Geral

“Coronavírus”; Prefeitura de Cuiabá cria comitê de enfrentamento

Publicados

em

Nesta segunda-feira (16), durante coletiva à imprensa o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), anunciou uma série de medidas temporárias e emergenciais para evitar o contágio pelo “Coronavírus” (COVID-19) à população de Cuiabá.

As medidas anunciadas pelo gestor constam no Decreto Municipal Número 7.839 possui, dentre as principais ações, a criação do Comitê de Enfrentamento ao “Coronavírus que será composto por membros das Secretarias de Saúde, Ordem Pública, Mobilidade Urbana, Educação, Assistência Social-Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência e ainda a Procuradoria-Geral do Município com objetivo de realizar ações de conscientização e contenção do Coronavírus.

Além disso, constam no documento a suspensão de eventos de qualquer natureza que exijam licença do poder público, com aglomerações superior a 100 pessoas em locais abertos e acima de 50 em locais fechados e também a suspensão das atividades dos Centros de Convivência de Idosos (CCIs), por um prazo de 30 dias prorrogáveis por igual período e ainda a prerrogativa de exercer as funções em sistema ‘home office’ para os servidores que forem considerados casos suspeitos ou confirmados para a doença.

Com total zelo pela população cuiabana estamos nos antecipando com esse decreto na prerrogativa de buscarmos meios de evitar os contágios da doença e mantermos nosso profundo gesto de humanização à população cuiabana que a exemplo de todo o mundo, está assustado com essa pandemia de “Coronavírus”, pontuou.

Outras medidas importantes foram anunciadas pelo secretário Municipal de Saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho. Dente as quais, estão a capacitação de servidores de toda a rede de Atenção Básica, Secundária e Terciária e ainda a disponibilização de leitos no caso de necessidade.

Já capacitamos toda a rede SUS Cuiabá e continuamos com as capacitações a cada atualização do Ministério da Saúde. Também estamos organizados com um fluxo protocolar de atendimento específico e, caso haja necessidade, destinaremos no antigo Pronto Socorro da Capital cerca de 40 leitos de UTI e mais 120 leitos clínicos exclusivos para o atendimento à possíveis casos confirmados para “Coronavírus“, inclusive suspendendo cirurgias eletivas que podem aguardar sem danos à Saúde do paciente”, reforçou.

O prefeito Emanuel Pinheiro ressaltou ainda que, nesse momento, mediante todo o trabalho preventivo realizado é importante que a população seja tranquilizada.

Não há espaço para pânico e nem para desespero. Estamos agindo com todo rigor, seriedade, responsabilidade e cautela para resguardar os munícipes“.

Lembrou ainda que desde o mês de janeiro de 2020, à Prefeitura de Cuiabá já vem discutindo ações preventivas e trabalhando na elaboração de protocolos de ações visando mitigar o impacto do Coronavírus.

Veja a íntegra do Decreto logo abaixo:

OCORONAVÍRUS

Pertencentes a uma grande família viral, o Coronavírus que é conhecido desde meados de 1960 reapareceu na China em dezembro de 2019. Embora na maioria dos casos as complicações sejam consideradas leves e moderadas pela semelhança com resfriado, alguns podem causar doenças graves com impacto importante na saúde pública, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), identificada em 2002 e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), identificada em 2012.

As investigações sobre transmissão do novo coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação entre pessoas (contaminação por contato) está ocorrendo podendo ser pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:

· Gotículas de saliva;
· Espirro;
· Tosse;
· Catarro;
· Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;
· Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Os quadros respiratórios como resfriados, gripes e pneumonias são causados por diversos microorganismos. Assim que os primeiros sintomas respiratórios surgirem, é fundamental procurar ajuda médica imediata para confirmar diagnóstico e iniciar o tratamento. São eles:

· Febre.
· Tosse.
· Dificuldade para respirar.

CUIDADOS:

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

· Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
· Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;
· Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
· Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir e higienizar as mãos após;
· Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
· Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
· Manter os ambientes bem ventilados;
· Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
· Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Diante dessa preocupante situação, a Prefeitura Municipal de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde tem adotado as seguintes condutas técnicas:

· Participação em web e vídeo conferências promovidas pelo Ministério da Saúde;
· Acompanhamento da situação por meio dos boletins epidemiológicos emitidos pelo Ministério da Saúde (MS)/Organização Mundial da Saúde(OMS)
· Participação em encontros técnicos multissetoriais para definir ações e estratégias de ação em consonância com as instruções do Ministério da Saúde/OMS;
· Organização da rede de assistência e acompanhamento do paciente;
· Estabelecimento de Hospital-Referência para suporte inicial;
· Elaboração e divulgação de material informativo para a população e profissionais de saúde;
· Elaboração e divulgação de material técnico para profissionais de saúde;
· Levantamento de necessidades emergenciais para atendimento de qualidade em caso de suspeitos em nosso município;

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Para combater à "Pandemia" da "Covid-19", Águas Cuiabá doa 160 mil sabonetes

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Geral

Vacinação contra “Influenza” começa com professores e pessoas de 55 a 60 anos

Publicados

em

Enquanto não se desenvolve uma vacina contra o “Coronavírus“, a imunização contra outra doença, bastante conhecida dos brasileiros, pode ajudar a combater indiretamente a atual pandemia.

A aplicação de doses contra a gripe é considerada fundamental para não sobrecarregar a rede de atendimento, facilitar o diagnóstico da “Covid-19” e evitar casos em que o novo vírus contamine pessoas já debilitadas pelo Influenza.

Neste ano, em que o coronavírus poderá concentrar boa parte da infraestrutura e das equipes de saúde, quanto menos necessidade houver de destinar atendimentos e internações para pacientes com outras doenças, melhor. Como a vacina tem alta eficácia contra o Influenza, essa é considerada uma estratégia de alto impacto para evitar sobrecargas em unidades de saúde e hospitais.

A vacinação tem outras duas vantagens principais. Uma delas é facilitar o diagnóstico. Se um paciente apresenta sintomas compatíveis com infecção pelo Coronavírus mas também pelo Influenza, como febre, tosse e cansaço, se houver tomado previamente a vacina da gripe é muito mais provável que tenha Covid-19.

Outra razão para valorizar a imunização é evitar casos em que uma pessoa debilitada por um quadro anterior de gripe seja afetada também pelo Coronavírus, ou vice-versa.

Em Cuiabá, professores de escolas públicas e privadas e pessoas de 55 a 60 anos já podem buscar os mais de 93 postos de vacinação da Capital para se imunizarem contra a Influenza. Público das etapas anteriores que ainda não se imunizaram pode procurar os postos de saúde para tomar a vacina

De acordo com a Responsável Técnica do Programa de Imunização do Município, Sandra Horn, para este início o Ministério da Saúde destinou um lote de 30 mil doses.

Estamos iniciando essa última fase nesta semana com 30 mil doses. Outras 50 mil já haviam sido encaminhadas para concluir a segunda e terceira fases da última etapa que subsistiu os Dias D em todo o país”, explicou.

PRORROGAÇÃO

Devido à baixa cobertura vacinal do público composto por crianças de 0 a 06 anos, puérperas e gestantes, a Secretaria Municipal de Saúde continuará ofertando as doses para este público.

Continuaremos vacinando esse grupo porque a cobertura está extremamente baixa. Dessa forma quem pertencer a esse público alvo também pode buscar os pontos até o fim da Campanha”, finalizou Horn.

A vacina protege contra os vírus “Influenza A” (H1N1), A (H3N2) e “Influenza B”.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Médica mato-grossense explica as diferenças entre exames para diagnóstico de "Covid-19"
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA