PROVA DE FOGO

Dudu Cuiabano será colocado na “fogueira” em 2021

Publicados

em

Com três anos de experiência no Circuito Nacional Tennis Kids e 17 troféus brasileiros na bagagem, Livas Eduardo Damazio, o ‘Dudu Cuiabano’, prestes a fazer 11 anos de idade, se prepara para subir precocemente do Tennis Kids para o Infanto-Juvenil com o intuito de desenvolver habilidades psicológicas. E, mesmo tendo idade para permanecer por mais um ano no Tennis Kids, passará a enfrentar adversários maiores e um ano mais velhos do Infanto-Juvenil, na categoria 12 anos, já nos primeiros dias de janeiro de 2021.

Queremos tirá-lo da zona de conforto para colocá-lo numa zona de desconforto. Ele poderia ficar mais um ano no Tennis Kids, jogar na categoria 11 anos, com possibilidade de fechar o ano novamente como líder, mas preferimos tirá-lo desse cenário de vitórias para colocá-lo num outro contexto, numa situação onde precisará lidar com derrotas, com adversários num nível acima e em administrar tabela e jogos estando atrás no placar“, avalia o pai e treinador da academia Tennis Company, Livas Tarcilio Damazio.

Dudu Cuiabano faz parte da 3ª geração de tenistas da família. Seu avô e professor de tênis, Nivaldo Teodósio, os tios-avôs, o pai e professor de tênis, Livas Tarcilio Damazio, os tios, o irmão e os primos praticam tênis faz décadas. E Dudu ainda tem por trás todo o respaldo de uma equipe profissional multidisciplinar, o preparador físico, Robson Silva, o fisioterapeuta, Adam Phillipe, a psicóloga esportiva, Pamella Braz e o treinador, Livas Tarcilio. Todos focados em apoiar o desenvolvimento da carreira profissional do tenista.

Enfrentarei atletas mais velhos e mais experientes. Eles jogam mais agressivos do que o pessoal da minha idade, mas não vou me intimidar e vou pra cima deles. Será um ano desafiador. Vou jogar livre e sem o peso da obrigação de ter de vencer. Eles é que tem a obrigação de me vencer, então vou jogar mais solto e arriscar mais. Poder jogar mais leve poderá ser uma vantagem em meu favor. E jogar numa categoria acima me ajudará a avaliar meus treinos. Eu quero ser o melhor tenista da história, conta Dudu Cuiabano.

Dudu Cuiabano pratica tênis desde os cinco anos e aos oito anos começou a disputar o Circuito Nacional Tennis Kids, passou primeiro pela categoria 8 anos (2018), depois pela 9 anos (2019) e, na sequência, pela 10 anos (2020). Tendo conquistado cinco troféus em 2018, depois oito troféus em 2019 e mais quatro troféus em 2020 (antes de estourar a Pandemia Covid-19). Além disso, conquista pódios no Circuito Estadual de Tênis de Mato Grosso e fechou 2020 como campeão do ranking da 2ª Classe (adulta).

Dudu vem de dois anos como líder de categoria no Tennis Kids nacional. Então ele sabe como é jogar sendo o super favorito, sabe entrar em quadra confiante da vitória, sabe usar táticas de quem predomina na partida, mas ainda não sabe como é jogar não sendo o favorito, tendo que enfrentar adversários mais fortes e suportar táticas impostas sobre ele. Não sabemos como reagirá frente às derrotas, se irá se sentir frustrado e recuará ou se reagirá e avançará para cima dos treinos, jogos e oponentes, diz o treinador.

O Tênis é um esporte individual, com partidas de longa duração, alta complexidade de movimentos e precisão, disputado em quatro dimensões: a física, a técnica, a tática e a psicológica. E, nessa última, o tenista vivencia emoções positivas e negativas. Em que a vitória provoca satisfação, orgulho, alegria e eleva a autoconfiança, mas, ao contrário, a derrota causa raiva, frustração, depressão e pode diminuir o nível de autoconfiança do atleta, principalmente se experimentar uma sequência de perdas.

Quanto melhor estruturado for o diálogo interior durante a partida, mais eficaz será o jogo do tenista. Na psicologia do esporte, nós trabalhamos o controle mental do atleta sempre com foco no bem-estar e rendimento. É importante que se estabeleçam metas realistas, porém desafiadoras. E são esses dois fatores que o treinador alinhou, um novo desafio alcançável. O próprio Dudu prefere jogar com tenistas mais fortes. Isso faz com que ele se ative melhor, aumente a concentração e autoconfiança, explica a psicóloga esportiva, Pamella Braz.

Primeiros Desafios 2021 (Infanto-Juvenil – 12 anos)

1. 1ª Etapa do Circuito Centro-Oeste de Tênis, de 08 a 11 de janeiro de 2021, na Associação Goiana de Tênis (AGT), em Goiânia (GO);
2. 2ª Etapa do Circuito Centro-Oeste de Tênis, de 12 a 16 de janeiro, na Associação Goiana de Tênis (AGT), em Goiânia (GO);
3. 3ª Etapa do Circuito Centro-Oeste de Tênis, de 17 a 21 de janeiro, no Brasília Country Clube, em Brasília (DF);
4. 4ª Etapa do Circuito Centro-Oeste de Tênis, de 22 a 26 de janeiro, no Brasília Country Clube, em Brasília (DF);
5. 29ª Copa São Paulo de Tênis – Troféu Marília Silberberg, de 25 a 31 de janeiro de 2021, no Clube Paineiras do Morumby e no São Paulo Futebol Clube, em São Paulo (SP).

Troféus 2020 (Tennis Kids – 10 anos)

1. Campeão de simples no 50° Banana Bowl, de 13 a 16 de fevereiro de 2020, na Sociedade Recreativa Mampituba, em Criciúma (SC);
2. Campeão de duplas no 50° Banana Bowl, de 13 a 16/02, na Sociedade Recreativa Mampituba, em Criciúma (SC). Junto com Thiago Santana (10 anos, Cotia-SP);
3. Campeão de simples no Brasil Juniors Cup, de 06 a 09/02, na Associação Leopoldina Juvenil, em Porto Alegre (RS);
4. Vice-campeão de duplas no Brasil Juniors Cup, de 06 a 09/02, na Associação Leopoldina Juvenil, em Porto Alegre (RS). Junto com Enzo Prediger (9 anos, Florianópolis-SC).

Troféus 2019 (Tennis Kids – 9 anos)

1. Campeão de simples na 2ª etapa do Circuito Sul-Brasileiro de Tênis, de 09 a 13 de janeiro de 2019, no Londrina Country Clube, em Londrina (PR);
2. Campeão de duplas no 49° Banana Bowl, de 14 a 16 de fevereiro, na Sociedade Recreativa Mampituba, em Criciúma (SC);
3. Vice-campeão de simples no Brasil Juniors Cup (Copa Gerdau), de 21 a 24 de fevereiro, na Associação Leopoldina Juvenil, em Porto Alegre (RS);
4. Campeão de duplas no Brasil Juniors Cup (Copa Gerdau), de 21 a 24 de fevereiro, na Associação Leopoldina Juvenil, em Porto Alegre (RS);
5. Campeão de simples no Campeonato Brasileiro de Tênis – Brasileirão, de 15 a 28 de julho, no Praia Clube, em Uberlândia (MG);
6. Vice-campeão de duplas no Campeonato Brasileiro de Tênis – Brasileirão, de 15 a 28 de julho, no Praia Clube, em Uberlândia (MG);
7. Campeão de simples no Circuito Nacional CBT – Etapa Goiânia, de 30 de agosto até 08 de setembro, em Aparecida de Goiânia (GO);
8. Campeão de simples na Copa Guga, de 06 a 13 de outubro de 2019, no Clube 12 De Agosto e no Jurere Sport Center, em Florianópolis (SC).

Troféus 2018 (Tennis Kids – 8 anos)

1. Campeão de simples na 35° edição do Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre, a Copa Gerdau, de 26 de fevereiro até 04 de março de 2018, na Associação Leopoldina Juvenil de Porto Alegre (RS);
2. Campeão de duplas na 35° edição do Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre, a Copa Gerdau, de 26/02 a 04/03, na Associação Leopoldina Juvenil de Porto Alegre (RS). Junto com Enzo Galvão, 7 anos, cuiabano;
3. Campeão de simples do Campeonato Brasileiro de Tênis 2018 (o Brasileirão), de 16 a 29 de julho, no Praia Clube, em Uberlândia (MG);
4. Campeão de simples na Copa Santa Catarina, de 05 a 14 de outubro, no Itamirim Clube de Campo, em Itajaí (SC);
5. Campeão de duplas na Copa Santa Catarina, de 05 a 14 de outubro de 2018, no Itamirim Clube de Campo, em Itajaí (SC). Junto com Bernardo Almeida.

Fotos – Junior Martins

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Órgãos de segurança definem Plano de Ação para a final da Série C
Propaganda

ESPORTES

Fause Chauchar fala sobre a reestruturação do Mixto e o plano para 2021

Publicados

em

Os apresentadores Rosenil Luiz e Paulo Fanaia entrevistaram o vice-presidente financeiro do Mixto, Dr. Fause Chauchar. A matéria foi exibida no programa esportivo Bola & Amigos, da da TV Mato Grosso

Fause disse que o ano de 2021 será uma etapa de reorganização do Tigre.

Esse ano é o ano de reestruturação do Alvinegro. Vamos montar um time bom para subir para a Primeira Divisão, fazer uma administração focada em gestão profissional“.

O dirigente mixtense falou também sobre o movimento dos torcedores que elevou o clube de nível na Timemania (loteria esportiva), colocando-o entre os 40 mais apostados do Brasil e possibilitando a agremiação cuiabana receber cerca R$ 700 mil para pagamento de débitos.

O grande patrimônio do clube é a torcida, é um clube do povo, nós não somos um clube empresa. A torcida tem abraçado a causa, um grande exemplo é a Timemania, uma colaboração gigantesca. Para quem não sabe, o dinheiro da Timemania é todo para pagar a dívida do Mixto, a gente da diretoria não tem acesso a esse dinheiro. A torcida entendeu que é a torcida que vai levantar o clube“.

Chauchar reafirmou por diversas vezes as prioridades que o clube determinado.

Estamos revendo toda a parte administrativa e conseguindo alguns patrocínios, mesmo que, infelizmente, estejamos sem calendário“.

Sobre a equipe que vai disputar a Segunda Divisão do Campeonato Mato-grossense, prevista para junho, o vice-presidente reafirmou o compromisso do técnico Eduardo Henrique com o Alvinegro.

Ele vai voltar para o Mixto, está tudo certo. Vai acabar o Mato-grossense e ele volta e vai ser o técnico do Mixto na Segunda Divisão“.

Falou também que existe um planejamento do futebol do Branco e Preto, que, segundo Fause, foi desenhado em acordado com o Eduardo Henrique.

Vamos acompanhar o campeonato estadual (Mato-grossense 1ª Divisão), vamos buscar os jogadores que se destacarem e tentar contratar os que tiverem interesse no projeto. Vamos aproveitar também o trabalho que já temos no Sub-19, vamos aproveitar também esses guris, de preferência. Dependendo de como vai estar o financeiro, podemos trazer alguma peça específica de fora, diferenciado, mas, para manter no clube. A intenção é manter esses jogadores já para o Estadual, se a gente subir, para o ano seguinte. Não queremos ficar nessa de monta time e depois manda tudo embora e depois monta de novo em cima da hora e fica sem time nenhum, fica essa bola de neve“.

Sobre o CT Ranulpho Paes de Barros, Chauchar explicou que está sendo negociada uma parceria com os irmãos Paes de Barros, proprietários da estrutura que homenageia o histórico ex-presidente do clube.

A estrutura lá é muito boa, tem dois campos oficiais, alojamento para a base. Temos que investir na base. Futebol hoje em dia passa pela base“.

Por fim, o gestor do Tigre lembrou de seu amor pelo futebol e sua história com o Mixto. Concluiu dizendo onde sonha em ver o Mais Querido e por fim, como médico cardiologista, deixou um recado sobre a importância da vacinação de todos.

A gente quer fazer o Mixto voltar, se Deus quiser, a disputar a primeira divisão do Brasileirão. Começar de vagar, como tudo deve ser, com planejamento, Série D, Série C… nós contamos com o apoio da torcida, a gente quer que, quando acabar a pandemia, o torcedor volte para o estádio. Primeiro na Segunda Divisão, se Deus quiser já com a vacina e todos vacinados e de repente já no Dutrinha. Queremos mandar os jogos da Segunda Divisão no Dutrinha“.

– (MixtoNet)

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Cuiabá vence Luverdense e sai na frente da decisão na Copa MT 2019
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA