PARCERIA COM OS MUNICÍPIOS

“Mato Grosso vem superando as dificuldades através de um Governo sério, visionário, que não pensa em eleição”

Publicados

em

O governador do Estado de Mato Grosso, Mauro Mendes Ferreira (DEM), realizou a maior entrega de máquinas e equipamentos para a agricultura familiar e infraestrutura para os 141 municípios de Mato Grosso. Os investimentos integram o programa Mais MT e alcançam o montante de R$ 209 milhões.

Por meio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), serão investidos até junho de 2022, R$ 106 milhões em duas etapas. Já pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), o investimento total é de R$ 103 milhões.

Durante o ato, que reuniu toda a bancada federal, estadual, além de secretários de Estado, prefeitos e autoridades municipais, o governador Mauro Mendes se emocionou e afirmou que, além de uma conduta de gestão, esta entrega representa para ele uma realização pessoal.

Eu fui criado em um sítio de 17 hectares no interior de Goiás. Nós tínhamos lá um tratorzinho Tobata, era a ferramenta que nós tínhamos, puxando arado de boi. Então, eu fui criado pela agricultura familiar. Um dia na campanha nós estávamos em uma agenda em Tangará da Serra e o depoimento de uma senhora de lá me emocionou muito, foi uma das poucas vezes que eu cheguei a chorar. O Jayme sempre reclamava comigo que eu prometia pouco. Mas aquele dia, eu fiz uma promessa a mim mesmo, que se eu me elegesse governador eu ia ter um olhar muito especial para a agricultura familiar. Tudo isso aqui hoje é também, de certa forma, uma homenagem a minha mãe, ao meu pai, aquela senhorinha lá de Tangará da Serra e tantos mato-grossenses que vivem essa realidade do campo, trabalhando com tantas dificuldades. E não vamos parar por aí, porque a política só tem sentindo quando fazemos o bem para as pessoas”, disse o governador.

Nesta primeira etapa, somente para a agricultura familiar, foram entregues 54 veículos Fiat strada, 20 pick-up Hilux, 29 motoniveladoras, 22 distribuidores de calcário, 08 escavadeiras hidráulicas, 300 resfriadores de leite, 17 ensiladeiras, 04 caminhões de leite, 20 motocultivadores, 02 caminhões baú de carga seca, 1 caminhão refrigerado, 02 plantadeiras e adubadeira de mandioca, um perfurador de solo e 08 pás carregadeiras. No evento foram assinados ainda convênios para o repasse de 20 mil doses de sêmen bovino, 1,5 mil prenhezes de embrião bovino e 30 mil toneladas de calcário aos municípios.

No início deste ano, a atual gestão já havia destinado, em parceria com a bancada federal, outros R$ 9,9 milhões de investimentos em equipamentos, bens e itens para uso na agricultura familiar através da ação da Seaf ‘MT Produtivo’, inserido dentro do programa ‘Mais MT’.

Tantas entregas, conforme a deputada federal Rosa Neide, só foram possíveis graças a soma de esforços proposta pelo governador Mauro Mendes quando assumiu o Governo do Estado.

Investir em agricultura familiar é produzir alimento para o mundo. Se temos comida na nossa mesa, apesar das dificuldades, é fruto da agricultura familiar, do suor do pequeno produtor. Quando o governador Mauro Mendes assumiu o Governo do Estado ele nos chamou e disse: o que vocês colocarem de recurso, através das emendas, eu garanto a entrega. Eu confiei no senhor, governador, desde o primeiro momento. E não tenho dúvidas que isso será feito, independente de coloração partidária, porque não é para o parlamentar, é para o povo”, destacou Rosa Neide.

Os Senadores Jayme Campos (DEM) e Wellington Fagundes (PL), que também participaram da entrega, acrescentaram que a união entre as autoridades públicas irá impactar nas futuras gerações de mato-grossenses e frisaram que esta deve se tornar uma “cultura da classe política”.

Acabou aquela velha prática de fazer do Governo um balcão de negócios ou um trampolim político. A sociedade não aceita mais, sobretudo a sociedade mato-grossense quer resultados. E mesmo diante da pandemia, de milhões de desempregados em todo o País, Mato Grosso vem superando as dificuldades através de um Governo sério, visionário, que não pensa em eleição, mas nas futuras gerações. Por isso hoje estamos aqui, a partir da união, caminhando juntos”, disse Jayme Campos.

Esse tipo de parceria tem que ser cada vez mais uma cultura da classe política. A união da bancada federal, junto com o Governo do Estado, destinando recursos e atendendo quem está na base junto da população, que são os prefeitos e vereadores. Essas máquinas que estão sendo entregues hoje vão melhorar a estrutura das estradas vicinais, as ruas das cidades, permitir com que os pequenos produtores tenham condições de produzir os itens da cesta básica. Ninguém faz nada sozinho, então, parabéns por mais esta ação, governador”, completou Wellington Fagundes.

Beneficiado pela entrega, o prefeito de Paranaíta, Osmar Antonio Moreira, reforçou a parceria entre o Governo do Estado e os municípios.

Quando eu assumi a Prefeitura de Paranaíta, logo veio a pandemia, o mundo inteiro foi assolado e nós tínhamos uma grande preocupação de como iriamos agir, o que iriamos fazer depois que tudo passasse. Mas, graças a Deus, sob a sua administração e seu companheirismo com os prefeitos, Mato Grosso nunca parou. Todas as obras de infraestrutura que faltavam em nosso Estado o senhor está fazendo. E eu digo com orgulho, porque estou lá na divisa com o Pará, que esse programa alcança os municípios mais longínquos. Isso é que é política de desenvolvimento regional, pensando além das grandes propriedades, investindo em tecnologia de ponta para o pequeno produtor”, afirmou o prefeito.

Além da agricultura familiar, o Governo do Estado investe ainda, por meio da Sinfra, R$ 103 milhões em equipamentos e máquinas. Nesta etapa, foram destinadas 55 motoniveladoras, 12 escavadeiras e 12 pás carregadeiras a municípios e consórcios regionais.

É uma entrega que vai beneficiar todos os municípios do Estado de Mato Grosso, porque nada mais justo e lógico do que você entregar equipamentos onde estão os problemas. E os grandes sabedores dos problemas são os municípios. São caminhonetes, carros de transporte de leite, farinheiras, para que a nossa agricultura familiar seja alavancada, gerando mais renda e emprego para essas pessoas. A distribuição por parte da Sinfra será feita, além dos municípios, para os consórcios e associações. Então, esta é mais uma demonstração do trabalho honesto e do compromisso deste Governo em atender quem realmente precisa”, destacou o secretário da Sinfra, Marcelo Oliveira.

Essas parcerias são importantes para que a gente possa acertar, porque ninguém melhor do que os prefeitos que estão lá na ponta para nos inteirar sobre as demandas dos municípios e do pequeno produtor. Há muito tempo não se investia tanto na agricultura familiar como este Governo está fazendo agora. E o que a gente vê, o resultado disso, é que o cidadão lá da roça hoje tem esperança, porque as coisas estão acontecendo”, acrescentou o titular da Seaf, Silvano Amaral.

Participaram da entrega desta sexta-feira o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, os deputados estaduais, senadores, além de secretários de Estado, prefeitos e autoridades municipais.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  "Natal Sem Fome": 1ª dama abre doações do 4º ano da campanha
Propaganda

ECONOMIA

Várzea Grande recebe emendas no valor de R$ 20 milhões

Publicados

em

Sinalizando que vai continuar redobrando os esforços no sentido de ajudar a administração municipal de todas as 141 cidades de Mato Grosso, mas principalmente de Várzea Grande, o Senador do Partido Democratas (DEM), Jayme Veríssimo de Campos anunciou a liberação de novas emendas para obras e ações, bem como, entendimentos junto ao Governo Federal para ampliar repasses de recursos para obras de abastecimento de água e esgoto sanitário, hoje um dos maiores problemas da segunda maior cidade do Estado.

Várzea Grande recebeu duas emendas no valor de R$ 20 milhões do Senador Jayme Campos. Os recursos serão aplicados na saúde pública e em obras de infraestrutura, principalmente na pavimentação asfáltica de vários bairros.

É sempre bom contar com o apoio dos parlamentares da bancada federal e novamente o Senador Jayme Campos demonstra seu apreço a cidade de Várzea Grande aonde ele foi prefeito por três mandatos, lembrando que no início de nossa gestão já foi repassado valores de R$ 10 milhões para a saúde pública de outra emenda do senador”,disse o prefeito Kalil Baracat,.

E conforme o chefe de Executivo Municipal, vai ainda colocar recursos próprios de Várzea Grande para ampliar a capacidade e atender mais bairros do município com obras, pois recursos federais e estaduais são essenciais, mas também precisam de contrapartida de recursos do Tesouro Municipal.

Kalil Baracat sinalizou que estes recursos se somam com o empréstimo da ordem de R$ 90 milhões contratados junto a Caixa Econômica Federal (CEF), sendo R$ 70 milhões para pavimentação asfáltica e R$ 20 milhões para ampliar os R$ 100 milhões que estão sendo investidos em obras de abastecimento de água e esgoto sanitário.

Quero deixar meu testemunho do apoio que temos recebido dos senadores, deputados federais, dos deputados estaduais da Assembleia Legislativa e do próprio Governo de Mato Grosso e isto tem que ser declarado para que as pessoas saibam o quanto eles têm nos ajudado a vencer as dificuldades e obstáculos que são comuns em uma gestão pública, assinalou o prefeito.

Ele aproveitou a presença dos vereadores no evento, para agradecer o apoio do Poder Legislativo Municipal que também não tem medido esforços no sentido de ajudar o Executivo a vencer os obstáculos impostos como a questão do abastecimento de água.

Já o Senador Jayme Campos (DEM), assinalou que sua meta é concluir ano que vem a primeira parte de seu mandato com 141 cidades contempladas com recursos de emendas parlamentares de sua autoria.

Já liberei próximo de R$ 200 milhões em emendas para 134 cidades e queremos dentro da possibilidade e da realidade, pois estes recursos são federais, atender a todas as cidades, atender a Mato Grosso”, disse Jayme Campos frisando ainda que vai reforçar os pedidos em cima da questão do abastecimento de água e de obras de esgoto.

O Senador do Partido Democratas (DEM), reconheceu a necessidade de reforçar os investimentos no abastecimento de água de Várzea Grande e lembrou que o prefeito Kalil Baracat está investindo R$ 100 milhões nestas obras e vai lançar outras duas obras que em definitivo irão permitir que Várzea Grande melhore de forma significativa o abastecimento de água para toda a sua população.

Jayme Campos ressaltou que o bom trânsito do prefeito Kalil Baracat, junto a Bancada Federal, graças ao trabalho que vem fazendo em Várzea Grande, facilita a busca por emendas parlamentares, defendendo uma emenda de bancada com recursos mais volumosos para ser aplicado em obras de abastecimento de água e esgoto sanitário.

A deficiência que existe hoje é decorrente do crescimento populacional aliado a falta de investimentos, até porque os R$ 215 milhões de um total de R$ 500 milhões previstos do PAC resgatado em 2015 pela prefeita Lucimar Sacre de Campos, nem R$ 5 milhões para água foram liberados, então o problema se demonstra mais severo e mais potencializado pela seca que é a maior das últimas décadas e pela falta de investimentos, sem contar outros problemas que também agravam a situação como as perdas de água, os desvios entre outros”, disse Jayme Campos.

Já o prefeito Kalil Baracat reafirmou a disposição e o enfrentamento do problema sinalizando que durante todo o seu mandato, os esforços em primeiro plano são pela resolutividade da questão da água e consequentemente do esgoto, mas que é necessário avançar ainda mais, seja em novas redes, novos equipamentos e na conscientização das pessoas quanto ao uso racional da água disponível.

Com o apoio dos Governos, Federal, de Mato Grosso, da Assembleia Legislativa e de recursos próprios, Várzea Grande irá dobrar a atual capacidade de captação, tratamento e distribuição de água dos atuais 700 litros por segundo para 1.400 litros por segundo ou 120.960 milhões de litros de água por dia, o que representa dizer mais de 400 litros por dia por cada habitante, ou seja, mais que três vezes a necessidade apontada como ideal pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de 120 até 140 litros/dia por habitante”, disse o prefeito Kalil Baracat.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  "A "Pandemia" deixa uma boa lição: o Brasil precisa reduzir a burocracia"
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA