VENCEU O INIMIGO

“Coronavírus”; lições de vida de quem venceu a “guerra” aos 102 anos

Publicados

em

Travar uma batalha contra um inimigo invisível, desconhecido e traiçoeiro tem sido um grande desafio para muitas pessoas a cada dia. A “Pandemia” do novo “Coronavírus” veio para mudar a rotina e hábitos de muita gente, mas o eleito colateral mais devastador foi a perda de vidas.

Mas, neste cenário desolador há também esperança, e ela tem nome, idade e voz: os infectados que conseguiram vencer a guerra contra a doença.

Nesta semana foi de grande festa para os profissionais da Saúde que comemoram uma grande vitória contra o vírus Coronavírus, dona Anna Augusta de Oliveira, lutou e venceu o Coronarívus aos 102 anos de idade, após passar vários dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

A equipe medica que atendeu dona Anna Augusta não conteve a emoção e satisfação ao comemorar a sua vitória, após passar cerca de três semanas internada na UTI.

Com aplausos, toda equipe acompanhou a paciente, que segundo informações de especialistas, vai passar por monitoramento por mais alguns dias no hospital.

Com casos confirmados de Coronavírus cada vez mais crescente, a sociedade do Estado de Mato Grosso, está cada muito preocupada com as incertezas dos próximos dias, ocasionada pela “Pandemia”.

Até a tarde da última quarta-feira (27), a Secretaria Estadual de Saúde notificou 1.909 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 47 óbitos em decorrência do Coronavírus no Estado.

“As últimas quatro mortes confirmadas envolveram residentes de Cuiabá (o sistema IndicaSUS apontou o óbito como sendo de Cuiabá, no entanto o caso era de Várzea Grande e será corrigido no próximo Boletim), Alto Araguaia, Rondonópolis e Alta Floresta”.

Tanto o Governo do Estado, quanto os prefeitos de Cuiabá e Várzea Grande anunciaram que estão realizando avaliações, para apresentar novas medidas nos próximos dias.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, os números tende a crescer, o que deve arrochar ainda mais as ações governamentais.

Cuidados com o “Coronavírus” ao retornar para casa

– Tire as roupas e calçados no quintal (deixe sempre uma muda de roupa pronta ao sair);
– Se precisar trazer as roupas para dentro, coloque-as em um saco plástico;
– Se possível, lave as mãos na área externa da casa;
– Se não puder lavar as mãos antes de entrar, evite tocar nas coisas antes de lavar as mãos;
– Não cumprimente crianças, cônjuges ou outras pessoas que morem na casa antes de trocar de roupa e lavar as mãos;
– Se possível, tome banho assim que chegar;
– Desinfete celular, chaves e cartões bancários com álcool a 70%;
– Mochilas e bolsas de uso diário devem ficar em uma caixa, na área externa da casa;
– Limpe as embalagens que trouxe com solução de água sanitária (20 ml para cada 1 litro de água);
– Lave alimentos com água e sabão e os deixe 10 minutos imersos em solução de água sanitária (20 ml para cada 1 litro de água).

Nota da redação

Informar a população sobre os riscos à saúde apresentados pela “COVID-19” é tão importante quantas outras medidas de proteção. Informações precisas e confiáveis permitem que pessoas tomem decisões conscientes e adotem comportamentos positivos para proteger a si e seus entes queridos de doenças como a causada pelo novo “Coronavírus”. Informações baseadas em evidências é a melhor vacina contra os boatos e a desinformação.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  "Tempero Tia Line" é “sem química”
Propaganda

Geral

Estabelecimentos comerciais classificado como “não” essencial esta impedido de funcionar na quarentena

Publicados

em

Os estabelecimentos comerciais que oferecem serviços não essenciais foram flagrados em funcionamento e notificados pelo município por descumprimento das medidas protetivas contra a proliferação do “Coronavírus”.

Fiscais da Secretaria de Ordem Pública iniciaram, na manhã deste sábado (27), saíram em uma operação para identificar, por meio de cartazes oficiais com os dizeres “Suspensão de Atividade”, as fachadas dos estabelecimentos não autorizados a funcionar em Cuiabá, conforme o Decreto nº 7.956/2020. A ação começou pela região central, onde a maioria dos estabelecimentos já estava fechada.

Dentre os que estavam abertos, uma sorveteria teve que fechar as portas porque, mesmo vendendo um tipo de alimento, este não está classificado como essencial. Os fiscais chegam a essa conclusão com base no Decreto federal nº 10.282/2020 (no qual se baseia o decreto municipal), que define como essencial os serviços públicos e atividades indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, assim considerados aqueles que, se não atendidos, colocam em perigo a sobrevivência, a saúde ou a segurança da população.

Este critério é explicado ao comerciante, que a princípio é orientado e advertido das regras que levaram à suspensão de sua atividade. Caso a pessoa notificada u autuada não concorde com a medida, pode ingressar com recurso junto à Secretaria de Ordem Pública para apresentar sua defesa.

Os autos de infrações estão sendo emitidos em casos mais graves ou de reincidência no descumprimento das medidas de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus. A multa é no valor de R$ 609,03.

Foi o que ocorreu com um clube em um bairro da região leste, que foi autuado por descumprir as regras de prevenção ao contágio pelo novo Coronavírus, pois sócios do clube estavam utilizando o espaço em comum.

O clube ainda foi enquadrado no artigo 5º da Lei complementar nº 4 de 24/12/1992, que institui o Código Sanitário e de Postura do Município, que diz ser dever da coletividade e dos indivíduos, em particular, cooperar com os órgãos e as entidades competentes, adotando uma forma de vida higiênica e saudável, combatendo a poluição em todas as suas formas, orientando, educando e observando as normas legais de educação e saúde.

Também houve abordagens em lojas com mais de um tipo de atividade, essenciais e não essenciais. Nesses casos, os fiscais fazem a redução da oferta de produtos, isolando com fitas as seções onde se comercializa produtos não essenciais. O objetivo é garantir a comercialização apenas de produtos essenciais, dentre eles, alimentos, higiene e limpeza, por exemplo.

Ainda neste sábado, os agentes de regulação e fiscalização flagraram uma loja de móveis e eletrodomésticos, que estava funcionando com as portas fechadas para tentar escapar do controle e também uma festa no bairro Pedra 90, o que se configura aglomeração de pessoas.

De acordo com a Secretaria de Ordem Pública (SORP), o trabalho de fiscalização será concentrado nas regiões e bairros com maior índice de contágio da Covid-19, conforme estatísticas da Secretaria Municipal de Saúde, e também onde houver denúncias da população por meio do Disque-denúncia da SORP – (65) 3616-9614, que atende de segunda a sexta-feira, em horário comercial, ou pelo 190.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  População resiste em aderir a quarentena obrigatória, pode resultar em “Lockdown” em Mato Grosso
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA