NO ÚLTIMO MINUTO

Dourado evita derrota com gol no fim contra Macaca

Publicados

em

Nesta segunda-feira (11), jogando pela pela 34.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, em duelo direto na briga pelo acesso, o Cuiabá confirmou a boa campanha contra times paulistas na temporada 2020 ao buscar o empate por 2 a 2 diante da Ponte Preta de Campinas no Estádio Moisés Lucarelli. Agora são sete jogos, com quatro vitórias, dois empates e apenas uma derrota diante de equipes de São Paulo.

E faltando cinco jogos para acabar o torneio, os paulistas, na 8ª posição com 47 pontos, dependiam de um aproveitamento de 100% para tentar o acesso. Eram cinco pontos de distância do G-4, com apenas 15 em disputa. O dourado cuiabano em 3º com 54 pontos, buscavam se manter dentro do grupo que subirá à elite do futebol nacional na próxima temporada. Nesse confronto, ninguém se deu bem.

O empate em 2 a 2, com gols de Tiago Orobó e Bruno Rodrigues para a Ponte Preta e Jenison e Marcinho para o Cuiabá, foi ruim para os dois.

Com o resultado, o Cuiabá ficou em terceiro lugar, com 55 pontos e três de vantagem para o Juventude, primeiro clube fora do G4. A Ponte Preta, por outro lado, viu o acesso ficar ainda mais distante. O clube campineiro ficou com 48. O CSA, em quarto, tem 52. Antes, durante e depois do confronto, os jogadores da Ponte não deram entrevista devido aos salários atrasados. A ação foi uma forma de pressionar a diretoria.

O JOGO

O jogo começou movimentado, com boas chances para ambos os lados, a Ponte Preta acabou sendo mais eficaz e abriu o placar logo aos 24 minutos. Guilherme Pato fez cruzamento perfeito para Bruno Rodrigues, que cabeceou com força. O goleiro João Carlos se atrapalhou e acabou entrando com a bola e tudo.

O time campineiro ainda teve a oportunidade com Camilo, que aproveitou a tentativa de Bruno Rodrigues para aparecer na frente de João Carlos. Desta vez, o goleiro fez um milagre com os pés. A resposta foi imediata. Anderson Conceição recebeu dentro da área e parou em Ygor Vinhas. Na sobra, Elton chutou e viu Luizão tirar em cima da linha.

Ainda no primeiro tempo, um fato curioso aconteceu no Moisés Lucarelli. O sistema de irrigação do Estádio foi acionado e a água acabou acertando os jogadores. Com o calor em Campinas, apesar do tempo chuvoso, ninguém reclamou e o jogo seguiu normalmente.

BELO GOL NO FIM

No segundo tempo, o Cuiabá foi com tudo para cima e precisou de nove minutos para empatar. Marcinho recebeu de Elton e chutou em cima de Felipe Marques. A sobrou voltou para o próprio atacante, que contou com um desvio de Luizão para colocar a bola no fundo das redes.

Assim como no clássico contra o Guarani, a Ponte Preta recuou e acabou castigada. O gol abalou ainda mais o clube campineiro, que demorou para equilibrar as ações com o Cuiabá. Mas quando conseguiu, marcou. Aos 35 minutos, Yuri colocou a bola na cabeça de Tiago Orobó, que testou o para fazer 2 a 1.

Mas a festa da Ponte não durou muito. Aos 39 minutos, Romário fez linda jogada e acionou Jenison. O atacante deixou a marcação para trás e acertou um bonito chute para empatar. Após o gol, o jogo se transformou em ataque contra a defesa. O Cuiabá foi para cima e, no último lance, Maxwell tropeçou nas próprias pernas, mas chutou e ficou em Ygor Vinhas. O time do Mato Grosso ainda ficou pedindo pênalti de Luizão no lance, mas o árbitro nada deu e encerrou o duelo.

Na próxima rodada, o Cuiabá enfrenta o Guarani na quinta-feira, às 21h30, na Arena Pantanal. No domingo, a Ponte Preta recebe o Náutico, às 16h, no Moisés Lucarelli.

PONTE PRETA 2 X 2 CUIABÁ

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 11 de janeiro (segunda-feira)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
GOLS: Bruno Rodrigues, aos 24min do 1ºT; Marcinho, aos 9, Tiago Orobó, aos 35, e Janilson, aos 39min do 2ºT
Cartões amarelos: Elvis e Lucas Ramon (Cuiabá)

PONTE PRETA – Ygor Vinhas; Apodi, Luizão, Wellington Carvalho e Yuri; Vinícius Zanocelo, Barreto e Camilo (Luan Dias); Bruno Rodrigues, Matheus Peixoto (João Veras) e Guilherme Pato (Tiago Orobó)
– Técnico: Fábio Moreno

CUIABÁ – João Carlos; Lucas Ramon, Ednei, Anderson Conceição e Romário; Auremir, Matheus Barbosa (Elvis) e Rafael Gava (Pierini); Felipe Marques (Maxwell, depois Yago), Elton (Jenison) e Marcinho
– Técnico: Allan Aal

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Estabelecimentos comerciais classificado como "não" essencial esta impedido de funcionar na quarentena
Propaganda

ESPORTES

Fause Chauchar fala sobre a reestruturação do Mixto e o plano para 2021

Publicados

em

Os apresentadores Rosenil Luiz e Paulo Fanaia entrevistaram o vice-presidente financeiro do Mixto, Dr. Fause Chauchar. A matéria foi exibida no programa esportivo Bola & Amigos, da da TV Mato Grosso

Fause disse que o ano de 2021 será uma etapa de reorganização do Tigre.

Esse ano é o ano de reestruturação do Alvinegro. Vamos montar um time bom para subir para a Primeira Divisão, fazer uma administração focada em gestão profissional“.

O dirigente mixtense falou também sobre o movimento dos torcedores que elevou o clube de nível na Timemania (loteria esportiva), colocando-o entre os 40 mais apostados do Brasil e possibilitando a agremiação cuiabana receber cerca R$ 700 mil para pagamento de débitos.

O grande patrimônio do clube é a torcida, é um clube do povo, nós não somos um clube empresa. A torcida tem abraçado a causa, um grande exemplo é a Timemania, uma colaboração gigantesca. Para quem não sabe, o dinheiro da Timemania é todo para pagar a dívida do Mixto, a gente da diretoria não tem acesso a esse dinheiro. A torcida entendeu que é a torcida que vai levantar o clube“.

Chauchar reafirmou por diversas vezes as prioridades que o clube determinado.

Estamos revendo toda a parte administrativa e conseguindo alguns patrocínios, mesmo que, infelizmente, estejamos sem calendário“.

Sobre a equipe que vai disputar a Segunda Divisão do Campeonato Mato-grossense, prevista para junho, o vice-presidente reafirmou o compromisso do técnico Eduardo Henrique com o Alvinegro.

Ele vai voltar para o Mixto, está tudo certo. Vai acabar o Mato-grossense e ele volta e vai ser o técnico do Mixto na Segunda Divisão“.

Falou também que existe um planejamento do futebol do Branco e Preto, que, segundo Fause, foi desenhado em acordado com o Eduardo Henrique.

Vamos acompanhar o campeonato estadual (Mato-grossense 1ª Divisão), vamos buscar os jogadores que se destacarem e tentar contratar os que tiverem interesse no projeto. Vamos aproveitar também o trabalho que já temos no Sub-19, vamos aproveitar também esses guris, de preferência. Dependendo de como vai estar o financeiro, podemos trazer alguma peça específica de fora, diferenciado, mas, para manter no clube. A intenção é manter esses jogadores já para o Estadual, se a gente subir, para o ano seguinte. Não queremos ficar nessa de monta time e depois manda tudo embora e depois monta de novo em cima da hora e fica sem time nenhum, fica essa bola de neve“.

Sobre o CT Ranulpho Paes de Barros, Chauchar explicou que está sendo negociada uma parceria com os irmãos Paes de Barros, proprietários da estrutura que homenageia o histórico ex-presidente do clube.

A estrutura lá é muito boa, tem dois campos oficiais, alojamento para a base. Temos que investir na base. Futebol hoje em dia passa pela base“.

Por fim, o gestor do Tigre lembrou de seu amor pelo futebol e sua história com o Mixto. Concluiu dizendo onde sonha em ver o Mais Querido e por fim, como médico cardiologista, deixou um recado sobre a importância da vacinação de todos.

A gente quer fazer o Mixto voltar, se Deus quiser, a disputar a primeira divisão do Brasileirão. Começar de vagar, como tudo deve ser, com planejamento, Série D, Série C… nós contamos com o apoio da torcida, a gente quer que, quando acabar a pandemia, o torcedor volte para o estádio. Primeiro na Segunda Divisão, se Deus quiser já com a vacina e todos vacinados e de repente já no Dutrinha. Queremos mandar os jogos da Segunda Divisão no Dutrinha“.

– (MixtoNet)

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Chicote da Fronteira disputa jogo que vale R$ 650 mil
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA