ESPORTES

Projeto “Escolinha de Futebol” transforma a realidade de alunos da rede pública de Cuiabá

Publicados

em

Todas as terças e quintas-feiras são especiais para cerca de 60 alunos da Escola Estadual Rodolfo Augusto Augusto Trechaud E. Curvo, localizada no bairro Paiaguás, em Cuiabá. É dia de treinar no Projeto Escolinha de Futebol, realizado pela Associação Mato-grossense de Magistrados (Amam) em parceria com o Programa de Ação Social da Unimed Cuiabá (PróUnim) e a Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja).

escolinhaFutebolEste é o quarto ano do projeto, que começou em 2012. Os meninos, com idades entre 7 e 14 anos, devem estar matriculados na escola. Para continuar participando, precisam apresentar bom comportamento em sala de aula e boas notas. Aproximadamente 300 crianças já passaram pela escolinha desde o início. Alguns, inclusive, jogam nas categorias de base de times como o Mixto e o Cuiabá.

Estudante do 6º ano, Brendo Ricardo Rodrigues Padilha, de 11 anos, participa da escolinha há três anos. Seu sonho é ser jogador de futebol e brilhar como o atacante Neymar, seu ídolo. "Amo jogar futebol. Na escolinha tenho a oportunidade de praticar, conhecer novos amigos e aprender", conta. 

Também há três anos na escolinha, Helton Araújo Rodrigues, de 12 anos, é um exemplo de como o esporte pode melhorar a vida das pessoas. Quando entrou para o projeto era tido como brigão na escola. Hoje, seu comportamento é outro. As brigas ficaram para trás. "Aprendi muito aqui, a ficar mais calmo e ter mais respeito. Minha mãe fica muito contente e faz questão de sempre me apoiar e acompanhar nos campeonatos que participamos".

Segundo o treinador, Gerson Lopes, o objetivo do projeto é muito mais do que ensinar futebol aos meninos, mas sim, transformá-los em cidadãos. "O esporte ensina muito mais que a prática, ensina a trabalhar em equipe, ter respeito pelo próximo e determinação para conquistar seus sonhos com trabalho e esforço", explica.

As aulas são realizadas no campo de futebol da Amam, que fica próxima à escola. "É muito gratificante para a entidade contribuir na formação destes jovens, que lá na frente serão cidadãos conscientes e bem formados", pontua o presidente da Amam, José Arimatéa

Os alunos também participam de palestras educativas realizadas mensalmente e que abordam temas como sexualidade, educação e drogas, entre outros. O desempenho nas atividades é avaliado de perto pelo treinador. Também é feita uma avaliação trimestral, com o envolvimento dos parceiros do projeto.  

Campeonatos – Além dos treinos, a escolinha participa frequentemente de campeonatos. Em um deles, os meninos foram campeões nas categorias sub 9 e sub 11. No dia 26 de junho, disputarão mais uma final. A partida será na Escola Patronato Santo Antônio, a partir das 15h.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mato-grossense 2ª Divisão 2020: Conheceremos os finalistas neste domingo

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

ESPORTES

COT do Pari; Cuiabá Arsenal está cada vez mais próximo de conseguir cessão

Publicados

em

As conversas que já ocorrem desde 2019, chegaram em uma fase mais avançada com a Secretária de Infraestrutura. Para o encontro com o secretário adjunto de obras especiais da SINFRA, Isaac Nascimento Filho, foi levado uma apresentação de sustentabilidade para que ela possa ser apresentada ao Governador. Além disso, o time está reunindo mais de sessenta cartas de instituições nacionais e internacionais que apoiam a iniciativa.

No Brasil, a reconstrução do COT junto a um time de futebol americano será algo inovador e pioneiro, e para o Cuiabá Arsenal, o local irá além de um espaço para treinos e eventos esportivos, podendo tornar-se uma potência esportiva, econômica e referência em cidadania. A equipe acredita que, com o projeto ocorrerá a promoção social, atendendo as necessidades presentes e ainda ampliando as oportunidades para futuras gerações.

De início, a equipe propõe a limpeza geral, reconstrução do campo, iluminação e isolamento das áreas que oferecem risco. Após isso, os trabalhos serão tomados por setores. De modo que, mesmo sem a finalização total da reforma, o COT possa ser utilizado por partes, observando sempre os critérios de segurança.

Conforme informações da SINFRA, eles estão realizando trabalhos para retomada da obra. Atualmente, já foi solicitada uma limpeza no local e também será realizada nas próximas semanas uma licitação para a construção do muro, reinstalação da energia e adição de segurança no local.

O COT

Construído inicialmente para ser o maior estádio de Várzea Grande, o COT do Pari teve seu projeto mudado até a Copa do Mundo de 2014, mas não foi finalizado. Atualmente seu valo chega a R$ 31,7 milhões, sendo R$ 21 milhões já pagos à construtora. O Cuiabá Arsenal pretende analisar e readequar o projeto com objetivo de que seja um centro de treinamento e arena completamente funcional.

O CUIABÁ ARSENAL

O Cuiabá Arsenal é uma associação sem fins lucrativos, que além de declarada de utilidade pública pelo município de Cuiabá pela Lei 6.049/2016 e pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso pela Lei 10.921/2019, pelos seus trabalhos na área social e desportiva já realizados, possui forte atuação social em Várzea Grande-MT.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mato-grossense 2ª Divisão 2020: Conheceremos os finalistas neste domingo
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA