DOSES AINDA EM ESTOQUE

“Não fazemos política em cima de algo sério como a COVID-19″

Publicados

em

A Prefeitura de Várzea Grande contestou os números apresentados das vacinas contra a Covid-19 e diz vai vacinar todos os dias a partir desta terça-feira, 6, após atingir 77% de primeira dose e 45% de segunda dose aplicadas, de um total de 26.238 doses recebidas do Ministério da Saúde (MS).

Estamos cumprindo a determinação do prefeito Kalil Baracat em acelerar a vacinação, mas com responsabilidade, sem prejudicar a população e tratando todas as informações com transparência”, disse o secretário de Saúde, Gonçalo Barros, frisando existir distorção nos números divulgados pelo Ministério da Saúde (MS), quanto ao total de vacinas repassadas para Várzea Grande.

Gonçalo Barros frisou que este não deve ser o único avanço que Várzea Grande está planejando executar, pois deverá, dependendo do volume de vacinas recebidas, abrir novos pontos de vacinação em toda a cidade que é um município horizontal, de grandes distancias entre bairros e o centro.

Ele apresentou um relatório e gráfico detalhado com todas as vacinas recebidas por datas, notas fiscais e volumes entregues pela Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT) que é a responsável por receber e distribuir as vacinas.

Estamos computando neste documento que vamos tornar público E entregar para os órgãos de controle como o Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE/MT), Controladoria Geral da União (CGU), Ministério Público Estadual (MPE) e Federal (MPF) entre outros para que não paire dúvidas quanto ao tratamento dispensado pela Administração Municipal em algo tão sério como a vacinação contra a COVID-19, disse Gonçalo Barros.

O prefeito Kalil Baracat sinalizou que em Várzea Grande todo o possível e o impossível estão sendo feito para que todos tenham atendimento médico, medicamento e principalmente vacina.

Não fazemos política em cima de algo sério com a COVID-19 e a principal ordem dada foi, transparência total para que não existam dúvidas quanto a nossa intenção que é zelar pela vida das pessoas”, explicou Kalil Baracat.

Segundo Kalil Baracat, todos os dias da semana haverá vacinação, sendo que as segundas, terças, quartas e sextas-feiras elas acontecerão em ponto fixo no Ginásio Poliesportivo Júlio Domingos de Campos (FIOTÃO) e as quintas-feiras e sábados, em ponto fixo e “Drive Thru”, na Clínica Médica do Centro Universitário Várzea Grande (UNIVAG), que tem sido uma inestimável parceira da administração municipal neste momento de pandemia.

Nos domingos nós manteremos a vacinação daqueles idosos acamados, com dificuldades de locomoção ou que vivem sozinhos e necessitam da presença dos profissionais da área médica de Várzea Grande, como aconteceu neste Sábado de Aleluia, véspera da Páscoa quando 30 idosos receberam suas vacinas em casa”, disse Gonçalo Barros.

O secretário de Saúde lembrou que Várzea Grande tem se empenhado e dedicado em cumprir seu papel, tanto que abriu novos leitos de UTI e de enfermaria, novos Centros de Triagem e Testagem e em apenas um único dia vacinou 3.112 pessoas em uma demonstração de eficiência e de resultado para a população que necessita ser bem informada e bem atendida.

Fizemos questão de divulgar estes dados técnicos para demonstrar quantas doses recebemos e quantas já aplicamos em prol da população e informar a mesma o real volume de vacinas transferidas para Várzea Grande pelo Ministério da Saúde”, concluiu Gonçalo Barros.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Quero me desfilar do meu partido político, o que faço? Procure o Emanuel Pinheiro
Propaganda

Destaques

Vacina “Sputnik V” chegará em 12 Estados, incluindo MT, depois ao governo federal

Publicados

em

Com o objetivo de vistoriar a produção da vacina “Sputnik V”, inspetores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) se encontram na Rússia.

As avaliações serão separadas em duas cidades: Vladimir, localizada a 200 Km a leste de Moscou, e Ufa, situada a 1,3 km da capital Russa. Na primeira cidade, três inspetores avaliarão as empresas Generium, enquanto na segunda, duas inspetoras irão verificar as condições da produção da “Sputnik V” pela empresa UfaVita. A vacina “Sputnik V” é considerada a “melhor vacina do mundo”.

Já na mídia nacional, ela é celebrada como um sucesso de exportação. Mas será que a Sputnik V, além de toda a propaganda do Kremlin, é um meio eficaz e seguro contra o Coronavírus?

As inspeções iniciam nesta segunda-feira (19) até dia 23 de abril. O grupo volta ao Brasil dia 24. Mato Grosso solicitou o uso emergencial para que as doses sejam aplicadas.

Em entrevista ao Blog do Valdemir o governador Mauro Mendes Ferreira (DEM), avaliou que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que determinou que a reguladora decidisse sobre o pedido de importação excepcional, até o dia 28 de abril, fortalece a relação com o Fundo Soberano da Rússia, responsável pela venda a Estados do Nordeste e do Amazonas, em relação a liberação da vacina Sputnik V.

O Supremo com sua decisão dizendo que até dia 28 se a Anvisa não liberar, estará automaticamente liberado. A equipe da Anvisa já se encontra na Rússia e, com certeza será aprovada. Essa vacina, está amplamente divulgado na mídia, já tem 60 países que usando. As pesquisas mostram que ela tem um dos maiores índices de eficiência de todas as vacinas, então não teria porque, mas a gente acredita que o bom senso vai imperar e vai ser liberado. Compramos 1 milhão e duzentos mil doses do componente A e B, então é para 1 milhão e Rio mil pessoas, disse o governador Mauro Mendes para a equipe de reportagem do Blog do Valdemir.

Apesar do governador Democrata (DEM), Mauro Mendes ter comemorado a liminar do Supremo Tribunal Federal (STF), a chegada dos funcionários da Anvisa na Rússia, o chefe do Executivo Estadual, se mostra preocupado com a entrega das vacinas Coronavírus e a AstraZeneca.

Mês passado não foi cumprido aquilo que estava programado. O Butantan cumpriu o que estava programado, a Fiocruz não cumpriu, esse mês Butantan encerra o primeiro contrato que era de 46 milhões de doses, dai deve começar o outro contrato, mas era para o segundo semestre, então está no ar um cheiro de redução de chegada de vacinas pelo PNI, pontuou Mauro Mendes.

E esta preocupação, vem no momento em que vários governadores, suspeitam que a Anvisa está atrasando a autorização da vacina Sputnik para que o Governo Federal não passe um novo constrangimento de chegar ao país uma nova imunização pelas mãos dos governos estaduais e não pelo presidente. Mas o esforço vai ser em vão.

O laboratório já decidiu que, quando houver autorização, primeiro serão entregues as vacinas para os governadores e depois as contratadas por Bolsonaro.

Um pouco mais sobre “Sputnik V”

Entre todas as vacinas contra a Covid-19 já registradas no mundo, a Gam-Covid-Vac (nome oficial da Sputnik V) é a única desenvolvida com dois adenovírus inofensivos, nomeados de D-26 D-5, que não causam doença no ser humano e são aplicado um em cada o que pode ser considerado duas vacinas em uma.

A vacina que leva o nome do primeiro satélite espacial soviético lançado em 1957 atingiu uma taxa de 91,6% de eficácia contra a Covid-19 com “bom perfil de segurança” e “consistente em todas as faixas etárias dos participantes“, segundo estudo publicado na revista científica The Lancet, em fevereiro.

ASputnik V foi desenvolvida pelo Instituto Gamaleja de Epidemiologia e Microbiologia de Moscou e financiada pelo Fundo de Investimento Direto Russo (RDIF).

A Gam-Covid-Vac Lyo é uma vacina vetorial, semelhante às vacinas da AstraZeneca e da Janssen, subsidiária da Johnson & Johnson. As vacinas de vetor viral são mais fáceis de manejar do que as vacinas de RNA, pois podem ser armazenadas em temperaturas de geladeira comum.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Enquanto uns balançam, outros entregam os comparsas na “delação premiada”
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA