SOLIDARIEDADE

Complexo Hospitalar de Cuiabá lança campanha “Natal Solidário”

Publicados

em

Com o objetivo de garantir um final de ano mais feliz para as famílias de Cuiabá, o Complexo Hospitalar de Cuiabá (CHC) lançou a campanha Natal Solidário. A proposta é arrecadar alimentos não-perecíveis, brinquedos e roupas novas ou em bom estado de conservação, que serão entregues às pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

O Natal é uma data especial, de celebrar com a família, de renovar a esperança, além do que as crianças esperam ansiosamente por presentes. Nós lançamos essa campanha porque queremos contribuir com famílias que estão passando por dificuldades neste momento”, a diretora-presidente do Complexo Hospitalar de Cuiabá, a médica Elê Maria Kuhn.

A campanha já começou e segue até o dia 20 de dezembro com ponto de coleta em cada uma das entradas do hospital, localizado no bairro Jardim Cuiabá, na Avenida das Flores. As doações podem ser feitas em qualquer horário.

Sobre o CHC

O hospital foi fundado há 40 anos a partir da visão empreendedora e humanitária de um grupo de médicos. Possui 130 leitos de internação e oferece terapia intensiva, pronto socorro, centro cirúrgico, consultórios médicos de várias especialidades e diagnóstico de referência não apenas para a região ao redor de Cuiabá, mas também para outros estados da região Norte e Centro-oeste. O hospital está com consultoria do Hospital Sírio-Libanês.

Local de arrecadação: Entrada do Complexo Hospitalar de Cuiabá
Quando doar: Até o dia 20 de dezembro
Tipo de doações: alimentos não-perecíveis, brinquedos e roupas novas ou em bom estado de conservação

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Três clubes confirmaram participação Mato-grossense Feminino 2020
Propaganda

Geral

Veículos serão removidos se estacionar em local prioritário

Publicados

em

Estacionar o veículo em local proibido, não usar cinto de segurança ou até usar o celular conduzindo um automóvel, mesmo que seja só por um minutinho, pode resultar em multa e alguns pontos na carteira. O Comando de Polícia Polícia Militar (PM/MT), assim como a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) tem alertado a população quanto a estas infrações do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o que têm sido registradas com frequência o desrespeito. Além da aplicação das sanções previstas, o veículo pode ser guinchado ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e ao pátio da SEMOB.

Nesta semana, a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) retoma a “Operação Tolerância Zero” contra motoristas e motociclistas que estacionam em vagas reservadas para idosos, pessoas com deficiência (PCD) ou com mobilidade reduzida. De acordo com o secretário de Mobilidade Urbana (Semob), Juares Samaniego, as primeiras operações serão orientativas, mas, no mês de fevereiro os agentes de trânsito começam a aplicação do auto de infração.

Os agentes também orientarão os motoristas quanto ao não uso das calçadas e a entrada e saída de veículos como estacionamento.

Aos que que não respeitarem a Lei de Trânsito, os veículos poderão ser autuados e removidos. Para o secretário de Mobilidade Urbana, Juares Samaniego, alguns motoristas ainda insistem em “errar” e praticar a infração que é também uma “falta de educação” no trânsito.

Infelizmente, a falta de bom senso ou falta de educação continuam sendo praticadas por alguns motoristas/motociclistas. Todos os dias há alguns motoristas usando vagas prioritárias. Recebemos muitas reclamações dos cidadãos com deficiência ou idosos que se veem impedidos de utilizarem essas vagas porque estão sendo usadas por aqueles que não necessitam delas. Infelizmente, esses cidadãos são os que mais reclamam dos agentes, mas não olham para os próprios erros cometidos no dia-a-dia no trânsito. Para esses motoristas eu peço, tenham consciência“, lamentou o secretário.

Estacionar em vagas reservadas aos deficientes e idosos sem credencial pode resultar na remoção do veículo, 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e R$ 293,47 de multa.

Os agentes também orientarão os motoristas quanto ao não uso das calçadas e a entrada e saída de veículos como estacionamento. A fiscalização ocorrerá também dentro dos shoppings e supermercados da capital. A fiscalização nestes locais é legal e consta no artigo 21 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), e nos estatutos dos idosos e PCD.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Dia "D" da campanha de vacinação contra Poliomielite e Sarampo
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA