ALERTA PARA MEDIDAS DE SEGURANÇA

Em dois dias em Mato Grosso temporais derrubam quase cem postes

Publicados

em

A chegada da primavera trouxe impactos para a rede de distribuição de energia. Todas as equipes externas e de atendimento da Energisa Mato Grosso estão em alerta para possíveis transtornos causados por temporais. Em apenas dois dias, entre sábado e domingo, houve a queda de quase cem postes no estado, principalmente em Rondonópolis e cidades da região norte.

De acordo com o gerente de operações da companhia, Thiago Martins, essas condições se agravam em regiões descampadas, com rajadas de vento acima dos 70 km por hora e de difícil acesso, com atoleiros.

As estruturas da rede elétrica da concessionária são projetadas e construídas com materiais resistentes para que em situações adversas, com uso de ferro e concreto, para que a distribuição de energia não seja tão afetada e que os clientes permaneçam seguros. Porém, as condições apresentadas são extremas. Quando a chuva encontra campos abertos, o vento fica sem resistência e essa pressão sobre as redes de energia é muito maior“, explicou.

O gerente pede a compreensão dos clientes e destaca que todos precisam estar atentos a segurança. Por exemplo, no imediato colapso de poste, não chegue perto de forma alguma e acione a empresa.

As redes de distribuição têm sistema de segurança que cortam a energia, mas a cautela de não tocar nos fios e estrutura é muito importante. Além disso, a água é um condutor elétrico natural, o que pode provocar choques e até mesmo acidentes mais sérios“, detalha Thiago Martins.

Existem outros alertas para dias chuvosos, como:

– Não ligar equipamentos elétricos em tomadas instaladas em paredes úmidas;

– Não fazer manutenções durante a chuva, principalmente em telhados, correndo o risco de ser atingido por raios. Os equipamentos elétricos ligados à tomada também não devem ser manuseados em momentos de chuva, pois há chance de choque elétrico;

– Sempre desligar o disjuntor em casos de alagamento, curto-circuito ou princípio de incêndio dentro de casa;

– Evitar ficar perto de campos de futebol, piscinas, lagos, lagoas, praias, árvores, mastros e locais elevados. Não encostar em grades e objetos metálicos, não se abrigar em lugares abertos, próximo de postes ou embaixo da fiação elétrica. Esses locais se tornam perigosos por causa do risco de descargas elétricas naturais;

– Em casos de objetos serem arremessados na rede elétrica por conta de ventos, a orientação é não aproximar e não tentar afastar a fiação.

Acompanhamento 24 horas

O Plano de Contingência das situações extremas organiza uma força-tarefa envolvendo todos os departamentos da empresa para fazer o atendimento de todas as ocorrências.

Nós temos equipes treinadas e contamos com esses reforços para atender os clientes o mais rápido possível para poder restabelecer a energia das regiões afetadas pela chuva“, comenta Thiago.

As prefeituras, por exemplo, são acionadas pelos gestores e analistas de poder público. Todas as regionais da empresa no estado têm esses profissionais, que fazem contato direto até mesmo com os prefeitos, se houver necessidade, informando o ocorrido e os prazos para retorno.

Recentemente, a empresa inaugurou um novo Centro de Operações Integrado (COI), onde é monitorado em tempo real a rede de distribuição de energia de todo o estado, vinte e quatro horas por dia. São cem operadores trabalhando para poder oferecer o apoio necessário para as equipes de campo, agilizando e dando eficiência para os atendimentos.

Nossas equipes também realizam inspeções e há investimentos constantes nas redes para manter a qualidade da distribuição de energia“, explica Thiago.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Projeto Jiu-Jitsu Rotam; Atletas conquistam 7 medalhas no Campeonato Brasileiro
Propaganda

Geral

Campanha de vacinação alerta para baixa adesão de adolescentes

Publicados

em

Cerca de metade do público de 12 a 17 anos estimado pelo Ministério da Saúde (MS) para Cuiabá fez o cadastro para receber a vacina contra o Coronavírus na capital até o momento. Segundo informações da coordenação da campanha, a meta prevista é de 53.824 adolescentes, e desse montante aproximadamente 26 mil fizeram o cadastro.

Quando liberamos o cadastro deste grupo, tivemos uma grande procura no começo. Os 26 mil cadastros foram feitos logo na primeira semana, mas depois disso não tivemos mais adolescentes se cadastrando”, revelou Valéria de Oliveira, coordenadora da campanha de vacinação.

Ela conta ainda que todos as pessoas deste grupo já foram agendadas.

Já liberamos as agendas para todos os adolescentes cadastrados. Temos pessoas de 12 a 17 anos agendadas até esta quinta-feira (21). Não temos mais ninguém dessa faixa etária no cadastro depois disso. Pedimos aos pais ou responsáveis por adolescentes que ainda não tenham feito o cadastro que façam o quanto antes, para darmos prosseguimento à imunização deste grupo”, pediu a coordenadora.

Segunda dose e dose de reforço

Valéria também alerta sobre a baixa procura para pessoas que precisam tomar a segunda dose de Pfizer e a dose de reforço.

Recentemente o Ministério da Saúde liberou para as pessoas tomarem a segunda dose de Pfizer 56 dias após a primeira, mas depois disso parece que as pessoas esqueceram que precisam receber essa segunda aplicação. Além disso, a procura de dose de reforço para idosos a partir de 70 anos e trabalhadores da saúde também está pequena. Nós, da vacinação, convocamos todo este público que venha aos polos de vacinação ou unidades básicas de saúde que aplicam as vacinas para tomarem sua dose e completar o esquema vacinal”, concluiu.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  FMF anuncia repasse de doação da CBF para os clubes
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA