RETORNO DA COVID-19

As festas acabaram, as cortinas se fecharam e as contas chegaram

Publicados

em

Exatamente 15 dias após o ápice das aglomerações com o período de festividades do Natal e do Réveillon e a falta de informações atualizadas sobre a pandemia, desde que um ataque de hacker afetou os sistemas do Ministério da Saúde (MS), o número de novos infectados, a conta chegou e deve se mostrar ainda maior nas próximas semanas.

Uma das razões para o aumento, pode ser a tentativa de precaução por parte de quem se reuniu com familiares e amigos no período de festas do fim do ano e decidiu fazer o teste para a doença.

Outro fator é justamente a época de confraternizações. A população, que já estava cansada de dois anos de restrições, tentou retornar aspectos de normalidade da vida anterior à Covid-19 e reencontrar amigos e familiares o que embalou o contágio.

Até o momento Mato Grosso registrou o aumento de casos, mas de pacientes que não demandaram internação em leito hospitalar. Junto com a Covid, o Estado de Mato Grosso enfrenta elevação de casos de H3N2, a Influenza, além de Flurona, Flu (gripe em inglês) e Rona (de Coronavírus).

A H3N2 aumentou a quantidade de casos, porque a vacina de gripe ainda não está atualizada, de acordo com as variantes e, neste momento está sendo fabricada. Será distribuída entre março e abril e as vacinações somente em junho.

A pergunta é: já estamos nos preparando para o “boom” de casos após o Réveillon?
Ok! A Omicrôn se mostrou, até agora, menos letal, mas com uma transmissão mais rápida.

A conta chegou em Chapada dos Guimarães

Após a festa o município já começou a sentir os efeitos. Nos últimos boletins divulgados, os números vêm aumentando.

Nas redes sociais da Prefeitura de Chapada dos Guimarães, os munícipes, colocam a culpa da alta de casos pelo Show promovido pela prefeitura daquela cidade turística.

O resultado da festa e viva a ideia maravilhosa“.

Um Boletim Informativo divulgado pela Prefeitura Municipal de Chapada dos Guimarães mostra que o numero de infectados pela Covid-19 tem aumentado na cidade. Algumas pessoas que apresentaram o sintoma estão em isolamento domiciliar.

Em dezembro de 2021, eram 2.039 pessoas positivo para o vírus, e neste Boletim Informativo subiu para 2.048, os novos casos foram apresentados após as festividades de Natal e Ano Novo na cidade, ate o momento cerca de 91 pessoas vieram a óbitos em decorrência do vírus Covid-19 na cidade de Chapada dos Guimarães.

Nota da redação

As Prefeituras Municipais cancelaram eventos de Réveillon, mas manteve autorização para aglomerações em ambientes particulares. E para os “gestores públicos” que mantiveram a festa ao ar livre, a conta chegou mais rápido.

A nova variante Omicrôn foi descoberta em novembro, não venham com mi-mi-mi.

Alô nobres prefeitos, e o Carnaval? Sim é uma festa popular, é verdade seu município é uma cidade turística, me esqueci seu município faz o melhor Carnaval do Estado de Mato Grosso.

Só para registro: Rio de Janeiro e São Paulo cancelaram o Carnaval de 2022. Nem sei porque citei estas cidades, se na sua terá, aproveitem e já faz convite para o festival.

Amigos internautas, os especialistas e médicos alertam que a Pandemia não acabou e os cuidados devem ser redobrados, por causa de prefeitos persistir ficar eternamente na contramão.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Garcia aposta na rejeição de Pinheiro
Propaganda

Destaques

371 mil eleitores de Mato Grosso estão com títulos cancelados

Publicados

em

Em anos não eleitorais, a Justiça Eleitoral verifica no cadastro nacional quais eleitoras e eleitores não votaram nem justificaram a ausência nos três últimos turnos. Essa verificação é chamada de depuração do cadastro e implica o cancelamento do título eleitoral em caso de não regularização, exceto nos casos em que o voto é facultativo. A Justiça Eleitoral realiza a depuração do cadastro com o objetivo de atualizar o cadastro nacional do eleitorado.

Na última depuração do cadastro, em maio de 2019, 674.500 (93,98%) pessoas não quitaram suas pendências e tiveram o título automaticamente cancelado pela Justiça Eleitoral. Esse número representa 2,04% do eleitorado total do Estado.

Suspensão do cancelamento

Devido à Pandemia do Coronavírus, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu as consequências para as pessoas que não votaram nem justificaram a ausência nas Eleições 2020. Desse modo, mesmo quem deixou de pagar multas referentes aos dois turnos desse pleito poderá emitir certidões de quitação eleitoral, o que pode ser feito de forma online. A suspensão do cancelamento é válida enquanto o atendimento for realizado de forma remota ou houver nova deliberação do TSE.

Títulos cancelados

No Estado de Mato Grosso, atualmente cerca de 2,2 milhões de eleitores estão em situação regular e poderão votar nas Eleições de 2022. Em contrapartida, 371.676 eleitores estão com os títulos cancelados por motivos que podem ser regularizados até a data final de 04 de maio.

Os títulos cancelados, 101.503 deles, são decorrentes de ausência às urnas nos três últimos pleitos, e 270.173 por não comparecimento à revisão do eleitorado, isto é, não fizeram a biometria.

É importante ressaltar que a coleta biométrica continua suspensa pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em função da Pandemia de Covid-19, mas isso não impede a regularização da situação. Portanto, é fundamental que as pessoas procurem o atendimento virtual o quanto antes para poderem participar do processo eleitoral.

Prazo para regularização até 04 de maio

Os eleitores que precisam regularizar o título eleitoral, solicitar transferência de endereço ou mesmo aqueles que desejam tirar a primeira via do documento, precisam se atentar ao prazo final. Esses procedimentos e qualquer outra alteração no cadastro eleitoral precisam ser feitos até o dia 04 de maio de 2022.

A data, que corresponde a 151 dias antes do pleito deste ano, é estipulada para que a Justiça Eleitoral consiga organizar o pleito. Qualquer uma destas solicitações pode ser feita pelo sistema TítuloNet. Basta preencher o requerimento online e aguardar o retorno da Justiça Eleitoral.

O atendimento virtual é orientado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT), no intuito de evitar aglomerações nos Cartórios Eleitorais, como medida de prevenção à Covid-19.

Os interessados também podem tirar dúvidas entrando em contato com os Cartórios Eleitorais, por telefone, e-mail ou WhatsApp, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30. Há ainda o Disque Eleitor (0800 647-8191), cujo atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, entre 7h30 e 18h.

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Fábio Garcia: - Cuiabá de todos nós
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA