REVOLTA NO MUNDO DO FUTEBOL

Projeto da Superliga Europeia desmorona

Publicados

em

Menos de 24 horas depois do comunicado publicado pelos clubes participantes da Superliga Europeia sobre a criação da competição, o mundo do futebol se voltou contra o novo torneio. Imprensa, ex-jogadores e jogadores, alguns até de clubes que jogariam a Superliga, se posicionaram contra o Campeonato, e os planos para se criar uma Superliga com gigantes do futebol europeu desmoronaram nesta quarta-feira.

Os seis times ingleses que iriam participar da competição desistiram do projeto na terça-feira. Nesta quarta, foi a vez dos clubes italianos, Internazionale, Milan e Juventus e o Atlético de Madrid, da Espanha, abandonarem o projeto. Com isso, sobraram apenas Barcelona e Real Madrid.

Mas o presidente da Juventus, o empresário Andrea Agnelli, admitiu nesta quarta-feira que o projeto da Superliga não deve prosseguir.

Para ser franco e honesto, não. Evidentemente esse não é o caso“, disse o dirigente ao ser perguntado sobre a continuidade dele.

Continuo convencido da beleza daquele projeto, do valor que teria desenvolvido para a pirâmide, da criação da melhor competição do mundo, mas evidentemente não. Não acho que esse projeto ainda esteja em pé“.

O presidente da Juventus, que renunciou ao cargo de presidente da Associação de Clubes Europeus, era um dos artífices da proposta e virou alvo da Uefa, entidade que comanda o futebol europeu. O presidente da Uefa, o esloveno Aleksander Ceferin, chamou Agnelli de “cobra e mentiroso” na última segunda-feira, dia seguinte ao anúncio dos planos da Superliga.

Nos falamos no sábado e Agnelli disse que os boatos sobre a Superliga eram apenas boatos. Depois não me atendeu mais“, disse Ceferin em entrevista ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport, acusando o compadre de jogo duplo.

Agnelli é uma das minhas maiores decepções, de fato a maior. Eu nunca vi uma pessoa que poderia mentir assim o tempo todo, é realmente incrível“, completou.

Ao anunciar a sua saída do projeto da Superliga Europeia, o Atlético de Madrid disse que a harmonia é essencial entre o clube e a torcida e acrescentou que a equipe titular e o técnico argentino Diego Simeone apoiaram a decisão porqueo mérito esportivo deve prevalecer sobre qualquer outro critério.

No seu comunicado oficial da desistência, a Internazionale afirmou estar empenhado em oferecer aos torcedores a melhor experiência futebolística, acrescentando:

Nosso compromisso com todas as partes interessadas para melhorar a indústria do futebol nunca mudará“.

Horas depois, o Milan seguiu o mesmo caminho, oficializando a sua saída que já era esperado desde segunda-feira. O tradicional clube italiano indicou que aceitou o convite para a liga pensando em oferecer a melhor competição europeia possível para o os torcedores, mas que voltou atrás pela reação dos apaixonados pelo esporte.

As vozes e as preocupações dos fãs de todo o mundo foram claramente expressas sobre a Superliga e o Milan deve ser sensível à voz daqueles que amam este esporte maravilhoso, destacou.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Inscrições abertas para torneio de tênis em Primavera do Leste
Propaganda

ESPORTES

Mutum e Operário empatam sem gols no jogo de ida da semifinal

Publicados

em

Nova Mutum e Clube Esportivo Operário Várzea-grandense empataram em 0 a 0 no jogo de ida das semifinais do Campeonato Mato-grossense. O duelo foi na tarde desta terça-feira (04) no estádio Valdir Doilho Wons. O jogo de volta será às 9 horas de sábado (08) no Dito Souza, Cristo Rei, em Várzea Grande.

O Azulão da Massa bem que tentou abrir o placar e criou várias situações de gols, mas pecou nas finalizações. O comandante técnico Willian de Mattia não conformou com a falta de tranquilidade de seus homens em campo, principalmente os atacantes.

É uma decisão de campeonato e não pode cometer esses erros que aconteceram nesse primeiro tempo. Vou conversar com o elenco e pedir mais empenho nas finalizações, disse.

O Tricolor Várzea-grandense procurou se defender e explorar os contra-ataques, mas não foi bem. E aos 40 perdeu o lateral esquerdo Lucas Evangelista, que não teve alternativa se não parar a jogada de ataque do atacante Wandinho. O árbitro não pensou duas vezes e aplicou o vermelho, já que o jogador já tinha recebido o amarelo no começo do jogo.

Na etapa final o time da casa continuou pressionando o Tricolor Várzea-grandense, mas os erros da etapa inicial persistiram. Melhor para o time visitante, que a exemplo do primeiro tempo avançava nos contra-ataques, mas sem objetividade nas finalizações.

Eles voltam a se enfrentar na manhã do próximo sábado no Dito Souza e um novo empate decisão nos tiros livres. O Cuiabá levou a melhor e venceu por 2 a 0 o Ação na manhã do último domingo e volta a jogar no próximo domingo (09) na Arena Pantanal com a vantagem do empate para ser finalista.

Ficha técnica

Local: Estádio Valdir Doilho Wons, Nova Mutum
Árbitro: Rafael Odilio Ramos dos Santos.
Assistentes: Renan Antonio Angelim Rodrigues e Marcelo Grando.
Quarto árbitro: Antonio José Molina.
Cartões amarelos: Jorge (NM); Lucas Evangelista e Jeferson (Ope)
Cartão Vermelho: Lucas Evangelista (Ope)

NOVA MUTUM – Gabriel; Cristian (Alexandre), Taison, Jorge e Bruno; Miranda, Erick, Willians (Welder) e Cris; Fernandinho (Alexandro) e Wandinho (Abú).

Técnico: Willian de Mattia.

OPERÁRIO – Elias; Matheus, Boré, Negueti e Lucas Evangelista; Odair, Lucas Cardoso (Felipe Tchelé), Jeferson e Tony Júnior (Vinícius); Luan (Fabinho) e Wellisson (Carlos Alberto).

Técnico: Leocir Dall Astra.

(Diário de Cuiabá)

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Copa FMF 2019: Federação divulga locais, datas e horários e arbitragem
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA