OS MINUTOS FINAIS

Paletó não consegue derrubar Pinheiro; vem ai “ninguém consegue me derrubar”, roteirista Carlos Rayel

Publicados

em

Seria exagero dizer que 80% dos políticos tradicionais detesta e que estão preocupados com a ascensão do emedebista Emanuel Pinheiro, seja por motivos ideológicos, financeiros ou simplesmente porque o prefeito cuiabano consegue ser alguém extremamente difícil de se lidar.

Seria exagero dizer de apoiar e votar os projetos de interesse da prefeitura ou do prefeito, na Câmara Municipal de Cuiabá, grande parte dos vereadores, eu diria a maioria igualmente detestava o prefeito cuiabano.

Os motivos não são muito diferentes, e a reeleição da minoria da base de apoio, prova isso. Muitos pegaram o barco Bateau Mouche e desceram rumo a Barão de Melgaço e região.

Seria exagero dizer que pela terceira vez, Emanuel Pinheiro pode surpreender nos últimos três anos e conquistar o que poucos imaginavam ser absolvido pela população cuiabana.

É essa histeria coletiva que tomou conta do debate político, não só é baseada num factoide qualquer como alimentada pelos já conhecidos fomentadores de crises dos dois lados. Pois o que não falta no em torno é incendiários.

Vem aí: ninguém consegue me derrubar, estrelando Emanuel Pinheiro, roteirista Carlos Rayel.

No romance “Quincas Borba”, de Machado de Assis, existe uma célebre frase “Ao vencedor, as batatas”.

Representa a lógica da sobrevivência (eleitores), ou seja, os mais fortes (políticos eleitos) tem direito sobre as batatas do campo (mandato) o que ganhará a subsistência até a próxima montanha (eleição) onde há mais batata.

É Abílio, Emanuel a história é escrita pelos vencedores.

Vamos ao filme “ninguém consegue me derrubar”, pode até ser engraçado, se a história não fosse triste. Mas, até o momento se não ocorrer um terremoto no pleito eleitoral 2020, já foi…

O que falta é identidade a Abílio Junior. Ele está sendo visto como “marionete”, visto como um preposto parlamentar. Talvez nem seja, mas é assim que é visto por muitos. Talvez para a maioria.

Do ponto de vista do pragmatismo político, se querem derrotar Emanuel Pinheiro, as novas forças políticas de Mato Grosso deveriam se unir.

Na altura da disputa com os blocos partidários nas próximas 85 horas e saírem nas ruas. Não é fácil mudar o eixo da campanha. Mas se unirem…tudo pode acontecer ou nada acontecerá e pode ir para o Aeroporto e esperar o avião que levará para assistir a final das Libertadores 2020, dia 23 de janeiro.

Tenham certeza de um fato e nunca se esqueça: não subestimar o seu adversário, exemplo está aí. Emanuel Pinheiro levou todo mundo no Banho-maria e deu o que deu. Pode até ser no final mudança impossível, porém, a cinco dias do pleito, Emanuel Pinheiro contínua forte. O pior é que se passaram três anos do mês de agosto de 2017 e não encontraram a forma adequada de combate-lo, ao que parece não vão encontrar.

O incrível é como as denúncias de Emanuel cai justo e se tornando uma segunda pele de Abílio.

O quadro pode ser mudado? Talvez. Mas é preciso acertar o “passo” do marketing com o “passo” dos eleitores.

Nota da redação

Eita…, vichi mainha, o homem é forte. Tentaram tirar o homem por duas vezes, acionaram o Judiciário, nada. Deixaram nas mãos dos vereadores na Câmara Municipal de Cuiabá por meio da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), nada.

Agora vamos para a terceira e se passar, segura o “home”. Já passou no primeiro teste das urnas, agora dia 29, caso seja aprovado pela população cuiabana, pode fazer matricula para mestrado (Palácio Paiaguas).

Mas quem aparece hoje por aqui na nota da redação é o candidato a vice-prefeito de Cuiabá, Felipe Wellaton, que em entrevista nesta segunda-feira na Rádio Capital FM, voltou a sua artilharia para o “home” sete vidas.

Eu fui o primeiro vereador a pedir de forma judicial, o afastamento de Emanuel Pinheiro. Eu disse na peça judicial que ele usara a máquina pública, que é de R$ 3 bilhões, para se “encastelar” se protegeu com cargos e contratados. E foi isso que aconteceu, disse Wellaton na Rádio Capital FM.

PS: truques do marketing políticos foram evidentes até demais nesta segunda, prestem atenção: faltam 72 horas e não se esqueçam do debate da TV Gazeta.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Doenças Cardiovasculares registram aumento de 31% nos óbitos no Brasil
Propaganda

Destaques

Várzea Grande endurece fiscalização e restringe aglomerações com novo “Decreto”

Publicados

em

A Prefeitura de Várzea Grande atualizou as medidas de combate e prevenção à Pandemia da Covid-19, bem como as medidas restritivas para as atividades econômicas no município, tendo em vista o aumento de casos confirmados de pessoas contaminadas e que coloca Várzea Grande em classificação de situação de emergência pelos próximos 30 dias.

Além disso, passou a ter assento no Comitê de Enfrentamento ao novo Coronavírus, a COVID-19, o Conselho Municipal de Saúde, na pessoa do seu presidente, Marcos de Castro Quaresma.

De acordo com o Prefeito de Várzea Grande, Kalil Sarat Baracat, que esteve reunido com o Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus as medidas de prevenção publicadas no novo decreto precisam ser tomadas. É um ato responsável e que atende todas as recomendações feitas até o momento pelas autoridades mundiais em saúde, comentou o chefe do Executivo Municipal, assegurando que não titubeará em adotar medidas que salvaguardem as vidas humanas.

Como estamos com um número reduzidíssimo de vacinas diante de uma necessidade de 600 mil doses, temos que equilibrar as coisas neste momento e o mais importante é usar as medidas de segurança como distanciamento social, uso de máscara, álcool em gel e água e sabão para preservarmos o nosso meio de vida, disse Kalil Baracat.

O Decreto Municipal nº 06/2021, assinado pelo prefeito Kalil Baracat e definido em reunião com o Comitê de Enfrentamento Municipal circulou online na data desta terça-feira, 19 e foi publicado nesta quarta-feira, 20 de janeiro, e proíbe por 45 dias, a realização de eventos sociais, eventos corporativos, festas, shows, atividades em casas noturnas, confraternizações, atividades de capacitação, de treinamento ou de eventos coletivos com mais de 100 pessoas, em espaços privados ou públicos, inclusive em logradouros públicos.

Funcionarão com sua capacidade máxima em 50% de atendimento ao público: os Shopping Centers com horário das 10h às 22h; os cinemas e teatros; Serviços e atividades não essenciais privadas, varejistas e atacadista, inclusive a utilização de provadores de roupa, com horário de atendimento ao público das 08h às 18h; Os supermercados, mercados, mercearias e feiras, varejistas e atacadistas, das 06h às 21h, vedado, expressamente, consumo no local. As padarias, açougues e similares, das 06h às 19h.

Conveniências localizadas em postos de combustível e distribuidoras de bebidas podem funcionar de segunda a domingo, das 06h às 22h na forma de Delivery ou Drive Thru e está proibido qualquer tipo de consumo no local, além da presença de público.

Também estão restritos a 50% da capacidade máxima de lotação, o funcionamento de restaurantes e pizzarias com horário de atendimento das 11h às 23h, e, após esse horário, somente pelo sistema de Delivery ou Drive Thru. Lanchonetes, cafeterias, bares e congêneres podem funcionar das 06h às 23h com a restrição de 50% da capacidade de público.

As atividades de prestação de serviço de representação judicial e extrajudicial, assessorias e consultorias, poderão manter suas atividades, sem restrição de horário de atendimento. As atividades de cunho religioso poderão manter seu exercício religioso, com a lotação máxima de 75% da capacidade total do local.

A utilização de quadras poliesportivas, ginásios de esporte e miniestádios e academias está restrito ao limite de público de no máximo 30% da capacidade máxima do local, tendo como base o metro quadrado e o espaçamento de 1,5m entre as pessoas, além do uso de máscaras faciais e sem publico em arquibancadas.

Já a utilização de parques públicos, praças, academias ao ar livre e equipamentos comunitários em geral, podem ser utilizados pela população desde que respeitada as medidas de segurança. A fiscalização será realizada pela Guarda Municipal, Vigilância Sanitária e órgãos de fiscalização do Município, com aplicação de multa àqueles que adentrarem nos parques sem o uso de máscara de proteção facial, ainda que artesanal, e sem a observação do distanciamento mínimo de 1,5 metros de distância entre uma pessoa e outra.

No último encontro com o governador Mauro Mendes Ferreira (DEM), o prefeito Kalil Baracat (MDB), requisitou o apoio das forças policiais de Mato Grosso, Corpo de Bombeiros e Vigilância em Saúde para auxiliar na fiscalização e cumprimento das regras na segunda maior cidade de Mato Grosso.

Os eventos realizados no formato “drive in”, terão a capacidade máxima de até 250 carros por evento. A realização de jogos e treinamento de futebol profissional, não terão a presença do público. Fica permitida a realização de velórios, exceto em caso de morte suspeita por Covid-19.

O presidente do Comitê de Enfrentamento ao novo Coronavírus, a COVID-19, Silvio Fidélis, destaca que está permitida a retomada das atividades presenciais nas unidades de ensino privadas do município de Várzea Grande, no que se refere à educação infantil, observada 50% da capacidade máxima das salas de aula e respeitado o limite de até 15 alunos por turma, mantendo a mesma regra do decreto anterior.

No ensino privado: fundamental, médio e superior, fica autorizada a retomada, a partir de 01 de fevereiro, de forma remota, sendo que o ensino híbrido deverá ser implantado a partir de 01 de março no ensino superior e demais modalidades a partir de 5 de abril.

Já no ensino público, ficam mantidas as mesmas regras acima descritas, respeitado o prazo de 1º de março para o ensino remoto e de 5 de abril para o híbrido.

Estão suspensas às férias e licenças prêmios concedidas aos servidores públicos vinculadas à Secretaria Municipal de Saúde e o funcionamento dos órgãos da prefeitura de Várzea Grande permanecem em horário normal, com a possibilidade de revezamento e teletrabalho, já os serviços essenciais não sofrem alterações neste momento”, completa o presidente do Comitê de Enfrentamento Municipal, Silvio Fidélis.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Decisão de Mauro Mendes provoca reviravolta no cenário politico e sinaliza para 2018
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA