DINHEIRO NA CONTA

Auxilio Emergencial estará disponível a partir deste domingo (31)

Publicados

em

O recurso do programa “Ser Família” estará disponível para os beneficiários de Cuiabá e Várzea Grande a partir deste domingo (31). O valor deverá ser usado unicamente para adquirir produtos alimentícios.

Para os beneficiários do interior do Estado, o valor será depositado no novo cartão, que chegará aos municípios até a quarta-feira (04). Para esses beneficiários (do interior do Estado), o abastecimento do cartão será feito no dia 5 de novembro. Desta forma, será preciso procurar as Secretarias Municipais de Assistência Social para fazer a troca do cartão.

A iniciativa beneficia mais de 100 mil famílias em todo o Estado disponibilizando auxílio de R$ 200 a cada dois meses. A transferência de recurso é assegurada pela Lei 602/2021 que permitiu a ampliação do programa emergencial, que teve prazo de cinco meses encerrando em setembro, para até dezembro de 2022.

Além da parcela referente ao mês de outubro, os beneficiários receberão mais uma parcela de R$ 200 referente ao mês de dezembro. A substituição dos cartões atingirá todos os usuários até no máximo novembro deste ano.

Leia Também:  Cuiabá bate Sport pelo Brasileirão e sonha com vaga na Libertadores

O Ser Família é fornecido às famílias com renda mensal per capita de até R$ 89, inscritas no Cadastro Único das Políticas Sociais Brasileiras do Ministério da Cidadania (CadÚnico), e também no Programa Bolsa Família.

Informações pelos telefones: (65) 3613-5701; (65) 3613-5722; (65) 99233-0817; (65) 99339-7468; e (65) 98433-0386.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Geral

Márcia Pinheiro lança programa “Cuiabá de Prato Cheio”

Publicados

em

A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, por meio do seu Núcleo de Apoio, em conjunto com a Prefeitura de Cuiabá (Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e das Pessoas com Deficiência), lançou o programa “Cuiabá de Prato Cheio”. Por meio dessa iniciativa, a Prefeitura de Cuiabá passa de 1,2 mil para 26 mil refeições distribuídas por mês para pessoas de toda a capital.

O principal conceito do projeto, idealizado pela primeira-dama, descentralizou a política de segurança alimentar, ao levar para 14 bairros a alimentação social para população vulnerável inserida no Cadastro Único do município.

A grande diferença será a descentralização. Não vai ser somente um restaurante popular oferecendo alimentação social no Centro de Cuiabá. Serão 20 restaurantes oferecendo refeições para mais de 15 mil famílias que vivem em vulnerabilidade social, segundo estimativa da Prefeitura“, disse a primeira-dama.

Os restaurantes locais dos respectivos bairros e regiões apontados no escopo do projeto podem se habilitar para serem parceiros por meio do Chamamento Público.

Leia Também:  Pantanal Shopping terá vacinação novamente de quinta (4) a domingo (7)

A proposta da Prefeitura de Cuiabá, é subsidiar quase 80% do valor das refeições e a contrapartida das pessoas em vulnerabilidade social será de simbólicos R$ 2,00.

Para o consumo local a Prefeitura pagará R$ 13 e para viagem R$ 10 e o beneficiário arcará com o valor social de R$ 2,00. Todas essas pessoas são referenciadas pela Prefeitura e grande parte recebe auxílio financeiro do Governo Federal, o que torna o projeto financeiramente sustentável, mesmo para população carente da Capital, explicou Márcia.

O projeto piloto também possui viés econômico, uma vez que fomenta o comércio local e impulsiona a economia dos bairros, gerando renda extra, emprego e valorização dos micro empreendimentos.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA