ESPORTES

Mixto – Elias a espera de um milagre

Publicados

em

Contratado para salvar o Mixto do rebaixamento o ex-jogador Elias Rosa tem o desafio de provar que ‘santo de casa faz milagre sim’. Há uma semana no comando técnico do Alvinegro da Vargas, em substituição a Flávio Barros, ele não hesita em garantir que irá tirar o time da atual situação.

ELIAS-300x200-2Eu não tenho nada a ver com este momento que o Mixto está passando. Não fui eu que coloquei a equipe nesta situação, mas prometo e confio que irei livrar o time do rebaixamento. Estamos trabalhando muito para conquistarmos a vitória em cima do Poconé. Apesar do tempo ser curto, mas confio muito no fator motivacional do grupo para vencermos os dois jogos restantes, contra o Poconé e Operário”, ressalta o ex-jogador.

No momento, o Mixto é o lanterna da Chave A com apenas três pontos somados na tabela de classificação em 18 disputados. Em seis jogos disputados, a equipe acumula três empates, três derrotas e nenhum vitória. A defesa já levou dez gols, o ataque só marcou cinco, tendo um saldo negativo de menos cinco gols.

Para se livrar da queda à Segunda Divisão, o Alvinegro precisará vencer os dois últimos jogos e ainda torcer por tropeços dos adversários como o próprio Poconé, próximo rival, Sinop e o Luverdense, que hoje é o penúltimo colocado do grupo com seis pontos.

Ainda estou conhecendo os jogadores. Tem alguns que eu ainda não sei nem o nome. Para ser leal com meus atletas, estou observando todos eles. Mas na minha mente já tenho uma equipe que pode sair jogando. Vou aproveitar o máximo para conhecer cada um deles”, disse, destacando que irá conversar em particular com o meia-atacante paraguaio Roddy Benitez, de apenas 21 anos.

De acordo com Elias, o jogador não está rendendo o que tinha ouvido falar de sua qualidade. “Vou procurar o Benitez e ver o que está acontecendo. Falam muito de sua qualidade técnica, mas ainda não vi tudo isso nos treinamentos. Precisa render mais”, disse.-(Craques do Radio)

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Sinop perde quatro pontos, cai duas posições e dá sobrevida ao Mixto

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

ESPORTES

Eliminatórias da Copa não terá público nesta quinta-feira

Publicados

em

Para facilitar a logística e otimizar o tempo de preparação da Seleção Brasileira de Futebol, a cidade de Quito no Equador, começou a receber os primeiros integrantes da Seleção Brasileira, para os próximos dois jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar.

A primeira leva a desembarcar na capital equatoriana teve o meia Éverton Ribeiro e o atacante Gabigol, ambos do Flamengo, além do técnico Tite e dos membros da comissão técnica da Seleção. A primeira partida será contra a seleção dona da casa o Equador, nesta quinta-feira e contra o Paraguai na próxima terça-feira (1) no Mineirão.

Os demais atletas, todos que atuam na Europa, viajaram em voo fretado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A única exceção é o goleiro Weverton, do Palmeiras, que jogou neste domingo e também viaja nesta segunda, em voo de carreira.

O Comitê de Operações de Emergência (COE) do Equador decidiu que a partida entre a seleção local e o Brasil, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar, ocorrerá sem público. A bola rola na quinta-feira, às 18h (de Brasília), no Estádio Rodrigo Paz Delgado, também conhecido como Casa Blanca, em Quito.

A Federação Equatoriana de Futebol (FEF) tinha solicitado às autoridades de saúde do país a liberação de 60% da capacidade do estádio, que ao todo comporta aproximadamente 40 mil pessoas. A entidade citou em seus argumentos até mesmo o fato de que a Seleção Brasileira terá disponível 100% da capacidade do Mineirão para o seu próximo jogo, no dia . Mesmo assim, o pedido foi negado.

De acordo com as análises realizadas e conforme as informações técnicas disponíveis e a situação epidemiológica atual, a sugestão é que a partida se realize sem público a fim de preservar a saúde e o bem-estar da população, evitando um possível pico nos casos de Covid-19“, informou a COE em seu comunicado.

Quito anunciouAlerta Laranja em razão da Pandemia de Covid-19 entre os dias 24 e 31 de janeiro, o que limita a capacidade de locais como bares e restaurantes a 30% da capacidade, sempre seguindo protocolos de segurança. O Alerta Laranja é o segundo mais grave, atrás somente do Vermelho. Também há Amarelo e Verde“.

A Federação Equatoriana já tinha comercializado aproximadamente 20 mil ingressos em dezembro e precisará reembolsar os torcedores.

O jogo contra o Brasil, que já está classificado para o Mundial, vale pela 15ª rodada das Eliminatórias. A seleção equatoriana está em terceiro na classificação, com 23 pontos. Caso vença o Brasil, precisará somar só mais um ponto nas três rodadas finais para sacramentar sua vaga no Qatar.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Grupo Globo não poderá mostrar 19% das partidas do torneio no seu sistema de pay-per-view
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA