Artigos

Luiz Gustavo Castro Marques: – Como tratar um paciente de Alzheimer

Publicados

em

       Como tratar um paciente de Alzheimer

Por: Luiz Gustavo Castro Marques – 

Depois que seu familiar é diagnosticado com doença de Alzheimer, uma doença neuro-degenerativa, você precisará fazer planos para ele.

Se ele ou ela vive sozinho, procure se certificar se ele está seguro. Agora se ele ou ela não pode viver sozinho, você terá que ter um ajudante em caso para acompanhá-lo ou o levar para morar em um lar de idosos.

Também é necessário a família fazer uma procuração para que alguém tome as decisões para ele ou ela, quando ele ou ela não poder mais.

A medida que a doença piora a pessoa passa a ter dificuldades para gerenciar seu dinheiro. É preciso verificar se ele ou ela faz isso corretamente.

Em caso do paciente ainda dirige o médico deve falar o momento dele parar.

Outra medida é tornar a casa segura. Para isso você precisa tomar as seguintes providências:

Mantenha as passagens para fora da confusão. Se você tem tapetes soltos, remova-os ou abaixe-os, coloque um corrimão e uma esteira antiderrapante na banheira ou no chuveiro, coloque cadeados anti-criança nos armários com itens perigosos (como fósforos ou medicamentos). Você também pode colocar capas para crianças no fogão.

Como posso evitar que meu membro da família se afaste? – Para evitar que ele ou ela se afaste ou se perca, você pode:

Bloqueie a porta externa. Se o seu membro da família pode destrancar a porta, coloque outro bloqueio na porta que ele ou ela não pode alcançar, tenha o seu transporte de identificação em todos os momentos, coloque um sistema em sua casa que lhe permita saber quando as pessoas entram ou saem.

Para facilitar as atividades diárias, faça visitas ao paciente, atividades que ele goste,

use palavras simples, frases curtas e uma voz calma, compre roupas e sapatos para ele fácil de colocar e tirar.

Para prevenir acidentes com bexiga ou intestino: levá-lo ao banheiro várias vezes durante o dia e não dar nada de beber antes dele dormir.

Se você notar que ele está comendo pouco, passe a dar pequenas refeições como frutas cortadas durante o dia e 3 grandes, dê-lhe bebidas ricas em proteínas.

Referente ao sono é importante não deixar que o idoso troque o dia pela noite. Então evite que ele durma durante o dia, ele deve fazer exercícios durante o dia e a noite deve ficar num quarto quieto e sem luz.

Você deve ficar atento ao comportamento dele. Qualquer mudança deve ser avisada ao médico. Pode significar uma infecção da bexiga ou do pulmão.

Lembre-se, cuidar doença de Alzheimer é um trabalho difícil, e geralmente fica mais difícil à medida que a doença piora. Não se sinta mal ou culpado por pedir ajuda como contratar um auxiliar para ajudá-lo a se banhar, vestir ou alimentar seu membro da família.

Outra maneira de obter ajuda é juntar-se a um grupo de apoio para cuidadores de pessoas com doença de Alzheimer. A Associação de Alzheimer tem muita informação para os cuidadores. Seu site é www.alz.org 

Luiz Gustavo Castro Marques – é médico geriatra CRM-MT 3696

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Márcia Bezerra: - Precisamos reaprender a aprender!

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Artigos

Qual o meu desconto para pagar as dívidas do FIES?

Publicados

em

 

Autora: Gisela Simona –

No finalzinho de dezembro de 2021 muita gente comemorou a Medida Provisória de n. 1.090/2021 que garante a regularização de débitos vencidos e não pagos do Fundo de Financiamento Estudantil – FIES, mas existem dúvidas sobre quem verdadeiramente será beneficiado com a medida e qual o percentual de desconto de cada um.

Vale o registro que o FIES é um programa do Governo Federal destinado a concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores de universidades privadas, com avaliação positiva pelo MEC.

Assim, é importante saber que a medida beneficia alunos que aderiram ao FIES até o segundo semestre de 2017 e os benefícios significam descontos e até perdão dos juros e das multas, parcelamentos e abatimento no valor principal da dívida.

O maior desconto será para os estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 360 dias, contados da publicação da MP n. 1.090 de 30/12/2021, que estejam no Cadastro Único de Programas Sociais – CadÚnico ou que tenham sido beneficiários do Auxílio Emergencial 2021, com desconto de 92% do valor consolidado da dívida, inclusive principal, por meio da liquidação integral do saldo devedor.

Na sequência será concedido um desconto de 86,5% para os estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 360 dias, contados da publicação da MP n. 1.090 de 30/12/2021, que não estejam no CadÚnico ou que não tenham recebido o Auxílio Emergencial em 2021.

Também terão descontos os estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 90 dias, contados da publicação da MP n. 1.090 de 30/12/2021, sendo esse desconto da totalidade dos encargos e 12% do valor principal, para pagamento à vista ou mediante parcelamento em até 150 parcelas mensais e sucessivas, com redução de 100% de juros e multas.

A Medida Provisória irá beneficiar cerca de um milhão de contratos, sendo 548 mil de inadimplentes inscritos no CadÚnico ou que tenham recebido o Auxílio Emergencial em 2021 e mais 524,7 mil contratos dos demais inadimplentes.

Referida medida está vigente desde sua publicação e para aderir à renegociação da dívida do Fies, o estudante terá que procurar os canais de atendimento agentes financeiros, ou seja, do banco que fez o seu respectivo financiamento.

Para saber mais sobre seus direitos nos siga nas redes sociais @giselasimonaoficial.

  • Gisela Simona é advogada, especialista em Direito do Consumidor.
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Emanuel Pinheiro: Rondon, cidadão do mundo
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA