ARTIGO

Francisney Liberato: –  O momento de lutar

Publicados

em

 

                     O momento de lutar

Autor: Francisney Liberato

Há tempo para tudo, e enquanto há tempo, há oportunidade de fazer.

No seriado da TV Record denominado “Rei Davi”, existe um capítulo em que se conta o pecado cometido pelo rei após relacionar-se com Bate-Seba, a qual era casada com Urias.

Como consequência de sua atitude irresponsável, Deus afirmou por intermédio do profeta Natã que o seu pecado custaria a vida do seu filho recém-nascido.

Davi ficou aflito pela mensagem do profeta. O rei ficou alguns dias sem comer e se isolou. Ele clamava a Deus 24 horas por dia para que não permitisse que o seu filho fosse morto.

Passados alguns dias, o filho de Davi faleceu. Então, no contexto do seriado da Record, Davi soube da notícia, tomou um banho, se vestiu com novas vestes e foi se alimentar.

Os servos, ao verem aquela cena, ficaram abismados e perguntaram a Davi: não entendemos a atitude do rei: quando o seu filho estava doente próximo da morte, o rei jejuava, chorava, clamava, implorava para que Deus fizesse um milagre. Agora o filho morreu e o rei nem dedica um tempo para o luto?.

Davi então respondeu: o momento de chorar, de pedir, de clamar e de lutar já foi feito, isto é, antes da morte.

Se refletirmos sobre o enredo da história do seriado, vamos notar que há uma aplicação perfeita e profunda para as nossas vidas.

Ninguém gosta de sofrer ou chorar. Nós desejamos ter uma vida com alegria e muita saúde. Acontece que as circunstâncias da vida estão fora do nosso controle. Às vezes, alguns dos nossos atos custam um alto preço a ser pago.

Davi estava sofrendo as consequências de suas atitudes imprudentes. O efeito veio com a morte do seu filho recém-nascido. Ele sofreu muito, sofreu amargamente pelos seus erros.

Apesar do sofrimento do rei, a história nos ensina uma lição poderosa que podemos aplicar para nossa vida hoje. O rei fez o seu melhor, o seu máximo, intercedendo pela vida de seu filho, mas Deus tinha planos para o cumprimento do que havia prometido, pois foi por intermédio do sofrimento de Davi que o seu coração retornou contrito à vontade de Deus.

Se isso já aconteceu em sua vida, saiba que perder um ente querido, ou romper com alguém, não é fácil. Pode ser que você até sofra, mas desde que seja de forma temporária, uma vez que continuar sofrendo não mudará o cenário da sua vida. Devemos lutar e persistir, quando possível, antes que ocorra um fato irreparável.

Que possamos utilizar a mesma experiência do rei Davi, em que o momento para lutar e batalhar pelas nossas conquistas e pelos nossos entes queridos é enquanto houver vida. Se perdermos esta oportunidade, pode ser que jamais tenhamos uma nova chance de combater e demonstrar o nosso amor e carinho por essas pessoas.

Francisney Liberato Batista Siqueira é Auditor Público Externo do Tribunal de Contas de Mato Grosso e Chefe de gabinete de Conselheiro do TCE-MT. Palestrante Nacional, Professor, Coach e Mentor. Bacharel em Administração, Bacharel em Ciências Contábeis (CRC-MT) e Bacharel em Direito (OAB-MT). Autor dos Livros: “Mude sua vida em 50 dias”, “Como falar em público com eficiência”, “A arte de ser feliz” e “Singularidade”.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Terceirização um verdadeiro retrocesso ou retorno ao regime de escravidão
Propaganda

Artigos

Qual o meu desconto para pagar as dívidas do FIES?

Publicados

em

 

Autora: Gisela Simona –

No finalzinho de dezembro de 2021 muita gente comemorou a Medida Provisória de n. 1.090/2021 que garante a regularização de débitos vencidos e não pagos do Fundo de Financiamento Estudantil – FIES, mas existem dúvidas sobre quem verdadeiramente será beneficiado com a medida e qual o percentual de desconto de cada um.

Vale o registro que o FIES é um programa do Governo Federal destinado a concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores de universidades privadas, com avaliação positiva pelo MEC.

Assim, é importante saber que a medida beneficia alunos que aderiram ao FIES até o segundo semestre de 2017 e os benefícios significam descontos e até perdão dos juros e das multas, parcelamentos e abatimento no valor principal da dívida.

O maior desconto será para os estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 360 dias, contados da publicação da MP n. 1.090 de 30/12/2021, que estejam no Cadastro Único de Programas Sociais – CadÚnico ou que tenham sido beneficiários do Auxílio Emergencial 2021, com desconto de 92% do valor consolidado da dívida, inclusive principal, por meio da liquidação integral do saldo devedor.

Na sequência será concedido um desconto de 86,5% para os estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 360 dias, contados da publicação da MP n. 1.090 de 30/12/2021, que não estejam no CadÚnico ou que não tenham recebido o Auxílio Emergencial em 2021.

Também terão descontos os estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 90 dias, contados da publicação da MP n. 1.090 de 30/12/2021, sendo esse desconto da totalidade dos encargos e 12% do valor principal, para pagamento à vista ou mediante parcelamento em até 150 parcelas mensais e sucessivas, com redução de 100% de juros e multas.

A Medida Provisória irá beneficiar cerca de um milhão de contratos, sendo 548 mil de inadimplentes inscritos no CadÚnico ou que tenham recebido o Auxílio Emergencial em 2021 e mais 524,7 mil contratos dos demais inadimplentes.

Referida medida está vigente desde sua publicação e para aderir à renegociação da dívida do Fies, o estudante terá que procurar os canais de atendimento agentes financeiros, ou seja, do banco que fez o seu respectivo financiamento.

Para saber mais sobre seus direitos nos siga nas redes sociais @giselasimonaoficial.

  • Gisela Simona é advogada, especialista em Direito do Consumidor.
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Sylvia de Moraes Barros: - A força do franchising coopera com a qualidade da educação brasileira
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA