NOVO PLANO DIRETOR DE CUIABÁ

Terminal ferroviário será construido em área estratégica de Cuiabá

Publicados

em

Francisco Vuolo, secretário Municipal de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, afirmou em evento realizado na quinta-feira (9) pelo Fórum Pró Ferrovia que o novo Plano Diretor de Cuiabá aponta para uma região estratégica da capital onde deve ser construído o terminal ferroviário.

A ideia de Vuolo e demais membros do Fórum é que a ferrovia Senador Vicente Emílio Vuolo transforme Cuiabá em um centro logístico e em uma cidade ainda mais industrial.

A área onde está prevista a instalação da ferrovia foi apontada pela empresa Rumo S.A. que será responsável pela gestão, aquisição, e trâmites legais envolvendo o terreno, tendo em vista que o investimento é de responsabilidade da iniciativa privada.

O local apontado pela Rumo S.A. vai ao encontro do planejamento urbano de Cuiabá, tendo em vista que fica na região sul e faz parte de uma zona chamada de zona de alto impacto, que foi preparada desde 1994 para receber grandes empreendimentos, como a termelétrica, o gasoduto e o porto seco”, afirmou Vuolo.

O contrato da Rumo S.A. com o governo estadual prevê a implantação do terminal ferroviário na capital mato-grossense até 2025. Porém, não foram solicitadas licenças no trecho até Cuiabá, somente até o município de Campo Verde.

Leia Também:  Nota MT distribuirá 05 prêmios de R$ 50 mil

O terminal previsto na minuta do novo plano diretor, mesmo local apontado pela Rumo S.A., ficará em uma posição estratégica, entre o Distrito Industrial e a Rodovia dos Imigrantes, na saída para Santo Antônio de Leverger, em Cuiabá.

Segundo o arquiteto José Antônio Lemos, a discussão sobre a previsão de um local para receber indústria em Cuiabá e por conseguinte um terminal ferroviário começou em 1986 quando foi criado o Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Urbano (IPDU).

Aquela região no sul é favorável porque o vento vem do norte para o sul e a água também do norte para o sul, todas as condições favorecem aquela localização”, afirmou Lemos. “Cuiabá é o umbigo de Mato Grosso, produz muito e tem a questão da população que permitirá geração de emprego e a ferrovia é fundamental para toda a baixada cuiabana, completou.

A Macrozona de Alto Impacto (MAI) corresponde a uma faixa ao longo da rodovia Imigrantes, da MT-040, do Distrito Industrial e da área de influência da ferrovia, cujo objetivo é receber infraestruturas e atividade de alto impacto ao uso residencial.

Leia Também:  Mixto libera dois atletas e preparador físico

Entre as diretrizes do novo Plano Diretor está, segundo o documento, promover ações que garantam a construção da ferrovia até Cuiabá e Articular com o Governo Estadual e Federal a implantação da Ferrovia Senador Vicente Vuolo e a sua inter-relação com os Sistemas Viário e de Logística e Transporte de Cargas bem como a localização do seu terminal em consonância com a infraestrutura e zoneamento do município.

A minuta completa do novo Plano Diretor pode ser lida aqui.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Pesquisa aborda a perspectiva de compra do consumidor para o Natal

Publicados

em

Mais de R$ 2,05 bilhões. Esse é o valor que as compras de Natal devem injetar na economia mato-grossense em 2023. Com objetivo de analisar as perspectivas de compra para o Natal deste ano, o Núcleo de Inteligência de Mercado da Câmara de Dirigentes e Lojistas (CDL Cuiabá), realizou mais uma pesquisa, que contou com a participação de 407 pessoas de todo o Estado.

Os dados foram coletados no período de 26 de outubro a 09 de novembro com 60,7% homens e 39,3% mulheres, que tem em média 40 anos e 53% tendo o ensino médio e renda de R$ 6.672,81.

Análise

A constatação positiva dos consumidores em relação à sua situação financeira, acompanhada de um menor otimismo em relação à economia, sugere um comportamento de cautela dos consumidores, evidenciado pela propensão da maioria em pagar suas compras à vista, de gastar menos do que gastou no ano passado, de quitar dívidas em atraso com recurso do 13º salário e de poupar, entre outras pistas indicadas pela pesquisa.

A pesquisa

De acordo com a pesquisa, 79,6% pretendem realizar compras para este período e os presentes mais desejados na hora da compra são: roupas e calçados (47,8%), brinquedos/pelúcia (16,1%), produtos de beleza (15,7%), celulares/smartphone (4,9%), artigos esportivos (3,5%), eletrodomésticos (3,4%), móveis em geral (2,5%), acessórios (2,1%), itens para decoração de casa (1,2%), viagens (0,5%), itens para decoração (0,5%), livros (0,4%) e outros (1,4%). A média de presentes apresentada ficou em 4 itens.

Os principais presenteados nesta data serão os familiares, sendo filhos (23,9%), esposo(a) (20,4%), mãe (18,2%), pai (13,6%), sobrinho(s) (5,5%), irmão(ã) (3,8%), seguidos por namorado(a) (1,8%), amigos (1,7%) e outros (11,1%).

Leia Também:  Mato-grossenses já pagaram R$ 30 bilhões em tributos

Para 34,6% dos entrevistados, o gasto médio nos presentes será maior do que em 2022. Nesse ano o valor médio dos gastos com presentes será de R$ 1.252,59, além disso, para 57,6%, a principal forma de pagamento ocorrerá pelo meio parcelado, com destaque para: cartão de crédito (80,9%), crediário (13,7%) e boleto (5,4%). E para quem optou por pagar à vista os destaques são: cartão de débito (35,8%), dinheiro (32,1%) e PIX/transferência (32,1%).

O local preferido de compras ficou como destaque o comércio de rua localizado no centro da cidade com 45,1%, seguido pela internet/sites on-line (22,1%), shopping center (13,5%), lojas próximas nos bairros onde mora (9,9%), mídias sociais (2,3%) e outros (7,1%).

Outro dado que a pesquisa apresenta é se participará de confraternizações no fim do ano, 66,1% disseram que vão participar, destas, 88,5% disseram que comemorarão na sua cidade. Além disso, outra ação que promete movimentar as vendas é a participação em brincadeiras como o amigo oculto, já que 43% relataram que trocarão presentes nestes tipos de brincadeiras.

A pesquisa também procurou saber se os mato-grossenses viajarão no fim do ano, 24,6% falaram que sim, sendo 78,5% para outros estados do Brasil, 19,1% dentro de Mato Grosso e 2,4% para outros países.

Sobre o planejamento para comprar, 72,9% dos entrevistados ainda não começaram a pesquisar seus presentes e sobre quando pretendem comprar, 73,2% pretendem na semana do natal, somente 25,1% comprarão antes da última semana da principal data do varejo brasileiro.

Leia Também:  Competições escolares reuniram mais de 500 estudantes em Tangará da Serra

Conforme o superintendente da CDL Cuiabá e responsável pelo núcleo, Fábio Granja, após analisar todos os dados apresentados pela pesquisa, ficou constatado que a expectativa de vendas terá alta próxima a 14,86%, descontada a inflação de 2023, e quando comparada com o mesmo período do ano passado.

Nesse ano o valor médio gasto nos presentes obteve alta de 24,93%. Com mais de 1,64 milhão de pessoas percorrendo pelos corredores comerciais do Estado, a estimativa é termos um movimento de mais de 2,05 bilhões de reais em gastos, o que faz do período natalino o principal em vendas do ano, afirmou ele.

Granja também destacou ser importante pontuar que no ano passado não conseguimos atingir as expectativas de vendas devido as eleições e a copa do mundo que ocorreram no fim do ano, o movimento no comércio foi muito afetado com esses dois eventos, porém, agora em 2023 o foco está sendo total no período natalino e com isso poderemos ter o melhor natal dos últimos cinco anos, tanto para o comércio, quanto para o turismo e entretenimento, disse ele, reforçando que tivemos incremento nas vendas em todas as datas comemorativas de 2023 e com o natal não será diferente, ainda mais com os dados apresentados pela pesquisa, a expectativa torna-se ainda maior. Além disso, campanhas como a do Natal Premiado CDL estimula e muito, as compras no comércio local, já que quase 70% dos consumidores do Estado gostam de participar de campanhas como essa para concorrerem a prêmios“.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA