BRASILEIRO DE BOXE

Cuiabá fomenta prática do pugilismo e é palco de quatro campeonatos

Publicados

em

Os vencedores do 12º Campeonato Brasileiro de Boxe, 5º Campeonato Brasileiro de Boxe Feminino Juvenil, 13º Campeonato Brasileiro de Boxe Masculino Cadete e 1º Campeonato Brasileiro de Boxe Feminino Cadete, realizados na capital mato-grossense, foram conhecidos no fim de semana. Os atletas participaram do torneio que contou com apoio da Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer.

O ginásio Gustavo Cid Nunes Cunha, instalado no bairro Lixeira, recebeu as adequações necessárias para contemplar a disputa, que reuniu os melhores atletas da categoria de base no país, representando de 18 Estados.

O evento na capital foi o primeiro torneio realizado após a suspensão das atividades em decorrência da Pandemia do Coronavírus e, Cuiabá, marcou presença conquistando medalhas de bronze. Uma delas foi a do competidor, Samuel Antônio de Jesus Ferreira, 16 anos, que alcançou o terceiro lugar na categoria 54 quilos.

Estava esperando ansiosamente por esse torneio. Comecei a treinar há pouco mais de dois anos. Participei pensando em conquistar o primeiro lugar, mas não foi dessa vez. Vou treinar ainda mais para participar do campeonato nacional ainda esse ano, ressaltou Samuel.

A emoção tomou conta do jovem boxista Alisson da Silva, 15 anos, que ganhou medalha de ouro na categoria 50 kg. Ele representou o Estado da Bahia.

Emocionado, conta que apesar de já ter vencido em outros campeonatos e que já lhe renderam outras cinco premiações, na capital mato-grossense percebeu que a interação com o público foi intensa.

O público participa, e isso nos motiva”, declarou.

A participação no Campeonato Brasileiro Cadete (masculino e feminino) foi exclusiva para atletas não profissionais nascidos entre 2005 e 2006. Já a disputa no Campeonato Brasileiro Juvenil (masculino e feminino) destinou-se aos atletas não profissionais nascidos entre 2003 e 2004.

O Campeonato Brasileiro de Boxe é a mais tradicional e importante competição de pugilismo Olímpico do Brasil. O torneio nas categorias Cadete e Juvenil é essencial para promover o desenvolvimento do futuro do esporte nacional. Quem for campeão ou vice campeão tem a oportunidade de disputar fora do Brasil”, explicou diretor da Federação Mato-grossense de Boxe, Sebastião da Silva Borges.

Cuiabá é referência em abrigar as principais competições de base do boxe brasileiro. Assim como o boxe, a Prefeitura tem investido na realização de campeonatos e torneios a fim de incentivar a prática e valorizar os atletas aqui da capital. É motivo de grata satisfação saber que a capital está servindo de modelo para outras capitais do Brasil”, disse a secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob.

Confira abaixo o resultado das finais:

12º Campeonato Brasileiro de Boxe

Masculino Juvenil

51kg
Ederson Oliveira (SP) 4:1 Wendel Barbosa (RJ)

54kg
Ronald Ribeiro (ES) KO R1 Ricardo Souza (BA)

60kg
Pablo Capistrano (ES) 5:0 Daniel Pessoa (BA)

63,5kg
Hebert Soares (GO) 3:2 Paulo Mota (RJ)

67kg
Alyssonn Sylva (GO) 5:0 Maxwell Ferreira (SP)

75kg
Felipe Ignácio (SP) 3:2 Jomário Cruz (BA)

86kg
Ricardo Filho (ES) RSC R3 Iranildo Barbosa (PA)

5º Campeonato Brasileiro de Boxe Feminino Juvenil

51kg
Victoria Lima (SP) 5:0 Alana Lima (PA)

57kg
Rayssa Carneiro (PR) 5:0 Rafaela Silva (RR)

13º Campeonato Brasileiro de Boxe Masculino Cadete

50kg
Alisson Santos (BA) 4:0 Givaldo Neto (SC)

54kg
Kelvy Alecrim (SP) 4:1 Alecssandro Domingos (PB)

60kg
Samuel Santos (BA) 3:2 Luis Barcelos (RJ)

66kg
Bruno Dias (SE) 3:2 Allan Firmiano (SP)

75kg
Dimithely Lago (TO) 3:2 Bryan Almeida (SP)

1º Campeonato Brasileiro de Boxe Feminino Cadete

48kg
Nicoli Oliveira (SC) RSC R3 Liana Santos (BA)

52kg
Rayssa Antunes (RJ) RSC R3 Ketelyn Santos (SP)

60kg
Maria Jesus (BA) 3:2 Cristiane Costa (PA)

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Cuiabá acerta com Max, meia do Flamengo
Propaganda

ESPORTES

Dourado perde para o Furacão e cai para a 16ª posição

Publicados

em

Em confronto direto contra o rebaixamento, o Athletico (PR) fez valer o mando de campo, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), e venceu o Cuiabá, por 1 a 0, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro em jogo atrasado da 35ª rodada.

O gol da vitória foi marcado por Pedro Rocha, que praticamente confirmou a permanência do atual Campeão da Copa Sul-Americana na elite nacional e se afastou do Z-4, com 45 pontos somados. Já a equipe Auriverde aparece na 16ª posição, com 43 pontos.

O jogo

O Athletico ditou o ritmo do primeiro tempo na Arena da Baixada, mas encontrou dificuldades para furar o bloqueio adversário. Sem achar os espaços, a equipe paranaense optou pelas jogadas aéreas e pelos chute de média distância, estratégia que quase surtiu efeito na cabeçadas de Pedro Henrique e em arremate de Nikão. Do outro lado, o Cuiabá assustou em duas tentativas de Jenison, a primeira foi para fora e a segunda parou no goleiro Santos.

Depois das conversas nos vestiários, o Furacão manteve o domínio das ações, mas dessa vez foi efetivo no ataque para construir o resultado. Antes da rede balançar em Curitiba, Erick e Nikão tiveram chances para o time da casa. Mas foi com Pedro Rocha que o Athletico balançou as redes.

Aos 12 minutos, após cruzamento na área, o goleiro do Dourado afastou parcialmente o perigo e, no rebote, o atacante apareceu para completar para o fundo do gol: 1 a 0. Com a vantagem, o Rubro-Negro passou a cadenciar o jogo e conseguiu segurar a vitória até o apito final.

Com o resultado, o Furacão subiu para a 12ª colocação, com 45 pontos, e agora encara o Palmeiras, na próxima segunda-feira e pode sacramentar o risco matematicamente.

A situação do Cuiabá, que parecia confortável há algumas rodadas, ganhou uma reviravolta. O Dourado caiu para a 16ª posição, com 43, três pontos à frente do Bahia, que abre o Z4. Na próxima partida, recebe o Fortaleza.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

Athletico 1 x 0 Cuiabá

Local: Arena da Baixada, Curitiba-PR
​Data/horário: 03 de dezembro de 2021, às 19h (horário de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistente 1: Éder Alexandre (SC)
Assistente 2: Thiaggo Americano Labes (SC)
Quarto árbitro: Leonardo Sígari Zanon (PR)
VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Gols marcados: Pedro Rocha (1-0) (12’/2T)
Cartões amarelos: Nico González, Fernando Canesin (Athletico), Walter, Marllon, João Lucas, Rafael Gava, Clayson, Elton (Cuiabá)

Athletico Paranaense: Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Nicolás Hernández (Bissoli – intervalo); Marcinho, Erick, Léo Cittadini (Fernando Canesin 26’/2T) e Abner Vinícius; Terans (Pedrinho 35’/2T), Nikão e Pedro Rocha (Zé Ivaldo 35’/2T).

– Técnico: Alberto Valentim.

Cuiabá: Walter; João Lucas, Marllon (Uillian Correia 40’/2T), Paulão e Uendel; Camilo, Rafael Gava (Yuri Lima 21’/2T) e Pepê (Cabrera 17’/2T); Max (Clayson 18’/2T), Felipe Marques e Jenison (Élton 18’/2T).

– Técnico: Jorginho.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Sem folia, feriado de carnaval terá expediente normal em Cuiabá
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA