DISPARA MORTE ENTRE JOVENS POR COVID-19

Ocupação de UTI’s em MT é preocupante: jovens tenham cuidados

Publicados

em

O país precisara manter ou aumentar capacidade de leitos de UTI ainda mais se infecções continuarem aumentando nas taxas atuais. As hospitalizações e mortes entre jovens estão aumentando à medida que a Pandemia de COVID-19 se acelera nas grandes cidades.

Adultos de todas as idades, incluindo jovens estão ficando gravemente doentes. Muitos deles estão morrendo.

Jovens saudáveis têm maior probabilidade de sobreviver, mas, se infectados, eles podem permanecer em hospitais por semanas. Como resultado, o Estado deve estar preparado para o aumento da demanda hospitalar.

O adoecimento dos mais jovens infectados pela Covid-19, é e será agora, uma das maiores preocupações dos gestores públicos do Estado.

Mato Grosso vive hoje um momento, muito diferente, a Pandemia retornou com uma velocidade em uma característica clínica diferente daquela da primeira onda. São pacientes mais jovens que têm a sua condição clinica muito mais comprometida e, pior, são pacientes que acabam permanecendo um período mais prolongado nas Unidades de Terapias Intensivas (UTI’s).

Na primeira onda nas Unidades de Terapias Intensivas mato-grossense, o percentual era de mais de 80% de idosos portadores de doença crônicas. O que temos visto hoje são pacientes mais jovens 60% deles de 30 a 50 anos muitos dos quais sem qualquer doença prévia, com o organismo geralmente mais forte do que os idosos, os mais jovens resistem melhor aos procedimentos que tem sido realizado nas unidades terapia intensiva, como ventilação mecânica e hemodiálise.

No entanto como consequência também acaba ocupando os leitos, por muito mais tempo. A média de ocupação de UTI’s em Mato Grosso passou de 7 a 10 dias para 14 a 17 dias no mínimo.

Os jovens se sentem a vontade para sair porque acham que se pegarem Covid-19, só vão perder paladar e olfato, e infelizmente acabam perdendo a vida.

Não podemos deixar de registrar que, outro fato é a gravidade com que chegam. Sua oxigenação baixa sem que o indivíduo sinta, se não medir com um oximeno e, quando chega ao hospital, vê o quanto a sua saturação (de oxigênio no sangue), está baixa e o quanto ele tem comprometimento de pulmão.

Infelizmente, embora a chegada de pacientes mais jovens com quadro mais graves seja perceptível, ela não é plenamente entendida, porque Mato Grosso não dispõe, de dados oficiais consolidados de casos e internações de Covid-19 por faixa etária.

A médica intensivista Daniele Marques da cidade de Rondonópolis, em recente entrevista, disse que a quantidade de jovens internados com Covid é assustador.

De 20 pacientes na Santa Casa, apenas dois tem mais de 60 anos…temos jovens com idade entre 23 a 28 anos“, disse a médica intensivista Daniele Marques.

Jovens dezenas de vocês sabem, que pode se internar né? Então tomam cuidado, tenham responsabilidade, porque a situação é muito grave, principalmente da faixa etária de vocês.

Querem brincar? Sobem no playground.

Mauro Mendes na Anvisa

Com autorização do uso emergencial da vacina russa Sputnik V em combate a pandemia do Coronavírus, as 1,2 mil doses adquiridas em março pelo Governo do Estado, serão entregues brevemente.

O governador Mauro Mendes Ferreira (DEM) irá se reunir esta semana com a Anvisa e com o Fundo Russo, para alinhar os próximos passos para a chegada e aplicação do imunizante.

O total adquirido pelo governo de Mato Grosso vai completar o esquema vacinal de 1 milhão e duzentos mato-grossenses, pois, a Sputnik V já conta com os dois componentes.

O medo toma conta cada vez mais da população, porque a Covid-19 não está de brincadeira.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  A obrigação da classe política é antecipar problemas; até agora, só um teve hombridade em reconhecer o erro
Propaganda

Destaques

“Várzea Grande passou a ter uma interlocução direta com a Presidência da República”

Publicados

em

Em encontro extra agenda oficial em Brasília, o prefeito da cidade de Várzea Grande, Kalil Sarat Baracat de Arruda (MDB), acompanhado pelo Senador do Partido Democrata (DEM), Jayme Verissimo de Campos, e pelo secretário de Estado, César Miranda Lima, foram recebidos pelo presidente da República, Jair Messias Bolsonaro e pelo ministro-chefe da Casa Civil, General Luiz Eduardo Ramos.

No encontro foi tratada a questão da vacinação contra a COVID-19 por causa da Copa América realizada na Capital de Mato Grosso, mas que tem acesso direto por Várzea Grande que é uma cidade vizinha e sede do Aeroporto Internacional Marechal Rondon.

Atendendo um pedido do Senador Jayme Campos, o presidente da República, Jair Bolsonaro, nos recebeu, demonstrando desprendimento e o mesmo tratamento que teve para com Cuiabá e a preocupação de realizar os jogos da Copa América, de forma segura para todos, jogadores, populares, enfim, para demonstrar que é possível fazer um evento com segurança e aonde a comemoração e o futebol sejam as principais estrelas junto com a população, disse o prefeito de Várzea Grande ao frisar que as doses extras de vacinas para Várzea Grande chegarão no mesmo dia que chegarão para Cuiabá.

O Senador do Partido Democrata, Jayme Campos sinalizou que o presidente Jair Bolsonaro demonstrou postura política de governante ao determinar ao ministro Marcelo Queiroga que desse o mesmo tratamento para Várzea Grande que foi oferecido para Cuiabá, já que não se tem como fazer distinção entre ambas as cidades e sua posição geográfica e importância para Mato Grosso e para o Brasil, sem contar que as seleções que jogarão no Estádio Governador José Fragelli, a Arena Pantanal irão treinar no Estádio Municipal Benedito Laurindo de Souza, popular “Dito Souza”, no bairro Cristo Rei em Várzea Grande.

O ministro da Saúde é um médico que conhece a realidade de Mato Grosso e de Várzea Grande e Cuiabá, por isso acredito ser possível atender ambos os pedidos e até mesmo ajudar na imunização do maior número de pessoas possíveis“.

Jayme Campos exaltou ainda a interlocução do ministro Luiz Eduardo Ramos que prontamente agendou uma audiência com o presidente da República, por entender que os pedidos efetivados eram de extrema importância para a população e para Mato Grosso, bem como suas duas principais cidades, Cuiabá e Várzea Grande.

O Democrata lembrou que não existe concorrência entre Cuiabá e Várzea Grande, apenas a demonstração de que o tratamento tem que ser igualitário para todos e disparou, queríamos que houvesse vacina para toda a população do Brasil para controlarmos em definitivo a pandemia da COVID-19, asseverou o Senador Democrata.

O prefeito várzea-grandensse, Kalil Baracat assinalou que a vacina é preponderante e fundamental, mas o mais importante foi criar uma interlocução direta com o presidente da República e com seu ministério para fazermos o enfrentamento das dificuldades que Várzea Grande tem em vários setores, principalmente de infraestrutura.

Temos muitos projetos que vamos apresentar a Presidência da República através do gabinete do senador Jayme Campos e dos demais deputados federais e senadores de Mato Grosso“, explicou Kalil Baracat.

INFRAESTRUTURA E AGRONEGÓCIO

Jayme Campos assinalou ainda que discutiu rapidamente com o presidente Jair Bolsonaro e com o ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, projetos estratégicos como a Ferronorte de Rondonópolis até Cuiabá e Várzea Grande; a Ferrogrão e a Ferrovia do Centro Oeste (FICO); as BRs 364/070/163, além da 158, 242 e 174 que se saírem do papel potencializarão 100 vezes a capacidade de produção de alimentos do agronegócio de Mato Grosso.

Efetivamente pontuei para o presidente Jair Bolsonaro que se essas obras se tornarem realidade, Mato Grosso será destaque Mundial e o Brasil vai por mais de duas décadas alimentar o mundo com sua produção sempre crescente, vertiginosa e o que é melhor respeitando as regras ambientais de preservação do meio ambiente aliado ao desenvolvimento com outras obras de infraestrutura seja de ferrovias, seja por rodovias ou por hidrovias, pois todos estes modais estão interligados e serão muito bem explorados pelo agronegócio, gerando emprego, renda e principalmente oportunidades“, disse Jayme Campos.

Ele frisou que o presidente Jair Bolsonaro demonstrou interesse nessas obras e principalmente em potencializar Mato Grosso e o Brasil através do agronegócio.

Ele demonstrou mais do que interesse e vontade de sentar e novamente discutir estes projetos estratégicos para o Brasil, completou.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda lembrou o desprendimento do presidente Jair Bolsonaro, do Senador Jayme Campos e do prefeito Kalil Baracat, todos imbuídos de boas intenções em prol do Estado, de Várzea Grande e de sua gente.

Assim é que se constrói pontes de relacionamento político, com resultados para todos e não apenas para poucos, disparou.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Concurso TJ MT Juiz 2018: Saiu o edital com salários de até R$ 23.577,96!
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA