BULLYING NA INTERNET

Nosso Judiciário alerta estudantes da Escola da Arena Pantanal sobre bullying nas redes sociais

Publicados

em

Na manhã de segunda-feira (09), em um dos corredores da Escola Estadual Governador José Fragelli, que funciona na Arena Pantanal, seis turmas de alunos do 1º, 2º e 3º Ano do Ensino Médio participaram do projeto Nosso Judiciário.

Os estudantes ouviram informações sobre diferença de Juizados Especiais e Justiça Comum, Juizados Cível e Criminal, práticas restaurativas, Direitos do consumidor, estrutura do Judiciário, justiça gratuita e cyberbullying (bullying realizado por meio das tecnologias digitais).

O servidor Neif Feguri, acompanhado pelo colega Antônio Cegatti, conversou com cerca de 150 alunos, de 15 a 17 anos. Os estudantes receberam a cartilha “Como funcionam os Juizados Especiais”. De acordo com o servidor, que atua há oito anos no projeto Nosso Judiciário, esses adolescentes já nasceram conectados, somado a isso o Marco Civil da Internet é uma lei recente o que pode causar confusão sobre os limites do uso das ferramentas digitais.

Infelizmente, grande parte dos adolescentes não sabem usar de forma correta ferramentas como WhatsApp, Facebook, Instagram, Twitter. Eles precisam ser orientados para não usa-las para ameaçar outras pessoas, praticar crime racial ou cyberbullying. Eles tem que ter responsabilidade ao usar as redes sociais“, afirmou.

O coordenador da Escola Governador José Fragelli, Alexandre Moreno Espíndola, lembrou que os estudantes passaram por uma semana de discussão sobre saúde mental, pois nesse período pós-pandemia há relatos de crises de pânico, situações de bullying e cyberbullying entre eles.

Essa palestra se falou sobre o crime cibernético veio muito ao encontro daquilo que a gente está fazendo na escola“, revela.

Estamos chamando as famílias, conversando com os estudantes também. Os professores fazem várias dinâmicas, palestras sobre temas como abuso, bullying, e sobre a pressão que eles estão sofrendo, principalmente sobre o ENEM“, cita.

Essa união entre justiça e escola para tratar de assuntos do cotidiano deles é muito importante. Muitas vezes vão buscar essas informações em lugares que não são adequados. Agora com a informação saindo da escola será disseminada até as famílias“, avalia o coordenador.

O aluno do 2º Ano, Guilherme Ramos Nepomuceno, 16 anos, foi um dos participantes do projeto. Filho de advogado tem familiaridade com o judiciário e acredita que todos devem saber dos seus direitos.

Achei muito importante porque tem muita gente que não sabe seus direitos e acaba sofrendo algumas penalidades que não precisam por conta de não saber aquilo“.

Nosso Judiciário

O programa do Tribunal de Justiça de Mato Grosso é um conjunto de ações que tem o objetivo de aproximar a sociedade do Poder Judiciário, informando, de maneira simples e acessível, a estrutura e funcionamento. A Escola Estadual Governador José Fragelli foi a 105ª unidade de ensino visitada em oito anos de projeto, abrangendo mais de 25 mil estudantes.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  AL vai buscar entendimento com Sindicato de Projeto que obriga redução de mensalidades escolares
Propaganda

Destaques

“Convocamos à população para mais esse importante trabalho de prevenção à saúde”

Publicados

em

Além do desafio de conter a disseminação da Covid-19, enfrentamos também o desafio de vacinar o maior número possível de pessoas contra a gripe.

A vacina é a principal forma de proteção contra a Gripe. Mas ela precisa ser recebida todos os anos. É importante deixar claro que muita gente chama de “gripe” o que na verdade é o “resfriado comum”. Gripe é a infecção causada por um vírus do grupo Influenza, como o H1N1m e H3N2.

A proteção da Vacina contra a Gripe começa de 2 a 3 semanas após sua administração e dura por no máximo 1 ano. Sua maior proteção é nos 4 primeiros meses. Por isso a vacinação deve ser feita pouco antes do período de maior circulação do vírus.

Além disso, os vírus podem sofrer mutações de um ano ao outro o que pode comprometer a proteção, mesmo em pessoas com boa resposta à vacina. Existe um monitoramento dos tipos de vírus circulando a cada ano e em caso de grande mutações virais, há um ajuste da vacina.

Leia Também:  As festas acabaram, as cortinas se fecharam e as contas chegaram

A principio, ter a doença uma vez causa imunidade para toda a vida. Mas, a proteção é específica para aquela cepa, portanto, a pessoa ainda precisa se vacinar todos os anos para se proteger dos outros vírus que estão na vacina. Além disso, caso o vírus pelo qual a pessoa se infectou sofra uma mutação e mude a cepa, a pessoa também não estará protegida contra o novo vírus.

Vacinas disponíveis

O Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), reforçou mais uma vez o alerta à toda população cuiabana para imunização contra a Influenza. As vacinas estão disponíveis para o público em geral, a partir dos seis meses de vida.

O chamado foi reforçado durante a live semanal desta terça-feira (28), mesmo dia em que começou a ampliação da cobertura vacinal. A vacina protege contra a Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B. Não é preciso fazer intervalo caso a pessoa tenha se vacinado contra a Covid.

Convocamos à população para mais esse importante trabalho de prevenção à saúde. Todas as unidades tiveram os estoques reforçados, a fim de atender o maior número de pessoas, principalmente os idosos e crianças, declarou o chefe do Executivo Municipal, Emanuel Pinheiro.

Mesmo com a prorrogação da campanha contra Influenza até do dia 24 de junho, a cobertura vacinal continua muito baixa.

Nosso público alvo inicial da campanha é de cerca de 158 mil pessoas e conseguimos vacinar somente 31% desse grupo. Com a liberação para toda a população, estamos trabalhando para aumentar esse percentual da vacinação contra a gripe”, finalizou Pinheiro.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA