CASAMENTO ABENÇOADO

“É uma alegria grande ver que mais de mil casais estão se unindo hoje pelo casamento”

Publicados

em

Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe”. (Mateus 19:6)

O casamento foi criado por Deus, se trata de uma instituição sagrada entre um homem e uma mulher. Essa instituição celestial deve ser tratada com respeito e reverência.

É muito comum os noivos transferirem toda a responsabilidade referente a bênção de Deus no casamento para outrem, seja o padre, o pastor ou o ancião.

Aliás, com a presença de um representante de Deus na cerimônia certamente o casamento será abençoado pelo Altíssimo.

Na tarde deste domingo (10), a expectativa era grande antes do tão esperado “sim” para os mais de 1.200 casais que se uniram em matrimônio no Casamento Abençoado. O evento, realizado pelo Governo do Estado de Mato Grosso, deu oportunidade para que muitos conseguissem a segurança jurídica por meio da regularização civil matrimonial e fortalecimento da união familiar.

O Governador do Estado de Mato Grosso, Mauro Mendes Ferreira (DEM) e a primeira-dama Virginia Mendes foram os padrinhos da cerimônia. O Corpo Musical da Polícia Militar foi responsável pelas músicas durante a programação.

É uma alegria grande ver que mais de mil casais estão se unindo hoje pelo casamento. Para nós [eu e Virginia], que estamos há 26 anos casados, sabemos o quanto isso é importante na vida das pessoas, além de uma oportunidade para que possam realizar um sonho. Quero agradecer também aos parceiros que trabalharam junto com a primeira-dama e as secretarias para realizar esta grande festa”, destacou o governador Mauro Mendes.

Cada detalhe do casamento foi coordenado diretamente pela primeira-dama, por meio da Unidade de Ações Sociais e Atenção à Família (UNAF), e execução direta da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc).

Estou muito feliz por realizar o sonho de muitas mulheres, homens e casais homoafetivos que estão participando da primeira edição do Casamento Abençoado. Aqui há muitas pessoas que moram juntas há muito tempo, mas não tinham condições de oficializar o matrimônio. Estou emocionada por poder compartilhar de um momento tão especial na vida de cada um deles”, afirmou a primeira-dama, Virginia Mendes.

Orlando Leite Cabral e Jacira dos Anjos Cabral estão entre noivos que a partir de agora começam uma nova jornada e comemoram o status de oficialmente casados. Eles se conheceram há sete meses.

É um momento muito especial e a realização de um sonho que tenho desde menina. Éramos vizinhos e nem imaginava que poderia estar me casando hoje”, relatou Jacira.

Mais de 30 cenários para fotos foram montados dentro do ginásio. As imagens ficarão disponíveis virtualmente por um período de três meses. Um camarim para a preparação de maquiagem, unha e cabelo também foi disponibilizado para os casais. Muitas flores e tapete vermelho enfeitaram o Ginásio Aecim Tocantins.

Quero parabenizar o governador e a primeira-dama Virginia Mendes por esse trabalho importantíssimo e por atender a todos esses casais. Que Deus possa abençoá-los não só neste momento, mas ao longo das vossas vidas. A palavra de Deus diz sobre o casamento: É como se o próprio Deus estivesse compartilhando conosco o projeto dele sobre a família”, afirmou o pastor Silas de Souza, responsável por conduzir a cerimônia.

A juíza de paz do Terceiro Ofício, Rita de Cássia também reforçou a importância da oficialização dos casamentos realizados no formato comunitário.

Para mim é honroso participar deste evento. Gostaria de salientar que eu tinha um sonho de me casar e me casei em 2007, também em um casamento comunitário como esse, e hoje, justamente eu, que nunca imaginei estar aqui acompanho a realização do sonho de tantas outras pessoas”, disse.

Os noivos ainda receberam um kit com álcool em gel, máscara de proteção e um leque. Assim, como em todo casamento, foram distribuídos doces e bem-casados. Ao final do casamento, os casais participaram de um grande brinde e receberam uma chuva de papel picado para selar a união e o amor.

Foram beneficiados casais com renda total de até três salários mínimos e que são cadastrados no CADÚnico. Todo o processo cartorial para a oficialização da união civil dos inscritos foi custeado pelo Estado, em parceria com o Tribunal de Justiça, Associação dos Notários e Registradores de Mato Grosso (Anoreg), Defensoria Pública e Ministério Público. Também participaram do evento o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Max Russi, acompanhado da esposa Andreia Wagner.

Acompanharam o evento secretários de Estado, vereadores de Cuiabá e a primeira-dama de Várzea Grande, Kika Dorileo, entre outras autoridades.

A cerimônia foi transmitida ao vivo pela TV Assembleia, TBO, TV Cidade Verde e Facebook do Governo de Mato Grosso.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Maior oferta de gás natural reduziria custos de produção em MT
Propaganda

Destaques

Sefaz notifica 130 contribuintes do setor de combustíveis por irregularidades fiscais

Publicados

em

A Secretaria de Fazenda (Sefaz), visando promover a regularidade dos contribuintes do setor de combustíveis, notificou 130 contribuintes por irregularidades fiscais. A notificação é feita com o objetivo de informar às empresas sobre as inconsistências detectadas, para que elas possam regularizar espontaneamente suas obrigações tributárias antes de qualquer ação fiscal.

Essa medida já proporcionou a recuperação de R$ 18,5 milhões em Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) devido ao Estado de Mato Grosso.

As irregularidades foram constatadas a partir da análise das informações prestadas no Sistema de Captação e Auditoria dos Anexos de Combustíveis (Scanc). Dentre elas está o não pagamento do ICMS e, também, o não cumprimento de obrigações acessórias como, por exemplo, erro na Escrituração Fiscal Digital (EFD).

Dos contribuintes notificados, 65 estavam irregulares devido ao não pagamento do ICMS de suas operações. De acordo com a Superintendência de Controle e Monitoramento (Sucom), 75% dessas empresas já promoveram a auto regularização, retificando as informações em suas Escriturações Fiscais Digitais e Anexos do Scanc, e efetuando o pagamento do ICMS das operações.

Parte desses contribuintes que estavam irregulares já promoveram a auto regularização. Com isso, R$ 18,5 milhões já foram recuperados aos cofres estaduais”, aponta relatório elaborado pela Coordenadoria de Controle de Declarações e Cobrança, da Sucom.

O documento traz, ainda, a informação de que 26 contribuintes apresentaram algum tipo de erro formal no cumprimento de suas obrigações acessórias. Dentre esses erros está o uso de código diverso do devido na operacionalização do pagamento do tributo e/ou erro na Escrituração Fiscal Digital (EFD).

As demais 39 empresas tiveram suas justificativas aceitas pelo Fisco, comprovando, assim, a regularidade de suas operações. A comprovação foi realizada após o envio das notificações, disponibilizadas no acesso restrito do Domicílio Tributário Eletrônico (DTE) dos contribuintes.

O uso do Scanc pelos fiscos estaduais tem previsão no Convênio 110/07 e Ato Cotepe 47/03. Com exceção dos postos revendedores varejistas, esse sistema deve ser utilizado pelos demais contribuintes que comercializam combustíveis como: refinarias de petróleo; centrais petroquímicas; formuladores; importadores; distribuidores de combustíveis; e transportadores revendedores retalhistas.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Toque de recolher passa a vigorar das 1h às 5h
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA