O CANECO É NOSSO

CBF homenageia Campeões Mundiais de 1970

Publicados

em

Em 21 de junho de 1970, a Seleção Brasileira goleou a Itália por 4 x 1, diante de 107 mil torcedores no Estádio Azteca, no México. Ali ocorreu a consagração da geração de Pelé, com o tricampeonato mundial, obtendo em definitivo a Taça Jules Rimet, a antecessora da atual Taça Fifa, o maior objeto de desejo no futebol. Aquele feito, numa campanha com seis vitórias em seis jogos, completou 50 anos. Período no qual o futebol se transformou bastante, mas com a história preservada.

Em um gesto de reconhecimento e agradecimento, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) preparou uma série de ações para homenagear os campeões e relembrar o feito realizado no México.

Temos muito orgulho dessa Seleção pelo legado que deixou e pela admiração que conquistou no mundo todo. Foi um time fantástico e que merece todas as homenagens. Gostaríamos de reuni-los novamente, como já fizemos em fevereiro, mas com essa impossibilidade preparamos várias ações para confraternizarmos com eles à distância. O mais importante é que possamos relembrar ao torcedor brasileiro o quão fantástica é esta equipe”, afirma o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

As festividades pelos 50 anos iniciaram em fevereiro, quando a CBF reuniu os atletas de 70 em um evento na sede da entidade. Além de um encontro de confraternização e um almoço, a ocasião serviu para inaugurar a estátua de Pelé no Museu Seleção Brasileira.

Outras atividades presenciais estavam previstas para a sequência, mas a Pandemia da Covid-19 não permitiu que eles fossem realizados.

Réplicas da taça aos Embaixadores da Seleção

Nada mais justo que cada Campeão do Mundo comemore em sua casa com uma Taça Jules Rimet. Por isso, a CBF enviou réplicas em miniatura para os protagonistas daquela conquista.

No mesmo pacote, cada jogador da Seleção de 70 recebeu um passaporte de Embaixador da Seleção Brasileira, uma forma de convidar a cada um para se tornar representante oficial da CBF em ações de cunho social, educativo e institucional. Por meio deste projeto, os atletas que conquistaram o Tri, e que tiverem interesse e disponibilidade, terão um contrato remunerado com a CBF e participarão desses eventos em consonância com suas possibilidades.

Quando se fala em futebol brasileiro, os Tricampeões de 70 são uma referência e uma memória indissociáveis. O talento dessa equipe brilhante gerou algumas das imagens mais icônicas da nossa Seleção. São os eternos Embaixadores da Seleção”, afirma Caboclo.

Além disso, o passaporte de Embaixador permite o acesso gratuito a todas as partidas de competições promovidas pela CBF, além de direito à passagens e hospedagem sempre que quiserem visitar a sede da CBF.

Casa do Futebol Brasileiro personalizada

A fachada da sede da CBF, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, foi personalizada com um banner gigante, que tem uma foto dos jogadores comemorando e os dizeres 50 anos do Tri! A Seleção que encantou o mundo. México 1970. Conhecido como a Casa do Futebol Brasileiro, o prédio, onde também fica o Museu Seleção Brasileira, já se tornou um tradicional mural de exposição dos grandes títulos do nosso futebol.

Campanha de mídia

A data dos 4 a 1 sobre a Itália, no Estádio Azteca, será lembrada nos principais jornais e revistas do país, que trarão uma capa retrô com a reprodução do que foi publicado por esses mesmos veículos em 22 de junho de 1970 (dia seguinte ao jogo final). E os colecionadores ainda ganharão um presente: o pôster da equipe campeã. Na TV, um comercial vai fazer uma viagem no tempo para entrar no clima daquela equipe espetacular. Um banner comemorativo estará na primeira página (home) dos maiores sites de notícia do país.

Surpresas digitais

O canal da CBF TV no Youtube disponibilizará um vídeo inédito, produzido especialmente para a data, em que a bola conta, em primeira pessoa, como foi conviver com os craques da Seleção de 70. Os perfis oficias no Twitter e Facebook trazem curiosidades e informações completas das partidas e jogadores que fizeram parte da trajetória.

No Instagram e Whastapp, a aposta é na interatividade. O filtro pra stories transforma a tela do celular em uma figurinha da Copa de 70. É só fazer uma pose de campeão do mundo e postar. Quem quiser salvar e usar pode fazer isso agora mesmo. Está no destaque do perfil @cbf_futebol. Além disso, na função GIF, é só digitar Seleção de 70 e as animações aparecem. Já no Whats está rolando uma coleção de stickers pra incrementar a troca de mensagens.

Pelé Eterno no Museu

Como parte do ano comemorativo, a CBF inaugurou, em fevereiro, a estátua de cera de Pelé no Museu Seleção Brasileira. A homenagem marcou o início das celebrações dos 50 anos do Tri e do 80º aniversário do maior jogador de todos os tempos. A peça foi aprovada pelo Rei em visita à casa dele, na Baixada Santista, e lançada com a presença de nove Campeões Mundiais que conquistaram a Copa ao lado de Pelé.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Farra no futebol acabou e Globo perde Libertadores
Propaganda

ESPORTES

Dourado bate Coelho pela 1ª vez e desencanta na Série B

Publicados

em

Após estrear com empate no Brasileirão da Série B, o Cuiabá duelou contra o América de Minas Gerais, no Estádio Independência, buscando a primeira vitória na competição.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) escalou árbitro Léo Simão Holanda no apito central, auxiliado por Cleberson do Nascimento Leite e Eleutério Felipe Marques Junior, todos do Estado do Ceará (CE).

Coelho acabou sendo superado por 1 a 0 pelo Cuiabá, na noite desta terça-feira em Belo Horizonte, pela segunda rodada da competição, e perdeu embalo depois de estreia positiva diante da Ponte Preta, fora de casa. Rafael Gava, aos cinco minutos do primeiro tempo, marcou o gol do jogo.

O resultado deixa o América na posição da tabela do Brasileirão, com 3 pontos. O Cuiabá chega ao lugar, com 4 pontos. O time mato-grossense é o único invicto entre os clubes das duas primeiras divisões nacionais em 2020.

Na próxima rodada da Série B, o América encara o Operário, nesta sexta-feira, às 19h15, novamente no Estádio Independência. Já o Cuiabá visita o CRB em Alagoas, no sábado, às 21h, no Estádio Rei Pelé.

América-MG – Airton; Diego Ferreira, Messias, Eduardo Bauermann e João Paulo (Neto Berola); Zé Ricardo, Juninho (Sávio), Alê e Matheusinho (Marcelo Toscano); Felipe Augusto (Léo Passos) e Vitão (Rodolfo)
– Técnico: Lisca Doido

Cuiabá-MT – João Carlos; Hayner, Everton Sena, Anderson Conceição e Romário; Auremir, Rafael Gava e Elvis (Maxwell); Felipe Marques (Matehus Barbosa), Yago (Felipe Ferreira) e Jenison (Fabrício).
– Técnico: Marcelo Chamusca

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Árbitros da FMF são escalados para a rodada de estreia das Séries B e C
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA