AERONAVE JÁ FOI COMPRADA

“O Estado vai recorrer da decisão que cancela compra de jatinho”

Publicados

em

A compra de um jatinho CESSNA, com o custo de U$S 1.500.000, cerca de R$ 8,5 milhões de reais, modelo Citation Bravo C550, prefixo N100RJ, seminova tem sido nos últimos dias motivo de muitas discussões entre parlamentares estaduais e também a Justiça.

Conforme declaração do governador Mauro Mendes Ferreira (DEM), a compra do jatinho é para uso oficial e os recursos vieram do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso (TJ/MT) obtidos por meio de acordos de colaboração premiada

Em plena crise de Pandemia da Covid-19, a compra da aeronave repercutiu mal e levou a ministra do Conselho Nacional de Justiça CNJ), Maria Thereza de Assis Moura, determinar a suspensão do repasse e o cancelamento da compra do polêmico jatinho.

Segundo ela, se há valores em conta judicial, o procedimento adequado é a conversão em renda ao tesouro, não a entrega direta por meio de Protocolo de Intenções”.

Mais grave, o Poder Judiciário e o Ministério Público não podem reverter valores perdidos em favor do erário ao seu próprio benefício. Por bom senso e, até mesmo, por moralidade, os órgãos encarregados da persecução penal não devem ter interesse na destinação dos valores confiscados”.

O Democrata (DEM), Mauro Mendes Ferreira defendia a compra do jatinho, alegando economia os cofres públicos. Segundo ele, seu antecessor, José Pedro Gonçalves Taques, gastou quase R$ 20 milhões de reais em táxi aéreo.

O secretário de Estado de Segurança Pública do Estado de Mato Grosso (Sesp/MT), Alexandre Bustamante, afirmou que o Governo do Estado irá recorrer da decisão proferida pela ministra o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Maria Thereza de Assis Moura, que cancelou a compra de um jatinho orçado em R$ 8,5 milhões.

Conforme o Secretário de Segurança Pública, a compra já foi efetuada e a aeronave CESSNA estará à disposição do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer). Como justificativa, Alexandre Bustamante alegou que o jatinho atenderá ao Estado e ao Poder Judiciário.

Conforme ainda Alexandre Bustamante, o CNJ tem orientações para o Poder Judiciário e não para a Segurança Pública ou ainda para o governo como um todo.

Ela orienta que esse dinheiro não pode ser destinado assim, hoje. Todavia, é o pensamento de uma ministra da corregedora, mas hoje não temos nada escrito que tem que ser, não há uma decisão anterior, nesse sentido, não há nada normatizado”.

Alexandre Bustamante acrescentou ainda que:

O governo já comprou a aeronave e aguardava o repasse. Nós vamos aguardar. Se não vier o repasse do protocolo interessante, nós ainda vamos recorrer, não é uma decisão finalizada pelo CNJ, é decisão da corregedoria, já tem o pleno do CNJ que pode rever essa decisão”.

Bustamente afirmou que o jatinho poderá ser usado até mesmo para atender pacientes com Covid que precisem ser deslocados para outros estados rapidamente e apontou que o Estado poderá quitar o pagamento caso o recurso das delações não seja disponibilizado.

Então, a gente tem que aguardar as etapas pra poder fazer uma decisão em cima. A aeronave já está comprada. Eu acredito que se não vier o dinheiro da delação premiada, o Governo deve absorver essa aquisição, ponto”.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  HEVEICULTORES: Cidinho defende setor e atuará junto ao Banco Central
Propaganda

ECONOMIA

Empresários da capital dizem que a falta de qualificação é a maior dificuldade na hora da contratação

Publicados

em

Visando fazer um levantamento sobre o mercado de trabalho durante a pandemia, além do fluxo de oferta e procura de mão-de-obra na capital mato-grossense, o Núcleo de Inteligência de Mercado da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá) realizou uma pesquisa com 150 entrevistados, sendo eles empresários do segmento do comercio varejista e de prestação de serviços de Cuiabá. Os dados foram coletados entre os dias 14 e 20 de abril de 2021.

Sobre se tem feito ou considerado a demissão de colaboradores em virtude do período de medidas restritivas, 74,7% discordaram que pensam nisso, contra 25,3%, que concordam muito. Dos que estão demitindo ou pensando em demitir a taxa média de demissão ficou em 34%.

A pesquisa demonstrou também que 69,3% dos empresários estão trabalhando com sua capacidade total de funcionários, contra 30,7% que apresenta um quadro inferior. Contudo, quando questionados se pretendem fazer novas contratações nos próximos 30 dias, 18,1% informaram que estão planejando gerar novas vagas de emprego.

Conforme os dados levantados ainda, a função que mais teve vagas abertas nos últimos 30 dias foi a administrativa/comercial com 20,6%, seguida de vendas 17,7%; Auxiliar de produção 11,8%; Área Técnica 8,8%; Entregador 8,8%; Estoque 8,8%; Pedreiro/Ajudante de pedreiro 8,8%; Caixa 5,9%; Serviços Gerais 5,9%; e por fim, açougue com 2,9%.

Nesse quesito a pesquisa perguntou sobre a satisfação em relação à mão-de-obra qualificada para a empresa. O empresário tinha que dar uma nota de 0 a 10 conforme seu nível de satisfação e infelizmente a nota média ficou em 5,3, que nos demonstra que falta qualificação nas pessoas que buscam uma oportunidade de trabalho. Essa informação gera importantes reflexões quanto à necessidade de gerar ações públicas e privadas que possam melhorar esse índice do mercado de trabalho“, disse o superintendente da CDL Cuiabá, Fábio Granja.

A falta de qualificação também foi apresentada como um dos maiores problemas ou dificuldades no preenchimento de vagas, conforme responderam os empresários entrevistados (75,5%).

Em relação aos principais meios que costumam recrutar colaboradores, 55,2% disseram que através de indicações, já 18,2% em banco de empregos, 12,5% através da internet, 5,2% por empresas de consultorias e 8,9% em outros meios.

PROJETO DESPERTAR

Diante do alto índice de desemprego e da falta de qualificação que dificulta ainda mais as chances de se encaixar em alguma vaga disponível no mercado, a CDL Cuiabá lançou o Projeto Despertar, que visa capacitar pessoas que estão em busca de uma oportunidade de trabalho.

Através deste projeto, nós iremos proporcionar conhecimento e orientação às pessoas que estão desempregadas e que buscam se encaixar em alguma vaga de trabalho. Através de uma capacitação, nós iremos prepará-lo com a ajuda de profissionais qualificados, com informações de como elaborar um bom currículo e como deve ser o comportamento em entrevistas, além disso, disponibilizaremos conteúdos on-line profissionalizantes e gratuitos, além de dicas de educação financeira e saúde, explicou Granja.

Para mais informações sobre o projeto, acesse:

correntedobemcdlcuiaba.com.br ou entre em contato pelo fone 65 3615-1599.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Aprovação do novo "marco regulatório de saneamento básico" divide opiniões
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA