverno e na forma viral no verão. No entanto, o que preocupa é que apesar de ter cobertura, os dados do Plano Nacional de Imunização (PNI) evidenciam que 73% do público-alvo da vacina meningocócica forma mais grave da doença e distribuída gratuitamente pelo SUS não tomou todas as doses dos imunizantes.

A responsável pelo setor de terapia intensiva do sistema Hapvida, Franciane Gonçalves, explicou que a meningite é uma doença tratável.

E que, por isso, parte do problema está exatamente no não cumprimento do esquema vacinal completo, principalmente nas crianças.

É importante que tomem o reforço, pois com o tratamento incompleto fica mais suscetível da pessoa ser acometida de uma infecção”.

A médica reforça ainda que esta é uma doença que pode ser evitada.

Porém, para isso precisamos manter o calendário de proteção atualizado”, reafirmou.

Para evitar confusões, ela pontua que na hora de consultar o cartão de vacinação é recomendável pedir ajuda a atendentes.

Eu sempre explico que às vezes a pessoa lê e não compreende as doses que faltam. O ideal é que o paciente peça auxílio para identificar o que ainda precisa ser feito”, recomendou.

A profissional ainda destacou que na meningite ocorre uma inflamação da meninge, que é uma espécie de película que recobre o cérebro. Ela pode ser causada por vírus, bactérias, parasitas ou fungos.

Leia Também:  Águas Cuiabá reforça importância dos reservatórios individuais

Os sintomas são variados quando o tipo é viral e são parecidos com um resfriado comum; febre, falta de apetite e fadiga. Já quando é bacteriana os sintomas são mais fortes.

É importante lembrar que a meningite meningocócica é a mais grave, podendo inclusive levar à morte. Então essa é a mais preocupante e é preciso ficar atento aos principais sintomas que são febre alta e persistente, dificuldade de colocar o queixo no pescoço, rigidez de nuca da criança e umas manchas vermelhas que aparecem pelo corpo”, completou.

Ela orienta que, neste caso, é necessário levar o paciente de imediato para o atendimento médico.

A doença é tratável, mas não pode ficar em casa, com esses sintomas”, resumiu.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA