Artigos

Maria Augusta Ribeiro: – Reputação digital: O que as pessoas estão falando de você nas redes

Publicados

em

 

Reputação digital: O que as pessoas estão falando de você nas redes

Autora: Maria Augusta Ribeiro

Porque ter uma boa imagem no digital é tão importante quanto em ambiente físico.

Somos todos conectados, seja no ambiente físico seja no digital; ter uma boa reputação interfere nas nossas relações familiares, círculo de amigos, e principalmente no trabalho.

E com tanta informação flutuando por aí, você já parou para se perguntar como anda a sua e-reputação? Ah, ok, você é uma daquelas pessoas que dizem não se importar com o que dizem sobre você. Tem certeza?

Não adianta pensar que, se você não faz parte das redes sociais, as pessoas não vão procurar por você nas redes. Recentemente um amigo super “old fashion” me disse que ele não estava em nenhuma rede social, e por isso acreditava que não estava na Internet.

Com uma busca sem esforços o Google indicou inclusive o endereço onde mora, estarrecido e sem acreditar nas possibilidades via web, me questionou, como aquilo era possível? Muito papo e boas risadas foram o suficiente para convencê-lo que, uma vez que você existe no físico, a chances de estar no digital são de quase 100%.

Por isso é legal você ter uma boa higiene com sua reputação digital, pois é através dela que empresas que desejam contratar você, fazer negócios ou engajar sua marca, vão encontrar informação sobre você ao vasculhar suas redes.

E alto lá para quem acha que isso é invasão de privacidade! Lembre-se que quando criou sua conta no Instagram, Facebook, Linkedin, Twitter, Netflix, Spotfy e afins, você autorizou a vinculação dos seus dados.

A reputação digital diz muito se você é uma boa ou má pessoa no físico. Opiniões contraditórias, discurso de raiva e atitudes preconceituosas são um termômetro para avaliar sua e-reputação.

É através dela que somos orientados sobre as pessoas em relação à profissão, negócios ou imagem. Uma reputação construída à base de fake news ou Photoshop é desbancada em segundos, porque o ser humano deseja que o físico seja o digital e vice-versa.

Renome, fama e estima são qualidades estabelecidas pela reputação, seja ela no físico ou no virtual. E elas dependem de posicionamento e de como você se comporta. Lembre-se reputação vai além do físico sempre!

Maria Augusta Ribeiro. É especialista em Netnografia e Comportamento de consumo digital no Belicosa.com.br

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Daniel Medeiros: - Raiva

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Artigos

Qual o meu desconto para pagar as dívidas do FIES?

Publicados

em

 

Autora: Gisela Simona –

No finalzinho de dezembro de 2021 muita gente comemorou a Medida Provisória de n. 1.090/2021 que garante a regularização de débitos vencidos e não pagos do Fundo de Financiamento Estudantil – FIES, mas existem dúvidas sobre quem verdadeiramente será beneficiado com a medida e qual o percentual de desconto de cada um.

Vale o registro que o FIES é um programa do Governo Federal destinado a concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores de universidades privadas, com avaliação positiva pelo MEC.

Assim, é importante saber que a medida beneficia alunos que aderiram ao FIES até o segundo semestre de 2017 e os benefícios significam descontos e até perdão dos juros e das multas, parcelamentos e abatimento no valor principal da dívida.

O maior desconto será para os estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 360 dias, contados da publicação da MP n. 1.090 de 30/12/2021, que estejam no Cadastro Único de Programas Sociais – CadÚnico ou que tenham sido beneficiários do Auxílio Emergencial 2021, com desconto de 92% do valor consolidado da dívida, inclusive principal, por meio da liquidação integral do saldo devedor.

Na sequência será concedido um desconto de 86,5% para os estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 360 dias, contados da publicação da MP n. 1.090 de 30/12/2021, que não estejam no CadÚnico ou que não tenham recebido o Auxílio Emergencial em 2021.

Também terão descontos os estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 90 dias, contados da publicação da MP n. 1.090 de 30/12/2021, sendo esse desconto da totalidade dos encargos e 12% do valor principal, para pagamento à vista ou mediante parcelamento em até 150 parcelas mensais e sucessivas, com redução de 100% de juros e multas.

A Medida Provisória irá beneficiar cerca de um milhão de contratos, sendo 548 mil de inadimplentes inscritos no CadÚnico ou que tenham recebido o Auxílio Emergencial em 2021 e mais 524,7 mil contratos dos demais inadimplentes.

Referida medida está vigente desde sua publicação e para aderir à renegociação da dívida do Fies, o estudante terá que procurar os canais de atendimento agentes financeiros, ou seja, do banco que fez o seu respectivo financiamento.

Para saber mais sobre seus direitos nos siga nas redes sociais @giselasimonaoficial.

  • Gisela Simona é advogada, especialista em Direito do Consumidor.
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  As emissões pecuárias e a COP 26
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA