Destaques

Quem diria? Emanuel é quem saiu em defesa de Mauro

Publicados

em

No momento em que o governador do Partido Democrata (DEM), Mauro Mendes Ferreira, está na linha de fogo dos pré-candidatos ao pleito suplementar, sendo ele criticado por aliados e correligionários, como o próprio companheiro de partido, Júlio José de Campos no qual falou que “a base ficou estupefata” e, que até o momento Carvalho, foi o único a defendê-lo, já que o secretário Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo com estas palavras disse: “Coronavirus não é relevante para suspender o pleito“, não defende o Governo.

O interessado na vaga de Senado da Republica de Selma Rosane Santos Arruda do Podemos, Júlio José de Campos, também do Partido Democrático (DEM), disse que Mauro Mendes deveria ter conversado com os pré-candidatos antes que ele (Mauro Mendes) fizesse o pedido para o Tribunal Regional Eleitoral do Estado de Mato Grosso (TER/MT), de cancelamento da eleição marcada para o dia 26 de abril.

Eis que deparamos com um fenômeno nos bastidores da política mato-grossense. Um fenômeno da maior importância para a Capital e Mato Grosso, que pode ser interpretado como evidente sinal de amadurecimento político.

O fenômeno está no fato do Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, sair em defesa do governo Mendes.

Um fenômeno no fato de ano eleitoral, quando se espera uma guerra pelo poder de administrar o Executivo Municipal ou Estadual.

O desgaste entre os dois caciques do Poder Executivo é grande, já que as indiretas, farpas, alfinetadas, o emedebista Emanuel Pinheiro é favorável a iniciativa do Democrata Mauro Mendes.

Como ação preventiva da epidemia do “Coronavírus”, me parece salutar, uma medida inteligente. Eu vejo com bons olhos a preocupação humana, social, né? A saúde da população”.

Muito bem, já que estamos aqui não para noticiar, mas sim o que acontece nos bastidores e corredores palacianos, com informações e fatos, podemos afirmar para os internautas do Blog do Valdemir que o fenômeno comporta muitas conclusões. Uma delas é que existem espaços entre lideranças políticas. Está tese parece-me pouco provável.

Porém…, nos bastidores é forte o comentário de algo que estaria em processo de construção: o consenso.

O que seria este consenso? O Blog do Valdemir foi buscar a informação, já que o óbvio todos sabe.

Existe articulação das forças políticas e das lideranças existentes, em torno de um projeto Mato Grosso, em vez de projetos pessoais.

Ora, se Emanuel e Mauro construir um consenso, poderá alcançar o estágio de crescimento político, em que começou a mergulhar algum tempo, no qual parecia consumir Emanuel e Mauro, sem dó nem piedade.

Quando Pinheiro sai em defesa de Mauro, significa que a articulação política já é visível.

Como somos torcedores de Mato Grosso, esperamos que a tese de consenso seja construída e, então estabelecem um novo projeto para produzir o que a Capital e Mato Grosso, tanto precisa.

De quebra quem sabe, ajude a sociedade a pensar a construção de outros consensos, que substituam comportamentos político-partidários defasados.

Defesa de Pinheiro a Mendes

Eu vou até defender o governador aqui, que é mais um fato raro. Eu pensei isso em um primeiro momento. Mas assim que li o ofício, vi que ele colocou as duas situações: a senadora pode ficar no mandato ou, conforme a decisão da liminar do STF, assumir o Carlos Favaro. Não tem prejuízo em relação a perda de cargo. Isso me mostrou que ele realmente estava com uma boa intenção“.

Nota da redação

Quando pensamos que nossa forma de viver a política está dando sinais claro de colapso e, nossa imaturidade política está fazendo com que paguemos um preço muito alto…, Emanuel deu o primeiro sinal que podem fumar o cachimbo da paz, já que estão em pé de guerra na política.

Mauro que já foi prefeito e não teve boa convivência com o Governo do Estado, sabe da importância e força da Capital no cenário político e, também, já admite fumar junto com Emanuel o cachimbo da paz.

Amadurecer dói, dá medo, faz com que precisemos deixar para trás maneiras que parecem confortáveis de estar no mundo. Entretanto o conforto da imaturidade está cobrando um preço alto.

PS: parece que Pinheiro busca a convivência pacifica e chegou a conclusão que: desavenças entre os principais líderes do Estado não é bom para ninguém.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  MPT aponta irregularidades em laboratório que realiza coleta de material para exame de detecção da "Covid-19"

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Destaques

Empresa de Nininho esta sendo investigada pelo MPE por irregularidades em licitações

Publicados

em

Um Inquérito Civil foi aberto pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPE/MT) para apurar possíveis irregularidades em processos de licitação envolvendo duas empresas ligadas ao deputado estadual Ondanir Bortoline, o “Nininho” do PSD, e a Prefeitura da cidade de Rondonópolis no valor que ultrapassam os R$ 72 milhões de reais.

As portarias assinadas pelo promotor de Justiça Wagner Antônio Camilo, quer saber se houve improbidade durante os 4 certames em que as empresas Tripolo Ltda e a Desterra Ltda, que são administradas pelo filho do parlamentar, Fausto Presotto Bortolini.

As obras são referentes a pavimentação asfáltica e drenagem em 12 bairros da cidade, sendo nos valores de R$ 19 milhões, R$ 24,2 milhões, R$ 21,7 milhões e R$ 7,6 milhões.

[…] sendo destarte oportuno e conveniente investigar se pode ter ocorrido alguma espécie de fraude à licitação e/ou ao contrato com dano ao erário infração aos princípios regentes da administração pública, que possa tipificar ato de improbidade administrativa”, disse o promotor.

Quatro licitações são citadas

A Concorrência Pública Nº 17/2020, que teve por objeto a pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais em diversas ruas e avenidas dos bairros Jardim Morumbi, Residencial Maria Tereza, Cidade Salmen, Residencial Maracanã, no valor de R$ 19 milhões;

Concorrência Pública Nº 18/2020, que teve por objeto a pavimentação asfáltica tipo e drenagem de águas pluviais e recapeamento localizado nas avenidas Binários Sul e Norte, acesso ao Bairro Alfredo de Castro, Celina Bezerra e Avenida Daniel Clemente, no valor de R$ 7 milhões.

Ainda a Concorrência Pública Nº 19/2020, que teve por objeto a pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais em diversas ruas e avenidas do Bairro Sagrada Família, no valor de R$ 21 milhões;

E a Concorrência Pública Nº 21/2020, que teve por objeto a pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais em diversas ruas e avenidas dos Bairros Parque Universitário, Jardim Paineiras e Jardim Oásis, no montante de R$ 24 milhões.

A empresa Tripolo e o deputado Nininho já são investigados em outros processos envolvendo contratos com o Governo do Estado. Um dos casos é envolvendo fraude na licitação que envolveu a concessão da rodovia MT-130, no trecho de 122 quilômetros entre Rondonópolis e Primavera do Leste, região Sul do Estado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Lucimar: “Saúde Pública é "prioridade" em Várzea Grande”
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA