artigo

A preocupação de Deus

Publicados

em

 

Autor: Francisney Liberato –

Quando o rei deixou que o povo israelita saísse do Egito, Deus não os levou pelo caminho que vai pelo país dos filisteus, embora fosse o mais curto. Deus pensou assim: “Não quero que os israelitas mudem de ideia e voltem para o Egito, quando virem que terão de guerrear”. Por isso Deus fez com que o povo desse uma volta pelo caminho do deserto, na direção do Mar Vermelho. Êxodo 13:17-18

De uma coisa eu tenho certeza: por mais que andemos pelo vale da sombra da morte, por mais que estejamos em caminhos tortuosos, por mais que nos esqueçamos de Deus, ainda assim, Ele nos ama e se preocupa com cada um de nós.

Se Deus se preocupa até com os animais, você acha mesmo que Ele vai se esquecer de você? Nunca! Ele veio a este mundo como ser humano para te dar a possibilidade de salvação.

Em Êxodo 13, vimos que Deus estava muito preocupado com um povo que o abandonou. O povo de Israel estava longe de Deus. Por consequência, viveram por 400 anos como escravos. Mesmo nessas circunstâncias, Ele estava com o seu povo escolhido.

Deus libertou o povo das amarras do pecado.

O plano de Deus foi tão magnífico que Ele, mesmo libertando o seu povo, escolheu o melhor caminho para que eles prosseguissem rumo à Terra Prometida. Optou por não os levar por um caminho que daria muito trabalho e medo, que seria a guerra, e os levou para um caminho distante, mas que a entrada neste lugar seria mais confortável e menos penosa. Infelizmente, a falta de crença do povo os fez andar muito além do que tinha sido arquitetado por Deus.

Deus estava preocupado com o seu povo! Deus pensa em seu povo o tempo todo. Deus se preocupa com você.

Deus se preocupou com o povo rebelde daquela época. Por isso que, mesmo que você tenha ido longe demais, o nosso Deus nos dá forças e bênçãos sem medidas para conquistarmos o que desejamos.

Neste mundo, as pessoas podem até abandonar você, podem te trair, podem esquecer que você é uma pessoa linda e maravilhosa, que você é único e especial, contudo, o Senhor jamais se esquece dos seus filhos. Ele quer levar cada um de nós não mais para Canaã Terrestre e sim para a Canaã Celestial.

Em Mateus 6:25-31, Deus demonstra a mesma preocupação que teve pelo seu povo no passado, e a promessa é que Ele ainda fará o mesmo para nós hoje:

Por isso eu digo a vocês: não se preocupem com a comida e com a bebida que precisam para viver nem com a roupa que precisam para se vestir. Afinal, será que a vida não é mais importante do que a comida? E será que o corpo não é mais importante do que as roupas? Vejam os passarinhos que voam pelo céu: eles não semeiam, não colhem, nem guardam comida em depósitos. No entanto, o Pai de vocês, que está no céu, dá de comer a eles. Será que vocês não valem muito mais do que os passarinhos? E nenhum de vocês pode encompridar a sua vida, por mais que se preocupe com isso. E por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem as flores do campo: elas não trabalham, nem fazem roupas para si mesmas. Mas eu afirmo a vocês que nem mesmo Salomão, sendo tão rico, usava roupas tão bonitas como essas flores. É Deus quem veste a erva do campo, que hoje dá flor e amanhã desaparece, queimada no forno. Então é claro que Ele vestirá também vocês, que têm uma fé tão pequena! Portanto, não fiquem preocupados, perguntando: ‘Onde é que vamos arranjar comida?’ ou ‘Onde é que vamos arranjar bebida?’ ou ‘Onde é que vamos arranjar roupas?’, pois os pagãos é que estão sempre procurando essas coisas. O Pai de vocês, que está no céu, sabe que vocês precisam de tudo isso. Portanto, ponham em primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus e aquilo que Deus quer, e Ele lhes dará todas essas coisas. Por isso, não fiquem preocupados com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã trará as suas próprias preocupações. Para cada dia bastam as suas próprias dificuldades”.

E você, o que vai fazer com as promessas de Deus para sua vida? Vai deixar as oportunidades escaparem ou vai agarrá-las com todas as suas forças? A escolha é sua! Deus quer fazer tudo por você, pois Ele se preocupa com você, entretanto, é necessário que você o aceite de coração aberto e com alegria.

Francisney Liberato é Auditor Público Externo do Tribunal de Contas de Mato Grosso. Escritor, Palestrante, Professor, Coach e Mentor. Mestre em Educação pela University of Florida. Doutor em Filosofia Universal Ph.I. Honoris Causa. Bacharel em Administração, Bacharel em Ciências Contábeis (CRC-MT) e Bacharel em Direito (OAB-MT). Membro da Academia Mundial de Letras.

Autor dos Livros: “Mude sua vida em 50 dias”, “Como falar em público com eficiência”, “A arte de ser feliz”, “Singularidade”, “Autocontrole”, “Fenomenal”, “Reinvente sua vida” e “Como passar em concursos – Vol. 1 e 2” e “Como falar em público com excelência”.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  HÁ 𝟱𝟲 𝗔𝗡𝗢𝗦, 𝗚𝗔𝗕𝗥𝗜𝗘𝗟 𝗗𝗘 𝗠𝗔𝗧𝗢𝗦 𝗠𝗨𝗟𝗟𝗘𝗥 𝗘𝗥𝗔 𝗘𝗠𝗣𝗢𝗦𝗦𝗔𝗗𝗢 𝗣𝗥𝗘𝗙𝗘𝗜𝗧𝗢 𝗗𝗘 VÁR𝗭𝗘𝗔 𝗚𝗥𝗔𝗡𝗗𝗘.
Propaganda

Artigos

A primeira consulta ao ginecologista

Publicados

em

 

Autora: Giovana Fortunato –

Ir ao ginecologista regularmente é um dos cuidados essenciais para a saúde de mulheres de praticamente todas as idades, pois ajuda a detectar doenças e evitar problemas futuros. Mas você sabe com que idade uma menina deve ir na primeira consulta ao ginecologista?

O ideal é que a partir dos 9 aos 12 anos a menina já tenha uma consulta com o ginecologista ou com a ginecologista da mãe. Por quê? Porque logo ela vai menstruar. Então essa consulta serve como uma orientação sobre esse período que está para chegar com sua primeira menstruação.

A partir deste momento a menina se torna fértil, ou seja, torna-se capaz de engravidar e ter um bebê. Por isso deve aprender sobre o funcionamento de seu corpo, como é a ovulação, como são as cólicas menstruais, como se prevenir de uma gravidez indesejada e como se cuidar para não contrair doenças sexualmente transmissíveis, entre elas o HPV, HIV entre outras.

A ideia de que uma menina vá começar, em algum momento de sua história, a ter vida sexual ativa é algo que assusta muitos pais. Por isso, adiam a primeira visita ao ginecologista. Porém, mesmo sem uma vida sexual ativa, a menina deve ter um acompanhamento especializado com um médico ginecologista. É normal a adolescente sentir vergonha e pedir para ir ao especialista apenas quando está prestes a ter relações sexuais, mas o ideal é que a visita aconteça após a primeira menstruação.

Vale ressaltar que é muito importante que seja um médico de confiança. Sua filha precisa se sentir segura e confortável com o ginecologista.

A primeira consulta muitas vezes é apenas uma conversa para saber um pouco mais sobre a paciente: hábitos da rotina, problemas de saúde da infância, ciclo menstrual, se há histórico de doenças como câncer de mama na família, entre outras.

O exame preventivo ginecológico no primeiro encontro com o ginecologista é bem simples e vai depender do histórico de cada menina.

Quando a menina iniciou a sua vida sexual é importante que ela vá pelo menos uma vez ao ano ao seu ginecologista para fazer um exame preventivo, para ver como está sua saúde em geral.

O principal deles é o Papanicolau, que é um rastreamento de câncer de colo, além do exame das mamas. Também é importante avaliar fazer um ultrassom transvaginal, ou ultrassom pélvico para ver como é que está o útero, o ovário. Ou seja, para fazer um check-up ginecológico.

Endometriose

Quando surge na adolescência, a endometriose é de difícil diagnóstico, pois muitos dos sintomas como as cólicas frequentes, podem ser confundidos com problemas intestinais ou serem considerados normais da fase de vida da adolescente.

Muitas meninas que tem endometriose ainda não entraram na idade reprodutiva e não iniciaram sua vida sexual, portanto, não apresentam sintomas da doença que se manifestam nessa fase como dor durante as relações sexuais e dificuldade para engravidar, o que pode dificultar ainda mais o diagnóstico. Estudos comprovam que é importante realizar uma investigação adequada, já que entre o início dos sintomas e a confirmação da doença em adolescentes pode decorrer até 12 anos, tempo suficiente para comprometer a fertilidade da paciente.

Se a sua filha está na puberdade ou menstruou recentemente, marque uma consulta com o ginecologista, especialista indicado para orientar as adolescentes nessa fase de mudanças no copo e muitas dúvidas sobre a saúde da mulher.

  • Giovana Fortunato é ginecologista e obstetra, especialista em endometriose e infertilidade, professora da UFMT, coordenadora de Residência no HUJM.
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Comunicação e Marketing Jurídico
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA