BARREIRA SANITÁRIA

Barreira Sanitária; Cuiabá registra 2.948 atendimento a pessoas

Publicados

em

O segundo dia de barreira sanitária em Cuiabá, realizado nesta quinta-feira (9), registrou atendimento a 2.948 pessoas que estavam a bordo de 1.503 veículos. Todas foram examinadas pelas equipes de fiscais da Vigilância Sanitária, nos quatro pontos estratégicos de entrada e saída da capital.

Dessas, apenas seis pessoas precisaram ser encaminhadas para unidade de saúde por apresentarem sintomas de “Covid-19“. Elas assinaram um termo de consentimento se comprometendo a procurar um médico e a Vigilância Sanitária anotou os contatos dessas pessoas para encaminhar a Vigilância Epidemiológica, que deve fazer o acompanhamento.

Ao longo de toda a quinta-feira (9), foram abordadas 2.585 pessoas a bordo de 1.370 carros ou caminhonetes, 54 pessoas em 33 caminhões, 87 pessoas a bordo de 65 motocicletas e 222 pessoas em 35 ônibus, micro-ônibus ou vans.

A barreira com o maior fluxo de pessoas foi a da BR-163/364, onde 830 pessoas foram abordadas, em 405 veículos. 713 delas estavam em carro ou caminhonete, 89 em ônibus, micro-ônibus ou van, 21 em motos e sete em caminhões.

Na rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), houve a aferição de temperatura e aplicação de questionário junto a 787 pessoas a bordo de 369 veículos. Foram 685 pessoas em carros de passeio ou caminhonete, 63 em ônibus, micro-ônibus ou van, 34 em caminhão e cinco em motocicleta.

Na rodovia Helder Cândia (MT-010), conhecida como Estrada da Guia, houve a fiscalização sanitária junto a 693 pessoas, que estavam a bordo de 377 veículos, sendo 623 em carros e caminhonetes, 42 em ônibus, micro-ônibus ou van, 20 em motocicletas e oito em caminhões.

A barreira sanitária com menor fluxo no dia foi a da rodovia Palmiro Paes de Barros (MT-040, que liga a Capital a Santo Antônio do Leverger. Lá foram atendidas 638 pessoas em 352 veículos. 564 pessoas estavam em carros ou caminhonetes, 41 em motos, 28 em ônibus, micro-ônibus ou van e cinco em caminhões.

As barreiras sanitárias estão em funcionamento desde a quarta-feira (8) e vai até o dia 14 de julho, sempre das 8h às 12h e das 13h às 17h. A implantação das estruturas é uma estratégia adotada pela Prefeitura de Cuiabá como forma de inibir o contágio pelo novo Coronavírus (Covid-19).

Cerca de 30 servidores da Secretaria Municipal de Saúde, além de agentes de trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana, policiais rodoviários federais e policiais militares atuam nas blitzes. Nesses pontos é feita aferição de temperatura corporal e aplicação de questionário junto aos condutores e passageiros para verificar sintomas de Covid-19.

Também é feita limpeza dos pneus dos veículos com cloreto de benzalcônio. As pessoas identificadas com sintomas são orientadas a procurar o mais rapidamente uma unidade de saúde e assinam um termo se comprometendo a fazê-lo. Posteriormente, a Vigilância Epidemiológica faz o acompanhamento dessas pessoas.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Siriri e Cururu conquistam assento no Conselho Municipal de Cultura
Propaganda

Geral

Comitê de Enfrentamento aponta para redução no número de óbitos

Publicados

em

A reunião de avaliação do Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus (COVID-19) foi aberta com duas novidades. O relato do infectologista de Várzea Grande, Francisco Kennedy, de que nos últimos 07 dias, portanto mensurando uma semana, já se percebe uma redução no número de óbitos e os mais de quatro mil procedimentos realizados em dois bairros, no Parque do Lago (05 e 06 de agosto) e José Carlos Guimarães (07 e 08 de agosto) em forma de Blitz de Saúde para levar o atendimento as pessoas.

O Plano de Ação Várzea Grande contra a “COVID-19“, foi desenvolvido a partir dos resultados das barreiras sanitárias nas entradas da cidade para se ter um conhecimento amplo da doença e sua propagação e agora vem sendo levado aos bairros para se promover atendimento de todos e evitar a movimentação desnecessária das pessoas que podem realizar trabalhar em Home Office, ou seja, em casa.

Várzea Grande superou na semana passada os 80% do total de casos curados, um dos índices considerados mais importantes na corrida contra a doença e também redução nos óbitos da semana passada se comparado com as últimas semanas.

Na oportunidade a prefeita Lucimar Sacre de Campos reafirmou não apenas essa como outras medidas realizadas e sinalizou que a ordem que está sendo rigorosamente cumprida por toda a administração municipal é atender a demanda daqueles que necessitam do Sistema Único de Saúde (SUS), sem nenhum tipo de custo e com transparência total nos gastos e ações.

Todos os dados sejam eles de atendimentos, aquisições, investimentos, do que realizamos até o momento em relação a pandemia da COVID-19 estão no Portal Transparência COVID-19. Só não vê quem não quer ou aposta no quanto pior melhor, de olho apenas nas eleições, quando o foco deveria ser na pandemia”, disse a prefeita de Várzea Grande.

Ela lembrou que apenas entre maio, junho e julho, 300 novos funcionários da área de saúde ou foram empossados por terem passado em concurso público ou foram contratados para fazer frente a este momento em que a demanda por atendimentos cresceu uma média de 48%.

Atendendo recomendação da prefeita, o Comitê está analisando a realização de nova blitz, provavelmente na região do Grande São Mateus que por seu tamanho e distância do centro de Várzea Grande aconteceria em quatro dias.

Estamos analisando para que todos os serviços possíveis continuem sendo prestados a população de uma maneira em geral”, disse o secretário de Saúde de Várzea Grande, Diógenes Marcondes, apontando que em média são 47 servidores apenas de sua área e que devem movimentar várias ações, como testes rápidos, vacinas H1N1, medicamentos, teleconsultas ou mesmo consultas presenciais.

Diógenes Marcondes lembrou que os resultados têm se demonstrado representativos, sendo que para isto, a administração municipal necessita de uma ampla logística para atender as pessoas dentro das regras necessárias de distância de 1,5 metros; uso de máscaras constantemente e de luvas quando necessários e meios de biossegurança e higienização rigorosa.

A prefeita Lucimar Sacre de Campos fez questão de lembrar aos vereadores, o médico, Miguel Angel, presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal e Rogério França Martins, que os dedicados esforços de todos os servidores tem que ser reconhecidos principalmente naqueles da área de saúde e de segurança que tem sido incansáveis em sua missão diuturna de ajudar a combater a COVID-19 e a curar milhares de moradores de Várzea Grande e de outras cidades atendidos na rede pública municipal.

Mais do que parabéns, eles têm que ser reconhecidos pelo esforço e principalmente por serem destemidos e implacáveis em sua missão de salvar vidas junto conosco”, disse Lucimar Sacre de Campos.

Plano de Ação VÁRZEA GRANDE CONTRA COVID-19 (Parque do Lago 05 e 06 de agosto)

• Total de testes realizados: 880
• Total de resultados positivos: 111
• Total de vacinações: 297
• Medicação: 59
• Profissionais envolvidos: 47 (ACS, Enfermeiros, Fiscais da Vigilância Sanitária, Médicos).
• Guardas Municipais, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros

Plano de Ação VÁRZEA GRANDE CONTRA A COVID-19 (José Carlos Guimarães 07 e 08 de agosto)

• Total de teses realizados: 1.699
• Total de resultados positivos: 170
• Total de vacinações: 693
• Medicação: 101
• Profissionais envolvidos: 47 (ACS, Enfermeiros, Fiscais da Vigilância Sanitária, Médicos).
• Guardas Municipais, Polícia Militar de Mato Grosso, Corpo de Bombeiros

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Dourado bate Coelho pela 1ª vez e desencanta na Série B
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA