Artigo

Sofra as penalidades

Publicados

em

 

Autor: Francisney Liberato –

É importante entender o valor das boas escolhas. Saber penalizar-se pela má escolha trará um olhar mais apurado ao que realmente deve ser cumprido.

Falar sobre autocontrole envolve muitos aspectos que devem ser ativados em nossa vida, a fim de galgarmos melhores resultados.

A terceira lei do físico Isaac Newton dispõe que toda ação gera uma reação, em outras palavras, uma ação positiva gerará efeitos positivos, por outro lado, uma ação negativa gerará consequências negativas.

Já mencionamos que ao ter uma atitude positiva, sob o ponto de vista do autocontrole, é necessário criar um sistema de recompensas, por exemplo, se deixou de comer doce durante a semana, você poderá estipular uma recompensa para tal atitude positiva, como, por exemplo, assistir a um filme, com direito a sobremesa, no final de semana.

Contudo, uma ação realizada de forma negativa, na qual se quebram compromissos firmados consigo mesmo, deverá ser penalizada, para isso devemos estabelecer um sistema de penalidades.

Exemplos de penalidades que podemos estipular: deixar de sair com os amigos, não comprar uma roupa nova, não poder comer uma sobremesa, ter que estudar 20% a mais do que a quantidade de horas estipuladas, não poder jogar futebol ou praticar uma outra atividade física, suspender a utilização das redes sociais por dois dias, e outras limitações que podem ser criadas para fazer com que você respeite o compromisso do autocontrole.

Assim como no sistema de recompensas haverá uma finalidade de fortalecer o nosso autocontrole, no sistema de penalidades funciona da mesma forma.

Ao errar, falhar, ou quebrar algum compromisso feito consigo mesmo, é extremamente importante que você sofra alguma penalidade, uma vez que isso transmitirá uma mensagem para o seu cérebro de que é importante manter-se focado com o compromisso do autocontrole.

As penalidades devem recair sobre aquilo que é de sua preferência, do seu prazer pessoal para se divertir. Tire de si mesmo os privilégios que mais valoriza, pois só assim o efeito da penalidade será positivo.

Que possamos entender e encarar essa nova postura quanto ao sistema de penalidades, para que assim possamos ter maiores responsabilidades. Ter autocontrole é ter melhores resultados.

  • Francisney Liberato é Auditor do Tribunal de Contas. Escritor, Palestrante, Professor, Coach e Mentor. Mestre em Educação pela University of Florida. Doutor em Filosofia Universal Ph.I. Honoris Causa. Bacharel em Administração, Bacharel em Ciências Contábeis (CRC-MT) e Bacharel em Direito (OAB-MT). Vice-presidente da Associação Brasileira dos Profissionais da Contabilidade – ABRAPCON. Membro da Academia Mundial de Letras.

Autor dos Livros: “Mude sua vida em 50 dias”, “Como falar em público com eficiência”, “A arte de ser feliz”, “Singularidade”, “Autocontrole”, “Fenomenal”, “Reinvente sua vida” e “Como passar em concursos – Vol. 1 e 2”, “Como falar em público com excelência” e “Legado”.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  João Paulo Fortunato: - A Importância do Capital Social e sua remuneração nas Cooperativas de Crédito
Propaganda

Artigos

Qual o meu desconto para pagar as dívidas do FIES?

Publicados

em

 

Autora: Gisela Simona –

No finalzinho de dezembro de 2021 muita gente comemorou a Medida Provisória de n. 1.090/2021 que garante a regularização de débitos vencidos e não pagos do Fundo de Financiamento Estudantil – FIES, mas existem dúvidas sobre quem verdadeiramente será beneficiado com a medida e qual o percentual de desconto de cada um.

Vale o registro que o FIES é um programa do Governo Federal destinado a concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores de universidades privadas, com avaliação positiva pelo MEC.

Assim, é importante saber que a medida beneficia alunos que aderiram ao FIES até o segundo semestre de 2017 e os benefícios significam descontos e até perdão dos juros e das multas, parcelamentos e abatimento no valor principal da dívida.

O maior desconto será para os estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 360 dias, contados da publicação da MP n. 1.090 de 30/12/2021, que estejam no Cadastro Único de Programas Sociais – CadÚnico ou que tenham sido beneficiários do Auxílio Emergencial 2021, com desconto de 92% do valor consolidado da dívida, inclusive principal, por meio da liquidação integral do saldo devedor.

Na sequência será concedido um desconto de 86,5% para os estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 360 dias, contados da publicação da MP n. 1.090 de 30/12/2021, que não estejam no CadÚnico ou que não tenham recebido o Auxílio Emergencial em 2021.

Também terão descontos os estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 90 dias, contados da publicação da MP n. 1.090 de 30/12/2021, sendo esse desconto da totalidade dos encargos e 12% do valor principal, para pagamento à vista ou mediante parcelamento em até 150 parcelas mensais e sucessivas, com redução de 100% de juros e multas.

A Medida Provisória irá beneficiar cerca de um milhão de contratos, sendo 548 mil de inadimplentes inscritos no CadÚnico ou que tenham recebido o Auxílio Emergencial em 2021 e mais 524,7 mil contratos dos demais inadimplentes.

Referida medida está vigente desde sua publicação e para aderir à renegociação da dívida do Fies, o estudante terá que procurar os canais de atendimento agentes financeiros, ou seja, do banco que fez o seu respectivo financiamento.

Para saber mais sobre seus direitos nos siga nas redes sociais @giselasimonaoficial.

  • Gisela Simona é advogada, especialista em Direito do Consumidor.
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Filiação socioafetiva é um ato de amor
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA