PRAZO ESTENDIDO

Mapa atende solicitação da Acrimat para prorrogar campanha de vacinação da aftosa

Publicados

em

O objetivo é de imunizar, em novembro, cerca de 70 milhões bovinos e bubalinos de até 2 anos de idade, conforme prevê o Calendário Nacional de Vacinação 2020 para a maioria dos Estados brasileiros.

A Divisão de Febre Aftosa da Secretaria de Defesa Agropecuária, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), ressalta que, tão importante quanto a vacinação correta, é também o preenchimento completo da declaração de vacinação e entrega online ou, quando não for possível, presencialmente nos postos designados pelo serviço veterinário estadual, dentro dos prazos estipulados.

A Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) solicitou ao superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), José de Assis Guaresqui, e ao presidente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea/MT), Marcos Dornelas Catão a prorrogação das campanhas de vacinação contra a febre aftosa na região do Pantanal e das demais propriedades localizadas no estado de Mato Grosso.

No ofício, alegou que;

Considerando os acontecimentos em todo o estado de Mato Grosso, envolvendo os incêndios e a própria severidade do período da seca que impactou fortemente os rebanhos bovino e bubalino, e que devido as escassas chuvas que ocorreram no mês de novembro, ainda não conseguimos atingir um score corporal seguro para serem manejados, vimos a presença de Vossa Senhoria solicitar que as campanhas de vacinação do Pantanal e das demais propriedades do nosso estado sejam prorrogadas”.

Conseguinte, a Acrimat informou que a solicitação se dava, também, em necessidade de maiores operações de manejo do rebanho; baixo score corporal comprometendo a resposta imunológica, e, ainda, a situação geral do empobrecimento das pastagens e a necessidade durante o período de estiagem de se misturar as faixas etárias normalmente apartadas em função da carência hídrica na maioria dos pastos.

A solicitação para todo Estado foi atendida pelos órgãos na ultima sexta-feira (27), contudo, segundo informações do Mapa, a região do Pantanal passaria por estudos para verificar a viabilidade e necessidade da extensão da campanha na região.

Portanto, a etapa de vacinação para bovinos e bubalinos de 0 a 24 meses que se encerraria dia 30 de novembro, agora seguirá até o dia 10 de dezembro, coincidindo com o prazo máximo para comunicação da vacinação ao INDEA.

Para o Pantanal, tanto a vacinação quanto a comunicação para os bovinos e bubalinos de todas as idades, segue até o dia 15 de dezembro.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mato Grosso deve instituir dia estadual em memória às vítimas da "Covid-19"
Propaganda

ECONOMIA

Várzea Grande recebe R$ 2 milhões em emendas

Publicados

em

Várzea Grande investiu R$ 289.197 milhões na saúde pública em 2020, primeiro ano da pandemia da COVID-19, sendo que deste total que soma repasses federais e recursos próprios foram investidos R$ 39.524 milhões a maior do que o estabelecido na lei (15% das receitas próprias) para ser aplicado em um dos mais essenciais setores da administração municipal.

A informação partiu do Prefeito da Cidade Industrial, Kalil Baracat (MDB) que garantiu manter o repasse de recursos para a área de Saúde Pública a maior do que o previsto, assim como aconteceu nos seis anos de gestão da prefeita Lucimar Sacre de Campos, durante audiência com o Senador Carlos Henrique Baqueta Fávaro (PSD), com o coordenador da bancada federal de Mato Grosso, Neri Geller (PP), o deputado estadual Paulo Araújo e os vereadores Emerson Magalhães e Alessandro Moreira da Silva e membros das Executivas Partidárias do PSD e PP.

Vamos investir ainda mais e se possível e formos autorizados pela ANVISA e Governo Federal, queremos comprar vacinas para imunizar contra a COVID-19 para toda a população de nossa cidade de Várzea Grande e mais recursos serão colocados nas áreas essenciais como saúde, educação, segurança, social e obras”, disse o prefeito ao Senador Carlos Fávaro e o deputado federal Neri Geller.

Carlos Fávaro assinalou que tem obrigações com Mato Grosso e com Várzea Grande e que vai retribuir a votação obtida nas urnas na cidade com trabalho, empenho e dedicação, além de auxiliar ao prefeito Kalil Baracat e sua equipe.

Estamos anunciando aqui a inserção de R$ 2 milhões em emendas parlamentar impositivas de nossa autoria, aquelas que são obrigatórias de serem cumpridas pelo Governo Federal para a área de saúde de Várzea Grande acreditando que nos próximos 60 dias, estes valores já estarão disponíveis para serem aplicados pelo prefeito Kalil Baracat na área de saúde que sempre terá uma demanda reprimida”, disse Carlos Fávaro, para quem Várzea Grande tem que continuar avançando ainda mais por conta de sua posição estratégica para Mato Grosso.

Neri Geller lembrou que recentemente já havia anunciado R$ 2 milhões em emendas para outras ações em Várzea Grande e sinalizou que não vai fazer apoio para todos os prefeitos que procurarem os representantes da Bancada Federal de Mato Grosso.

Kalil Baracat sinalizou que não dispensa apoio e que todos os oito deputados federais e os três senadores já manifestaram publicamente a intenção de ajudar a sua gestão.

É claro que eles vão me ajudar, mas enquanto gestor público, pois o apoio e os recursos que nos forem confiados, serão todos aplicados em prol de Várzea Grande e de sua população. Todos foram votados em nossa cidade, portanto, todos tem compromisso com ela e com sua população”, assinalou Kalil Baracat.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Escola Estadual Salim Felício se mobiliza para evitar fechamento
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA