É BI-CAMPEÃO

Tigresas fazem festa com título de Bicampeão

Publicados

em

Quanto vale um título? E quanto vale ser bi-campeão, no mesmo ano do campeonato mais importante do estado?

Se você não sabe a resposta, basta a perguntar a boa parte do grupo de atletas do Mixto Esporte Clube, e a comissão técnica e diretoria do clube.

Após um jogo de ida inspiradíssimo, em noite de gala Alvinegra com direito a 4 gols, Mixto e Cuiabá voltariam a se enfrentar neste sábado, com 4 x 0 no agregado, muitos acreditavam que as jogadoras Alvinegras estavam com uma mão na taça, e acertou quem apostava que o maior Campeão da competição colocaria a segunda.

As Tigresas fizeram história, na verdade, continuaram escrevendo a história do maior Cmpeão de ambas as categorias, Masculina, em 24 edições e Feminina, com 4 títulos (2010/2011/2020/2021); de quebra o Mixto Esporte Clube conquistou a vaga no Brasileirão Feminino Série A3 2022, garantindo calendário cheio para categoria no próximo ano.

O Jogo

A partida tinha ar de finalíssima, e a torcida Alvinegra se fez presente, a TBS, principal organizada trouxe balões, fogos de artifício e fez um show pirotécnico no início da partida, além das imagens, centenas de vozes empurraram as Guerreiras Alvinegras, lideradas pela responsável do feminino, Dona Juju e comandadas pelo treinador Fuscão, as atletas tentaram impor desde o primeiro minuto sua forma tradicional de jogo, buscando amplitude e forçando o erro das adversárias, que durante todo primeiro tempo, pouco espaço deram ao melhor ataque da competição, a defesa alvinegra que é a melhor do campeonato esteve bem postada, frustrando todas as tentativas de ataque do Cuiabá nas poucas ofensivas tentadas pela equipe Auriverde.

No segundo tempo, a equipe tentou transformar o domínio apresentado no meio de campo em chances mais claras e efetivas de abrir o placar, e claro, em gols. Porém, somente após a primeira alteração o Mixto conseguiu chegar a seu primeiro gol, Juliana entrou e colocou fogo no jogo, ela entrou aos 18′ e aos 19′ saiu o primeiro gol; Isa fez um cruzamento perfeito e Jeniffer, se desmarcou e venceu duas marcadoras para cabecear e encobrir a goleira adversária; Mixto abre o placar, festa no Dito Souza! o gol não tirou a sede da equipe mixtense, Juliana, com 2 minutos em campo fez jogada brilhante no lado do campo, chegou com firmeza e cruzou, Gaby só tratou de complementar para o fundo das redes, Mixto 2 x 0 Cuiabá.

Ao fim da partida, a torcida fez a festa junto da equipe e mostrou que o Mixto é tradição, raça e títulos. Dona Juju ficou encarregada de entregar a taça as Tigresas, que não poderiam findar em outras mãos, as atletas alvinegras fecharam a competição com o melhor ataque, com 30 gols em 8 partidas, melhor defesa com somente 5 gols sofridos, a artilheira da competição é do Mixto que sozinha, marcou mais gols que as outras equipes do campeonato. O Mixto sobrou, de novo, leva o Bi consecutivo, e tem sede de mais. – (ASCOMixto)

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Sinop e União poderão garantir classificação antecipada sábado
Propaganda

ESPORTES

Dourado perde para o Furacão e cai para a 16ª posição

Publicados

em

Em confronto direto contra o rebaixamento, o Athletico (PR) fez valer o mando de campo, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), e venceu o Cuiabá, por 1 a 0, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro em jogo atrasado da 35ª rodada.

O gol da vitória foi marcado por Pedro Rocha, que praticamente confirmou a permanência do atual Campeão da Copa Sul-Americana na elite nacional e se afastou do Z-4, com 45 pontos somados. Já a equipe Auriverde aparece na 16ª posição, com 43 pontos.

O jogo

O Athletico ditou o ritmo do primeiro tempo na Arena da Baixada, mas encontrou dificuldades para furar o bloqueio adversário. Sem achar os espaços, a equipe paranaense optou pelas jogadas aéreas e pelos chute de média distância, estratégia que quase surtiu efeito na cabeçadas de Pedro Henrique e em arremate de Nikão. Do outro lado, o Cuiabá assustou em duas tentativas de Jenison, a primeira foi para fora e a segunda parou no goleiro Santos.

Depois das conversas nos vestiários, o Furacão manteve o domínio das ações, mas dessa vez foi efetivo no ataque para construir o resultado. Antes da rede balançar em Curitiba, Erick e Nikão tiveram chances para o time da casa. Mas foi com Pedro Rocha que o Athletico balançou as redes.

Aos 12 minutos, após cruzamento na área, o goleiro do Dourado afastou parcialmente o perigo e, no rebote, o atacante apareceu para completar para o fundo do gol: 1 a 0. Com a vantagem, o Rubro-Negro passou a cadenciar o jogo e conseguiu segurar a vitória até o apito final.

Com o resultado, o Furacão subiu para a 12ª colocação, com 45 pontos, e agora encara o Palmeiras, na próxima segunda-feira e pode sacramentar o risco matematicamente.

A situação do Cuiabá, que parecia confortável há algumas rodadas, ganhou uma reviravolta. O Dourado caiu para a 16ª posição, com 43, três pontos à frente do Bahia, que abre o Z4. Na próxima partida, recebe o Fortaleza.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

Athletico 1 x 0 Cuiabá

Local: Arena da Baixada, Curitiba-PR
​Data/horário: 03 de dezembro de 2021, às 19h (horário de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistente 1: Éder Alexandre (SC)
Assistente 2: Thiaggo Americano Labes (SC)
Quarto árbitro: Leonardo Sígari Zanon (PR)
VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Gols marcados: Pedro Rocha (1-0) (12’/2T)
Cartões amarelos: Nico González, Fernando Canesin (Athletico), Walter, Marllon, João Lucas, Rafael Gava, Clayson, Elton (Cuiabá)

Athletico Paranaense: Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Nicolás Hernández (Bissoli – intervalo); Marcinho, Erick, Léo Cittadini (Fernando Canesin 26’/2T) e Abner Vinícius; Terans (Pedrinho 35’/2T), Nikão e Pedro Rocha (Zé Ivaldo 35’/2T).

– Técnico: Alberto Valentim.

Cuiabá: Walter; João Lucas, Marllon (Uillian Correia 40’/2T), Paulão e Uendel; Camilo, Rafael Gava (Yuri Lima 21’/2T) e Pepê (Cabrera 17’/2T); Max (Clayson 18’/2T), Felipe Marques e Jenison (Élton 18’/2T).

– Técnico: Jorginho.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Após apontamento do TCE, Prefeitura de Cuiabá determina imediata apuração no Renda Solidária
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA