Artigos

Laura Oliveira Gonçalves: – Desafio da Baleia Azul

Publicados

em

                                Desafio da Baleia Azul

Por: Laura Oliveira Gonçalves – 

A sociedade moderna vive a rotina acelerada e totalmente dependente da tecnologia, porém esta mesma tecnologia que auxilia traz malefícios, o último descoberto é o Desafio da Baleia Azul (ou Blue Whale Challenge). O jogo com nuance macabras estimula os adolescentes ao suicídio, proporcionando uma onda de medo visto os impactos negativos.

O desafio começou na Rússia onde as autoridades somam mais de 150 casos, e chegou ao Brasil. No início do mês de abril acendeu-se a luz do alerta em nosso país com os primeiros casos, em Mato Grosso também paira a suspeita no caso de suicídio da menor em Vila Rica ocorrido no dia 11 de abril.

O jogo e a forma como o mesmo seduz os jovens chama atenção de médicos, psicólogos e de pais pelo mundo inteiro, mas como bloquear esta febre e conseguir protegê-los?

A resposta não é simples, mas se encontra, principalmente, na criação de elos com os jovens e assim fomentar afinidades, mudando e inserindo novos hábitos. O diálogo entre pais e filhos ainda é a melhor alternativa, assim como fazer parte da vida, conhecer a rotina e o núcleo de amigos.

As informações são divulgadas de forma acelerada, por isso vale a pena inserir os assuntos, ouvir o posicionamento do jovem. Esse hábito do diálogo deve ser inserido desde a mais tenra idade, para que se solidifique ao longo do tempo.

Caso identifique alguma atitude diferente, é importante que o pai ou responsável busque auxílio do psicólogo para uma análise profissional e assim formular um tratamento adequado.

O Brasil é o país mais depressivo da América Latina, e por isso a sociedade deve ter maior atenção a este novo desafio que quer sucumbir os jovens. A exemplo da França, precisamos dar início a uma forte campanha unindo forças entre movimentos sociais, sociedade, em parceria com a Educação e Saúde, colocando todos em atenção redobrada, para que os jovens se conscientizem que nenhum desafio merece ariscar o bem mais precioso de todos, a vida.

Se a “onda” é desafios, vamos nos desafiar com coisas positivas, que engrandeçam a alma e auxilie a vida ser melhor, que tal desafiar o grupo de amigos a visitar um lar com crianças carentes, ou de idosos? Ou unir forças e coletar donativos para distribuição a famílias carentes?

Podemos virar o jogo e ganhar uma vida, basta somente atenção e trabalho em equipe.

*Laura Oliveira Gonçalves (CRP/MT 18/2109) é psicóloga e atua na Abordagem Sistêmica (Terapeuta para casais, crianças, família, adolescentes). Especialista em Avaliação Psicológica e Especialista em Psicologia do Trânsito. Instagram: dralaura_psicologiaclinica – Cel.: (65) 98135-8840.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Matheus Pagani: - Por que as vendas das Indústrias patinam?

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Artigos

Qual o meu desconto para pagar as dívidas do FIES?

Publicados

em

 

Autora: Gisela Simona –

No finalzinho de dezembro de 2021 muita gente comemorou a Medida Provisória de n. 1.090/2021 que garante a regularização de débitos vencidos e não pagos do Fundo de Financiamento Estudantil – FIES, mas existem dúvidas sobre quem verdadeiramente será beneficiado com a medida e qual o percentual de desconto de cada um.

Vale o registro que o FIES é um programa do Governo Federal destinado a concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores de universidades privadas, com avaliação positiva pelo MEC.

Assim, é importante saber que a medida beneficia alunos que aderiram ao FIES até o segundo semestre de 2017 e os benefícios significam descontos e até perdão dos juros e das multas, parcelamentos e abatimento no valor principal da dívida.

O maior desconto será para os estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 360 dias, contados da publicação da MP n. 1.090 de 30/12/2021, que estejam no Cadastro Único de Programas Sociais – CadÚnico ou que tenham sido beneficiários do Auxílio Emergencial 2021, com desconto de 92% do valor consolidado da dívida, inclusive principal, por meio da liquidação integral do saldo devedor.

Na sequência será concedido um desconto de 86,5% para os estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 360 dias, contados da publicação da MP n. 1.090 de 30/12/2021, que não estejam no CadÚnico ou que não tenham recebido o Auxílio Emergencial em 2021.

Também terão descontos os estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 90 dias, contados da publicação da MP n. 1.090 de 30/12/2021, sendo esse desconto da totalidade dos encargos e 12% do valor principal, para pagamento à vista ou mediante parcelamento em até 150 parcelas mensais e sucessivas, com redução de 100% de juros e multas.

A Medida Provisória irá beneficiar cerca de um milhão de contratos, sendo 548 mil de inadimplentes inscritos no CadÚnico ou que tenham recebido o Auxílio Emergencial em 2021 e mais 524,7 mil contratos dos demais inadimplentes.

Referida medida está vigente desde sua publicação e para aderir à renegociação da dívida do Fies, o estudante terá que procurar os canais de atendimento agentes financeiros, ou seja, do banco que fez o seu respectivo financiamento.

Para saber mais sobre seus direitos nos siga nas redes sociais @giselasimonaoficial.

  • Gisela Simona é advogada, especialista em Direito do Consumidor.
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Valdir Barranco: - Dois anos de caos
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA