EXCELÊNCIA EM SAÚDE

Hospital em Cuiabá se habilita para receber certificação “Covid-Free”

Publicados

em

O Instituto Brasileiro para Excelência em Saúde (IBES), lançou no dia 22/06/20 o Certificado de Boas Práticas Preventivas para o Enfrentamento do Coronavírus – COVID FREE, com o objetivo de promover ambientes seguros de acordo com melhores práticas internacionais para funcionários e clientes das empresas certificadas.

Desde o mês de abril, diversas empresas tiveram seus negócios interrompidos devido à chegada do vírus “Covid-19” no Brasil. Com essa premissa e contando com a expertise e know-how em Acreditação e Certificação do IBES, nasceu a certificação “COVID FREE“, conferindo credibilidade para os estabelecimentos nesta retomada.

E seguindo todas as boas práticas de Saúde e prevenção ao novo Coronavírus, o Hospital São Mateus, em Cuiabá, está apto para receber de forma segura os pacientes que não possuem a doença. Essa realidade é essencial para quem precisa de atendimento especializado e ambulatorial, mas evitou sair de casa nos últimos meses com medo de exposição ao vírus.

O médico Jonathan dos Santos Feroldi e Souza, coordenador médico do setor de qualidade do hospital, explica que o Hospital São Mateus segue todos os padrões do Instituto Brasileiro para Excelência em Saúde (IBES). Após adotar os manuais de boas práticas na instituição, a unidade esta no processo de habilitação para receber a certificação Covid Free. A certificação está em validação pela IBES e, em aproximadamente 10 dias o resultado do processo será divulgado.

O certificado é importante porque valida que a instituição está preparada para atender pacientes não “Covid” em um ambiente seguro. O paciente pode ficar tranquilo que dentro da nossa instituição ele está protegido da exposição ao “Coronavírus, enfatiza o médico.

O hospital, desde o começo da pandemia, isolou um dos andares para o atendimento exclusivo aos pacientes com Covid-19. Desde 14 de março até o começo dessa semana, foram 554 atendimentos de casos confirmados e 513 de casos suspeitos, totalizando 1.301 pessoas.

No auge da “Pandemia”, eram 32 pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 32 em enfermaria. Agora, são 8 pacientes em enfermaria e 10 em UTI. O São Mateus designou 70 profissionais para cuidar especificamente destes pacientes.

Ao todo, são 700 colaboradores, sendo que 100 atuam no serviço de linha de frente nas unidades que recebe os pacientes com suspeitas de Coronavírus.

Mesmo garantindo atenção especial aos pacientes Covid, que se transformaram em prioridade nos últimos meses, o São Mateus continua sendo referência na prestação especializada de serviço clínico e ambulatorial no Estado, e dedica 75,7% do seu quadro de especialistas e profissionais da saúde para o atendimento Covid-Free, que engloba todos os pacientes que, no momento, não apresentam sinais, sintomas ou exames que demonstrem contaminação pelo vírus, pontua Jonathan Feroldi.

A certificação da Ibes será divulgada dentro de duas semanas, e o Hospital São Mateus está entre os sete primeiros hospitais do Brasil que se habilitaram no processo de autoavaliação para receber o reconhecimento e validação das normas de boas práticas de combate e prevenção ao coronavírus.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Dia "D" de Vacinação
Propaganda

Geral

Indígena é atacado por onça pintada

Publicados

em

As onças estão se habituando a viver mais próximas às pessoas, o que é a resposta de um animal inteligente à perda ou alteração do seu habitat para poder sobreviver“.

Autoridades de meio ambiente e Saúde vivem um dilema ambiental sem precedentes. É que onças estão colocando em clima de tensão e medo as pessoas ribeirinhas, um pouco afastado da zona urbana dos municípios, e as queimadas e desmatamento estão sendo umas das principais causas dos ataques de onças as pessoas.

Nesta sexta-feira (16), por volta das 19h, o posto de comando da Operação Pantanal II foi informado sobre uma ocorrência envolvendo ataque de onça pintada na região indígena Baía dos Guatós, no município de Barão de Melgaço.

O posto de comando averiguou que um homem, Irenaldo José da Silva, de 36 anos, estaria ferido na cabeça. De imediato o posto acionou a guarnição do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso (CBMMT) que estava no Pixaim, região mais próxima do local, que se deslocou para atender a vítima. Ao chegar no local, os militares relataram que o homem estava ferido e acompanhado pelo médico da aldeia onde a vítima reside, já tendo recebido os primeiros socorros.

A vítima estava consciente, porém com saturação baixa. A equipe conduziu a vítima junto com o médico da aldeia visto que o homem estava com perda significativa de volume sanguíneo, sendo transferida para a ambulância que se deslocava de Poconé junto a uma viatura da Força Nacional.

A vítima, após ser levado à unidade médica de Poconé, foi regulada para Cuiabá, devido aos ferimentos terem atingido uma artéria, necessitando de um atendimento especializado em um centro cirúrgico.

O homem foi levado ao centro cirúrgico em Cuiabá por volta da 1h.

O coordenador geral do CIMAN, tenente coronel Dércio Santos destacou que a Operação Pantanal II, além de atuar no combate aos incêndios também presta um serviço importante na região em outros atendimentos como ajuda humanitária, atendimento e resgate de animais, atendimento pré-hospitalar, dentre outros que se fazem necessários“.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  PFOS Alta Floresta vence ASF Sorriso
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA