CALENDÁRIO PRORROGADO

Licenciamento de veículos com placas final 6 e 7 vence dia 30 de novembro

Publicados

em

Proprietários de veículos com placas final 6 e 7 têm até o dia 30 de novembro para pagar o Licenciamento Anual. O prazo do calendário de vencimento do Licenciamento foi prorrogado pelo Detran-MT em razão dos reflexos financeiros causados pela propagação do novo coronavírus no Estado.

O calendário acompanha o novo prazo de vencimento do IPVA, publicado por meio do Decreto Estadual Nº 506 de 02 de junho de 2020.

Para licenciar o veículo, o proprietário deve pagar todos os débitos como IPVA, Seguro DPVAT, a própria taxa de Licenciamento, além de possíveis multas. Após os pagamentos, basta entrar no site do site do Detran-MT (www.detran.mt.gov.br) e digitar os dados do veículo como a placa e o Renavam no campo “Consulte Seu Veículo”.

Em seguida, vai abrir uma página contendo todas as informações do veículo e a opção Clique Aqui para Imprimir o CRLV Digital. O modelo para impressão A4 irá aparecer na tela para impressão. O procedimento pode ser feito em qualquer lugar em que o cidadão tiver acesso à internet e impressora.

O Detran-MT reforça que a nova versão do licenciamento, para impressão em papel A4, é de caráter definitivo, não sendo mais emitido no Detran-MT o licenciamento em papel moeda, antigo “verdinho”.

O documento em papel A4 possui o mesmo valor jurídico do antigo com autenticidade e segurança garantidos por meio de QR Code, que está ligado à base nacional de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Calendário prorrogado

Além dos veículos com placas final 6 e 7, também foram estendidos os prazos para pagamento do licenciamento dos veículos com placas finais 8, 9 e 0, que terão até o dia 31 de dezembro para quitar o licenciamento.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Cuiabá volta a perder e cai na classificação da Série B
Propaganda

ECONOMIA

Mapa atende solicitação da Acrimat para prorrogar campanha de vacinação da aftosa

Publicados

em

O objetivo é de imunizar, em novembro, cerca de 70 milhões bovinos e bubalinos de até 2 anos de idade, conforme prevê o Calendário Nacional de Vacinação 2020 para a maioria dos Estados brasileiros.

A Divisão de Febre Aftosa da Secretaria de Defesa Agropecuária, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), ressalta que, tão importante quanto a vacinação correta, é também o preenchimento completo da declaração de vacinação e entrega online ou, quando não for possível, presencialmente nos postos designados pelo serviço veterinário estadual, dentro dos prazos estipulados.

A Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) solicitou ao superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), José de Assis Guaresqui, e ao presidente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea/MT), Marcos Dornelas Catão a prorrogação das campanhas de vacinação contra a febre aftosa na região do Pantanal e das demais propriedades localizadas no estado de Mato Grosso.

No ofício, alegou que;

Considerando os acontecimentos em todo o estado de Mato Grosso, envolvendo os incêndios e a própria severidade do período da seca que impactou fortemente os rebanhos bovino e bubalino, e que devido as escassas chuvas que ocorreram no mês de novembro, ainda não conseguimos atingir um score corporal seguro para serem manejados, vimos a presença de Vossa Senhoria solicitar que as campanhas de vacinação do Pantanal e das demais propriedades do nosso estado sejam prorrogadas”.

Conseguinte, a Acrimat informou que a solicitação se dava, também, em necessidade de maiores operações de manejo do rebanho; baixo score corporal comprometendo a resposta imunológica, e, ainda, a situação geral do empobrecimento das pastagens e a necessidade durante o período de estiagem de se misturar as faixas etárias normalmente apartadas em função da carência hídrica na maioria dos pastos.

A solicitação para todo Estado foi atendida pelos órgãos na ultima sexta-feira (27), contudo, segundo informações do Mapa, a região do Pantanal passaria por estudos para verificar a viabilidade e necessidade da extensão da campanha na região.

Portanto, a etapa de vacinação para bovinos e bubalinos de 0 a 24 meses que se encerraria dia 30 de novembro, agora seguirá até o dia 10 de dezembro, coincidindo com o prazo máximo para comunicação da vacinação ao INDEA.

Para o Pantanal, tanto a vacinação quanto a comunicação para os bovinos e bubalinos de todas as idades, segue até o dia 15 de dezembro.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Energia fica mais cara para os mato-grossenses
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA