BOLETIM DA COVID-19

“Covid-19”: Mato Grosso registra 9.262 casos e 341 óbitos

Publicados

em

Segundo apontamento do Ministério da Saúde, o país está chegando à fase crítica da “Pandemia” da “Covid-19“. E os dados justificam a preocupação, e Brasil viu o número de casos do novo “Coronavírus” ser multiplicado por cem. Mas, se no começo a quantidade deles crescia na casa das dezenas, o aumento passou para as centenas nos últimos dias.

O governo federal trabalha com a tese de que, a cada três dias, o número de casos dobre no país, o que daria uma média de crescimento diária de 33%.

No Estado de Mato Grosso, há 192 internações em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 179 estão em enfermaria; taxa de ocupação está em 75% para UTIs está e em 21,9 % para enfermarias.

A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES/MT) notificou, até a tarde deste sábado (20), 9.262 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 341 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. As 19 mortes mais recentes envolveram residentes de Cuiabá, Sinop, Rondonópolis, Várzea Grande, Porto Esperidião, Água Boa, Matupá, Primavera Do Leste, Chapada dos Guimarães, Alto Araguaia, Poconé e Juína.

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de “Covid-19“, estão; Cuiabá (2.402), Rondonópolis (805), Várzea Grande (738), Primavera do Leste (379), Sorriso (367), Tangará da Serra (337), Lucas do Rio Verde (279), Confresa (270), Sinop (247), Nova Mutum (242), Campo Verde (195), Pontes e Lacerda (162), Barra do Garças (146), Cáceres (125), Alta Floresta (118), Campo Novo do Parecis (108), Querência (100), Nossa Senhora do Livramento (96), Peixoto de Azevedo (88) e Jaciara (88).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria. Nas últimas 24 horas, surgiram 538 novas confirmações no Estado. A área técnica esclareceu que foi corrigida uma ocorrência de duplicidade no sistema.

Dos 9.262 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 5.274 estão em isolamento domiciliar e 3.247 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 192 internações em UTI e 179 em enfermaria. Isto é, a taxa de ocupação está em 75% para UTIs e em 21,9% para enfermarias.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 49,9% dos diagnosticados são do sexo feminino e 50,1% masculino; além disso, 2.540 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 14.507 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 967 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Até a última sexta-feira (19), o Governo Federal confirmou 1.032.913 casos da Covid-19 no Brasil e 48.954 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, o país contabilizava 47.748 mortes e 978.142 casos confirmados de pessoas infectadas pelo Coronavírus. Até o fechamento deste material, não foram atualizados os dados deste sábado (20).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo Coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus.

Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Russi propõe parcelamento de ICMS durante calamidade pública
Propaganda

Geral

PM frustra roubo com refém em clínica e prende suspeito em Cuiabá

Publicados

em

A Polícia Militar frustrou uma tentativa de roubo com refém em uma clínica odontológica, em Cuiabá na manhã desta sexta–feira (03). Os policiais interviram na ação criminosa, libertando funcionários e clientes que eram mantidos reféns pelos dois suspeitos.

Um homem de 38 anos foi alvejado na perna e preso, os policiais seguem em diligências pela região em busca do segundo suspeito.

Uma equipe de policiais do 10º Batalhão de Polícia Militar realizava patrulhamento de rotina no bairro Jardim Cuiabá quando identificaram uma ação suspeita nas proximidades de uma clínica odontológica na Avenida das Flores. Ao checar o local, os militares identificaram os dois suspeitos que haviam rendido funcionários e pacientes da clínica.

Os policiais cercaram o local e solicitaram apoio do Batalhão Rotam e interviram na ação criminosa, prendendo o suspeito que estava baleado na perna após um médico que tem porte de arma de fogo reagir. O homem presa já tem passagem pela polícia por crimes de roubo e homicídio, ele foi atendido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e conduzido ao hospital.

Os policiais localizaram os pertences pessoais das vítimas como celulares, dinheiro e joias que já estavam na mochila do suspeito. O outro comparsa fugiu com a arma de fogo utilizada para praticar o roubo.

De acordo com as vítimas, os suspeitos invadiram a clínica, renderam os funcionários para roubar. Uma das pessoas que era mantida de refém reagiu, entrou em luta corporal e atirou na perna do suspeito. O outro comparsa fugiu do local. Nenhuma vítima se feriu.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Julho Amarelo: um sinal de alerta para as hepatites virais
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA